Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Europa entre a fé e o chocolate


Heloísa Cestari
Do Diário do Grande ABC

18/03/2010 | 07:00


Diversos pontos da Europa e do Oriente são tomados por peregrinos e grandes eventos religiosos entre os domingos de Ramos e de Páscoa. Algumas celebrações já são velhas conhecidas dos fiéis, como a tradicional bênção papal Urbi et Orbi no Vaticano e o sonho de consumo de todo cristão: Jerusalém, palco real dos últimos passos de Jesus rumo ao Calvário e de sua posterior ressurreição. Os santuários de Fátima (Portugal), Santiago de Compostela (Espanha), Lourdes (França), Swieta Lipka (Polônia) e Knock (Irlanda) também ficam apinhados de devotos das mais variadas línguas e crenças durante a Semana Santa.

Mas são os pequenos vilarejos que mais chamam a atenção com suas formas próprias de manifestar fé aliada à paixão por chocolate, levando até o mais convicto dos devotos a render-se à tentação da gula assim que os sinos anunciam o Domingo de Páscoa.

Na Alemanha, a data é marcada por duas semanas de feiras pascais fartas em enfeites, pelúcias e delícias à base de cacau. As de Hamburgo e Ludwigsburg são as mais disputadas, embora, neste ano, os holofotes alemães prometam estar todos voltados à cidade de Oberammergau, na Baviera, que servirá de cenário para a versão alemã do espetáculo da Paixão de Cristo.

A encenação - considerada o evento religioso e cultural mais importante do país - ocorre a cada dez anos e chega à 41ª edição com várias novidades. Cerca de 480 mil espectadores são esperados durante a maratona de 102 apresentações, que começa no dia 15 de maio e prossegue até 3 de outubro.

A famosa performance tem origem na promessa feita em 1633 pelos cidadãos que sofriam com os efeitos da Guerra dos Trinta Anos (1618 - 1648) e tinham sua população dizimada pela peste negra. O povo se comprometeu a encenar, a cada dez anos, o espetáculo contanto que não houvesse mais vítimas da epidemia. Desde então, ninguém mais morreu da peste no povoado, e já no ano seguinte a promessa foi cumprida.

Os chocólatras, por sua vez, podem se dirigir à cidade de Colônia. Lá, o Museu Imhoff Stollwerk surpreende os visitantes com tentadora fonte de chocolate. Desde 1993, quando o local foi aberto, turistas do mundo inteiro ficam boquiabertos sob os jatos de onde escorrem litros do doce sem cessar.

Já Munique abriga o Museu do Coelho da Páscoa e o zoológico Tiepark Helabrun, que costuma espalhar coelhos pelos jardins distribuindo ovos de licor.

E os cerca de 1.000 habitantes da Vila de Ostereistedt, no Estado da Baixa Saxônia, aproveitam que o nome da localidade soa como "cidade do ovo de Páscoa" para explorar a chocomania no Parque do Coelho Hanni Hase, que, além de dar ovos e brincar com as crianças, cuida do único correio pascoal da Alemanha. Nas cartinhas, claro, os chocolates encabeçam a lista de pedidos. Mas também há quem sublime o vício por cacau em favor de rogativas pela paz mundial, garante o organizador do correio, Hans Herman Dinker.

Onde Visitar

ITÁLIA

Ao Sul de Roma, a bênção papal divide atenções com as bicas do Museo del Cioccolato Antica Norba, em Norma, considerado o primeiro acervo do gênero em solo italiano. O país, aliás, tem uma das mais famosas marcas do mundo: a Slitti, com diversas lojas espalhadas pela região.

PORTUGAL

Em solo lusitano, a Páscoa ganha status de segundo maior momento do calendário religioso. Perde só para o Natal. Até as escolas saem de férias na Semana Santa. Uma das principais atrações é a procissão com archotes dentro das paredes do Castelo Medieval, em Lisboa.

Várias cerimônias religiosas ocorrem entre a quinta e o domingo de Páscoa, quando os portugueses se reúnem para o almoço. É nesse momento que os padrinhos presenteiam seus afilhados e uma série de pratos toma conta das mesas, como o folar, o bacalhau e as amêndoas confeitadas.

ESPANHA

Apesar das raízes mouras, é nas ruas da espanhola Sevilha que os eventos de Semana Santa ganham evidência internacional. O momento de maior comoção é a madrugada da Sexta-feira Santa, quando as imagens da Virgem de Macarena e da Virgem da Esperança da Triana deixam as igrejas. Mais de 100 pasos (carros dourados com imagens religiosas) são carregados pelas ruas enquanto a multidão entoa saltas (trechos de canções em louvor a Cristo e Maria). Os penitentes rastejam de joelhos, carregando estátuas de até 3,5 toneladas, que demandam a força de mais de 200 homens.

