Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano pode ser líder da Série B do Brasileiro

Equipe de Sérgio Guedes testa invencibilidade de sete jogos
contra o Bahia, em Salvador, na noite desta sexta-feira


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

16/07/2010 | 07:31


O São Caetano põe à prova invencibilidade de sete jogos na Série B do Campeonato Brasileiro diante do Bahia, hoje, a partir das 21h, no Estádio Pituaçu, em Salvador. Caso vença e o Coritiba perca ou empate com o América-RN, em Natal, o Azulão, quarto colocado com 15 pontos, pode assumir a liderança.

O time não contará com o lateral-direito Artur, suspenso. O goleiro Luiz, que estava contundido, e o atacante Eduardo, suspenso, voltam e reforçam a equipe.

Além de ter perdido apenas na estreia para o Figueirense, no Canindé (o Anacleto Campanella estava interditado), o Azulão leva outro trunfo na bagagem. Ainda não foi batido como visitante. Conquistou três empates, respectivamente contra América-RN, Bragantino e Brasiliense.

O técnico Sérgio Guedes, que assumiu na quarta rodada, contra o Bragantino, também está invicto no comando do time. Em cinco jogos foram dois empates e três vitórias.

O treinador não considera que a boa sequência de seu time e o fato de o Bahia não vencer há três jogos tornem o São Caetano favorito no confronto.

"Não vejo assim. Temos de considerar as dificuldades que eles tiveram pelas condições de campo no último jogo (derrota para o Guaratinguetá por 4 a 2). É um time técnico e a cobrança pela vitória será maior, porque vão jogar em casa", analisou.

Sérgio Guedes conhece bem o Bahia, afinal treinou a equipe na Série B em 2009. Ele não acredita que o adversário atuará fechado por conta da característica ofensiva do Azulão.

"Ainda tem uns seis jogadores lá que trabalharam comigo. Conhecem bem meu jeito de trabalhar e isso dificulta. É um jogo complicado, mas temos de saber jogar e aproveitar as situações que possam nos proporcionar", comentou.

Admitiu, porém, que como treinador tem mais condições de tirar proveito do Bahia por conhecer as qualidades e defeitos dos atletas adversários do que o contrário.

"A atenção que em geral nós (treinadores) temos é diferente da que eles têm. Nesse aspecto pode nos favorecer sim, mas repito, tudo vai depender do nosso desempenho. Por isso temos de manter nossa confiança, aplicação e atenção durante todo o jogo", analisou.

Considerado o pulmão do time, o meia-esquerda Fernades, que juntamente com Éverton Ribeiro e Kleber, arma as jogadas ofensivas do Azulão, vai enfrentar o Bahia pela primeira vez na carreira e admite que o time deve ser cauteloso em Salvador, justamente porque o adversário vem de resultados negativos e já sente a cobrança da torcida.

"A pressão sobre eles aumentou e não são os nossos bons resultados que tornarão as coisas mais fáceis. Temos de impor o nosso ritmo e não deixar que tomem conta do jogo. É um time que se não estiver bem a torcida começa a pegar no pé e podemos tirar proveito disso", analisou.

Com a suspensão de Artur, natural de Ibititá (na Bahia), o Azulão terá apenas um baiano em campo, o meia Kleber, nascido em Vitória da Conquista.

Sem muitas opções, o Bahia deve repetir a formação usada contra o Guaratinguetá na terça-feira. O técnico Renato Gaúcho, que já começa a ter o trabalho questionado e balança no cargo, terá apenas um desfalque, o volante Leandro, que foi expulso. Fábio Bahia, emprestado pelo Goiás até o fim da Série B, deve ser o substituto.

Patrick aguarda primeira chance
O lateral-direito Patrick pode fechar a semana de estreias no São Caetano. O jogador é o principal candidato à vaga de Artur, suspenso por receber o terceiro cartão amarelo diante do Santo André, na terça-feira.

O zagueiro Gian e o atacante Wellington fizeram a primeira partida com a camisa do time contra o Ramalhão, no Anacleto Campanella. A dupla entrou no segundo tempo e teve pouco tempo para mostrar serviço.

Inquerido sobre se pretende iniciar a partida com Patrick no lugar de Artur para manter seu esquema tático (4-5-1), o técnico Sérgio Guedes despistou.

"Temos várias opções e podemos usar algumas variáveis no jogo. O Patrick é uma das possibilidades. Ainda não defini."

O jogador também ficou na defensiva e não antecipou se inicia o jogo ou fica na reserva.

"Não sei ainda se vou jogar. Espero ter essa oportunidade e aproveitá-la bem. O Artur vive um bom momento, mas se jogar espero ir bem e conquistar um lugar no time", projeta Patrick.

O lateral chegou ao São Caetano em abril e tem contrato até o encerramento da Série B do Brasileiro. O clube tem preferência na renovação caso queira continuar com o jogador no Paulistão do próximo ano.

