Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Claudinho tem de descer do palanque, diz Maranhão

Prefeito de Rio Grande rebate críticas de petista e afirma que rival está em terceiro turno da eleição


Renan Matavelli
Especial para o Diário

16/04/2013 | 07:00


O prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (PSDB), rebateu as declarações do principal adversário na corrida pelo Paço de 2012, Claudinho da Geladeira (PT), apontando que as críticas realizadas pelo petista não têm fundamento.

Na semana passada, o prefeito recebeu no Paço a bancada do PT, formada por três vereadores, o que gerou aproximação com a oposição. Por isso, o tucano disse que não esperava as críticas ao governo. "As eleições terminaram e ele (Claudinho) ainda continua fazendo campanha. Ele tem de descer do palanque. Ele está com um projeto de poder e eu com compromisso junto à população", afirmou Maranhão.

Segundo o prefeito, o projeto da UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24 horas) não foi da gestão anterior ao PSDB, como o petista insinuou. "Não há projeto de partido ou mandato, mas sim projeto para a cidade." Maranhão pretende ainda neste ano inaugurar a unidade de Saúde, porém, ainda são necessários procedimentos jurídicos para a conclusão da obra.

Claudinho também disse ao Diário que o prefeito nesses primeiros meses de gestão está ausente da população e só aparece em inaugurações. O tucano rebateu a crítica. "Neste último fim de semana participei de um mutirão nas ruas da cidade. Essa é minha forma de trabalho, estou sempre próximo da população, a serviço dos munícipes, e farei isso ao longo dos quatro anos de gestão". E completou: "Quem está distante da cidade de Rio Grande é ele, que não se vê mais pela cidade".

Quando questionado sobre a pretensão de candidatura de Claudinho na eleição municipal de 2016, Maranhão comentou que isso não é prioridade no momento. "Pretendo continuar no ritmo de trabalho e de conquistas que vem acontecendo desde 2005, na gestão de (Adler) Kiko (Teixeira, PSDB, que ficou até 2012 à frente do Paço), e manter o carinho e compromisso com a população. Neste momento não importa a legenda partidária, estou a serviço de Rio Grande".

Claudinho da Geladeira virou o ‘xodó' de Lula e ganhou projeção entre os petistas do Estado no ano passado. Apesar do apoio político do ex-presidente nas eleições de 2012, o então candidato petista não conseguiu escapar da derrota com larga margem de vantagem para o tucano. Claudinho obteve 37,04% dos votos válidos e Maranhão, 60,6%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;