Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Caixa eleva limite de penhor para R$ 100 mil


Da Agência Brasil

18/05/2010 | 07:00


A Caixa Econômica Federal dobrou de R$ 50 mil para R$ 100 mil o limite por cliente para os empréstimos sob penhor, conforme divulgou ontem o superintendente nacional de clientes pessoa física renda baixa, Humberto Magalhães.

Ele acredita que a alteração tornará o penhor ainda mais atrativo. Segundo Magalhães, apesar de a maioria das contratações ser de valores mais baixos, a Caixa verificou a existência de clientes com bens de grande valor e achou que seria viável elevar o limite para eventuais operações também de empréstimos mais altos.

Ele informou que a linha de crédito mais antiga da Caixa emprestou R$ 1,896 bilhão de janeiro a abril, com aumento de 7,5% em relação ao mesmo período de 2009, e antecipou que a instituição dispõe de R$ 7,8 bilhões para aplicações em penhor neste ano - 39% a mais que no ano anterior.

Tradicional e popular, o penhor é modalidade de crédito atrativa, devido às facilidades de acesso e rapidez na contratação. Não é necessário avalista e o dinheiro é liberado na hora. Basta apresentar documento de identidade, CPF, comprovante de residência e o bem que servirá de base para a operação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Caixa eleva limite de penhor para R$ 100 mil

Da Agência Brasil

18/05/2010 | 07:00


A Caixa Econômica Federal dobrou de R$ 50 mil para R$ 100 mil o limite por cliente para os empréstimos sob penhor, conforme divulgou ontem o superintendente nacional de clientes pessoa física renda baixa, Humberto Magalhães.

Ele acredita que a alteração tornará o penhor ainda mais atrativo. Segundo Magalhães, apesar de a maioria das contratações ser de valores mais baixos, a Caixa verificou a existência de clientes com bens de grande valor e achou que seria viável elevar o limite para eventuais operações também de empréstimos mais altos.

Ele informou que a linha de crédito mais antiga da Caixa emprestou R$ 1,896 bilhão de janeiro a abril, com aumento de 7,5% em relação ao mesmo período de 2009, e antecipou que a instituição dispõe de R$ 7,8 bilhões para aplicações em penhor neste ano - 39% a mais que no ano anterior.

Tradicional e popular, o penhor é modalidade de crédito atrativa, devido às facilidades de acesso e rapidez na contratação. Não é necessário avalista e o dinheiro é liberado na hora. Basta apresentar documento de identidade, CPF, comprovante de residência e o bem que servirá de base para a operação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;