Diversas procissões também tomam as ruas de Málaga, Córdoba, Granada, Almería, Cadiz e Jerez.

Outro destaque das celebrações no país é a gastronomia. Aproveite para experimentar as tradicionais torrijas, espécie de rabanada feita de pão embebido em leite, açúcar e ovos e depois frito, com variações à base de vinho ou mel.

FRANÇA

Nos dias 3, 4 e 5 de abril, a cidade de Chartres, no Vale do Loire, promoverá festival com grandes grupos de música e teatro, além de dançarinos, pintores e escritores. O município celebra o evento até tarde da noite com várias apresentações pelas ruas. As praças acolherão os grupos do Festival Off. Mais informações pelo site www.festivaldepaques.org.

IRLANDA

Na parte Sudeste da Irlanda, Castlecomer, na província de Leinster, oferece atrações pascais para toda a família. Destaque para o roteiro Wonderland Tour pelo parque Castlecomer Discovery, onde é possível seguir a personagem Alice pelo buraco do coelho até o País das Maravilhas para conhecer alguns personagens e participar de uma série de desafios em família antes de chegar à casa do lendário Coelhinho da Páscoa. O passeio começa a ser oferecido no dia 29 e segue até 11 de abril, de hora em hora, das 12h às 16h. Outras informações pelo site www.discoverypark.ie.

REPÚBLICA TCHECA

A Semana Santa transforma a atmosfera de Praga, especialmente nas praças Venceslau e na Cidade Velha, onde dezenas de barraquinhas vendem ovos meticulosamente decorados, além de pães de gengibre em formato de bonecos e tranças feitas de brotos de salgueiro.

As ‘chicotadas de amor' são uma tradição repetida toda segunda-feira após a Páscoa. Rapazes munidos de pomlázkas (espécie de chicotinho feito com folhas de salgueiro) visitam suas namoradas e, simbolicamente, as chicoteiam para, em seguida, oferecer ovos coloridos e doces. Diz a lenda que assim procedendo garantirão às suas amadas 365 dias de beleza e saúde.

SUÍÇA

Tal como acontece com muitas outras datas cristãs, a celebração da Páscoa na Suíça se estende para além da igreja. Desde a sua origem, a Semana Santa tem sido um momento de celebração, reflexões, festejos e curiosas competições artísticas e esportivas envolvendo ovos, como o egg rolling, o egg tapping, o pace egging e o egg decoration.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Europa entre a fé e o chocolate

Heloísa Cestari
Do Diário do Grande ABC

18/03/2010 | 07:00


Diversos pontos da Europa e do Oriente são tomados por peregrinos e grandes eventos religiosos entre os domingos de Ramos e de Páscoa. Algumas celebrações já são velhas conhecidas dos fiéis, como a tradicional bênção papal Urbi et Orbi no Vaticano e o sonho de consumo de todo cristão: Jerusalém, palco real dos últimos passos de Jesus rumo ao Calvário e de sua posterior ressurreição. Os santuários de Fátima (Portugal), Santiago de Compostela (Espanha), Lourdes (França), Swieta Lipka (Polônia) e Knock (Irlanda) também ficam apinhados de devotos das mais variadas línguas e crenças durante a Semana Santa.

Mas são os pequenos vilarejos que mais chamam a atenção com suas formas próprias de manifestar fé aliada à paixão por chocolate, levando até o mais convicto dos devotos a render-se à tentação da gula assim que os sinos anunciam o Domingo de Páscoa.

Na Alemanha, a data é marcada por duas semanas de feiras pascais fartas em enfeites, pelúcias e delícias à base de cacau. As de Hamburgo e Ludwigsburg são as mais disputadas, embora, neste ano, os holofotes alemães prometam estar todos voltados à cidade de Oberammergau, na Baviera, que servirá de cenário para a versão alemã do espetáculo da Paixão de Cristo.

A encenação - considerada o evento religioso e cultural mais importante do país - ocorre a cada dez anos e chega à 41ª edição com várias novidades. Cerca de 480 mil espectadores são esperados durante a maratona de 102 apresentações, que começa no dia 15 de maio e prossegue até 3 de outubro.

A famosa performance tem origem na promessa feita em 1633 pelos cidadãos que sofriam com os efeitos da Guerra dos Trinta Anos (1618 - 1648) e tinham sua população dizimada pela peste negra. O povo se comprometeu a encenar, a cada dez anos, o espetáculo contanto que não houvesse mais vítimas da epidemia. Desde então, ninguém mais morreu da peste no povoado, e já no ano seguinte a promessa foi cumprida.

Os chocólatras, por sua vez, podem se dirigir à cidade de Colônia. Lá, o Museu Imhoff Stollwerk surpreende os visitantes com tentadora fonte de chocolate. Desde 1993, quando o local foi aberto, turistas do mundo inteiro ficam boquiabertos sob os jatos de onde escorrem litros do doce sem cessar.