O São Caetano já havia manifestado interesse em contar com o atleta no estadual deste ano, mas o Brasiliense, que detém os direitos federativos, não liberou o atleta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano pode ser líder da Série B do Brasileiro

Equipe de Sérgio Guedes testa invencibilidade de sete jogos
contra o Bahia, em Salvador, na noite desta sexta-feira

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

16/07/2010 | 07:31


O São Caetano põe à prova invencibilidade de sete jogos na Série B do Campeonato Brasileiro diante do Bahia, hoje, a partir das 21h, no Estádio Pituaçu, em Salvador. Caso vença e o Coritiba perca ou empate com o América-RN, em Natal, o Azulão, quarto colocado com 15 pontos, pode assumir a liderança.

O time não contará com o lateral-direito Artur, suspenso. O goleiro Luiz, que estava contundido, e o atacante Eduardo, suspenso, voltam e reforçam a equipe.

Além de ter perdido apenas na estreia para o Figueirense, no Canindé (o Anacleto Campanella estava interditado), o Azulão leva outro trunfo na bagagem. Ainda não foi batido como visitante. Conquistou três empates, respectivamente contra América-RN, Bragantino e Brasiliense.

O técnico Sérgio Guedes, que assumiu na quarta rodada, contra o Bragantino, também está invicto no comando do time. Em cinco jogos foram dois empates e três vitórias.

O treinador não considera que a boa sequência de seu time e o fato de o Bahia não vencer há três jogos tornem o São Caetano favorito no confronto.

"Não vejo assim. Temos de considerar as dificuldades que eles tiveram pelas condições de campo no último jogo (derrota para o Guaratinguetá por 4 a 2). É um time técnico e a cobrança pela vitória será maior, porque vão jogar em casa", analisou.

Sérgio Guedes conhece bem o Bahia, afinal treinou a equipe na Série B em 2009. Ele não acredita que o adversário atuará fechado por conta da característica ofensiva do Azulão.

"Ainda tem uns seis jogadores lá que trabalharam comigo. Conhecem bem meu jeito de trabalhar e isso dificulta. É um jogo complicado, mas temos de saber jogar e aproveitar as situações que possam nos proporcionar", comentou.

Admitiu, porém, que como treinador tem mais condições de tirar proveito do Bahia por conhecer as qualidades e defeitos dos atletas adversários do que o contrário.

"A atenção que em geral nós (treinadores) temos é diferente da que eles têm. Nesse aspecto pode nos favorecer sim, mas repito, tudo vai depender do nosso desempenho. Por isso temos de manter nossa confiança, aplicação e atenção durante todo o jogo", analisou.

Considerado o pulmão do time, o meia-esquerda Fernades, que juntamente com Éverton Ribeiro e Kleber, arma as jogadas ofensivas do Azulão, vai enfrentar o Bahia pela primeira vez na carreira e admite que o time deve ser cauteloso em Salvador, justamente porque o adversário vem de resultados negativos e já sente a cobrança da torcida.

"A pressão sobre eles aumentou e não são os nossos bons resultados que tornarão as coisas mais fáceis. Temos de impor o nosso ritmo e não deixar que tomem conta do jogo. É um time que se não estiver bem a torcida começa a pegar no pé e podemos tirar proveito disso", analisou.

Com a suspensão de Artur, natural de Ibititá (na Bahia), o Azulão terá apenas um baiano em campo, o meia Kleber, nascido em Vitória da Conquista.

Sem muitas opções, o Bahia deve repetir a formação usada contra o Guaratinguetá na terça-feira. O técnico Renato Gaúcho, que já começa a ter o trabalho questionado e balança no cargo, terá apenas um desfalque, o volante Leandro, que foi expulso. Fábio Bahia, emprestado pelo Goiás até o fim da Série B, deve ser o substituto.

Patrick aguarda primeira chance
O lateral-direito Patrick pode fechar a semana de estreias no São Caetano. O jogador é o principal candidato à vaga de Artur, suspenso por receber o terceiro cartão amarelo diante do Santo André, na terça-feira.

O zagueiro Gian e o atacante Wellington fizeram a primeira partida com a camisa do time contra o Ramalhão, no Anacleto Campanella. A dupla entrou no segundo tempo e teve pouco tempo para mostrar serviço.

Inquerido sobre se pretende iniciar a partida com Patrick no lugar de Artur para manter seu esquema tático (4-5-1), o técnico Sérgio Guedes despistou.

"Temos várias opções e podemos usar algumas variáveis no jogo. O Patrick é uma das possibilidades. Ainda não defini."

O jogador também ficou na defensiva e não antecipou se inicia o jogo ou fica na reserva.

"Não sei ainda se vou jogar. Espero ter essa oportunidade e aproveitá-la bem. O Artur vive um bom momento, mas se jogar espero ir bem e conquistar um lugar no time", projeta Patrick.

O lateral chegou ao São Caetano em abril e tem contrato até o encerramento da Série B do Brasileiro. O clube tem preferência na renovação caso queira continuar com o jogador no Paulistão do próximo ano.

O São Caetano já havia manifestado interesse em contar com o atleta no estadual deste ano, mas o Brasiliense, que detém os direitos federativos, não liberou o atleta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;