Já Munique abriga o Museu do Coelho da Páscoa e o zoológico Tiepark Helabrun, que costuma espalhar coelhos pelos jardins distribuindo ovos de licor.

E os cerca de 1.000 habitantes da Vila de Ostereistedt, no Estado da Baixa Saxônia, aproveitam que o nome da localidade soa como "cidade do ovo de Páscoa" para explorar a chocomania no Parque do Coelho Hanni Hase, que, além de dar ovos e brincar com as crianças, cuida do único correio pascoal da Alemanha. Nas cartinhas, claro, os chocolates encabeçam a lista de pedidos. Mas também há quem sublime o vício por cacau em favor de rogativas pela paz mundial, garante o organizador do correio, Hans Herman Dinker.

Onde Visitar

ITÁLIA

Ao Sul de Roma, a bênção papal divide atenções com as bicas do Museo del Cioccolato Antica Norba, em Norma, considerado o primeiro acervo do gênero em solo italiano. O país, aliás, tem uma das mais famosas marcas do mundo: a Slitti, com diversas lojas espalhadas pela região.

PORTUGAL

Em solo lusitano, a Páscoa ganha status de segundo maior momento do calendário religioso. Perde só para o Natal. Até as escolas saem de férias na Semana Santa. Uma das principais atrações é a procissão com archotes dentro das paredes do Castelo Medieval, em Lisboa.

Várias cerimônias religiosas ocorrem entre a quinta e o domingo de Páscoa, quando os portugueses se reúnem para o almoço. É nesse momento que os padrinhos presenteiam seus afilhados e uma série de pratos toma conta das mesas, como o folar, o bacalhau e as amêndoas confeitadas.

ESPANHA

Apesar das raízes mouras, é nas ruas da espanhola Sevilha que os eventos de Semana Santa ganham evidência internacional. O momento de maior comoção é a madrugada da Sexta-feira Santa, quando as imagens da Virgem de Macarena e da Virgem da Esperança da Triana deixam as igrejas. Mais de 100 pasos (carros dourados com imagens religiosas) são carregados pelas ruas enquanto a multidão entoa saltas (trechos de canções em louvor a Cristo e Maria). Os penitentes rastejam de joelhos, carregando estátuas de até 3,5 toneladas, que demandam a força de mais de 200 homens.

Diversas procissões também tomam as ruas de Málaga, Córdoba, Granada, Almería, Cadiz e Jerez.

Outro destaque das celebrações no país é a gastronomia. Aproveite para experimentar as tradicionais torrijas, espécie de rabanada feita de pão embebido em leite, açúcar e ovos e depois frito, com variações à base de vinho ou mel.

FRANÇA

Nos dias 3, 4 e 5 de abril, a cidade de Chartres, no Vale do Loire, promoverá festival com grandes grupos de música e teatro, além de dançarinos, pintores e escritores. O município celebra o evento até tarde da noite com várias apresentações pelas ruas. As praças acolherão os grupos do Festival Off. Mais informações pelo site www.festivaldepaques.org.

IRLANDA

Na parte Sudeste da Irlanda, Castlecomer, na província de Leinster, oferece atrações pascais para toda a família. Destaque para o roteiro Wonderland Tour pelo parque Castlecomer Discovery, onde é possível seguir a personagem Alice pelo buraco do coelho até o País das Maravilhas para conhecer alguns personagens e participar de uma série de desafios em família antes de chegar à casa do lendário Coelhinho da Páscoa. O passeio começa a ser oferecido no dia 29 e segue até 11 de abril, de hora em hora, das 12h às 16h. Outras informações pelo site www.discoverypark.ie.

REPÚBLICA TCHECA

A Semana Santa transforma a atmosfera de Praga, especialmente nas praças Venceslau e na Cidade Velha, onde dezenas de barraquinhas vendem ovos meticulosamente decorados, além de pães de gengibre em formato de bonecos e tranças feitas de brotos de salgueiro.

As ‘chicotadas de amor' são uma tradição repetida toda segunda-feira após a Páscoa. Rapazes munidos de pomlázkas (espécie de chicotinho feito com folhas de salgueiro) visitam suas namoradas e, simbolicamente, as chicoteiam para, em seguida, oferecer ovos coloridos e doces. Diz a lenda que assim procedendo garantirão às suas amadas 365 dias de beleza e saúde.

SUÍÇA

Tal como acontece com muitas outras datas cristãs, a celebração da Páscoa na Suíça se estende para além da igreja. Desde a sua origem, a Semana Santa tem sido um momento de celebração, reflexões, festejos e curiosas competições artísticas e esportivas envolvendo ovos, como o egg rolling, o egg tapping, o pace egging e o egg decoration.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;