Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em crise, Verdão recebe Linense

AE Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Das Agências

30/03/2013 | 07:18


 

 

 

Depois da tempestade, a bonança. É seguindo o ditado que o Palmeiras tenta espantar a má fase hoje, às 18h30, diante do Linense, no Estádio do Pacaembu, pela 16ª rodada do Campeonato Paulista. O clima no clube não é dos melhores após a goleada por 6 a 2 sofrida para o Mirassol na última rodada da competição. A diretoria garantiu a permanência do técnico Gilson Kleina, mas outro tropeço pode decretar a saída do treinador.

Mesmo ameaçado, Kleina minimiza o momento ruim. E diz que confia nos seus atletas. O comandante promete postura totalmente diferente da equipe hoje. “Eu tenho que acreditar que foi uma partida isolada, uma fatalidade. São muitas trocas, estamos em transição de elenco, sofremos com muitas lesões. Eu tenho que acreditar no que a gente vinha fazendo. Foi um jogo isolado, foi isso que conversamos com os atletas. Claro que a gente quer reagir, todos ficamos sentidos, mas vamos dar a volta por cima”, prometeu.

Para a partida, Kleina terá algumas novidades. O volante Souza está recuperado de lesão no joelho esquerdo e ficará a disposição no banco de reservas. “O Souza fez trabalhos planejados durante a semana, muito próximos da situação de jogo e vai acompanhar a gente no banco. Vamos ver o desenrolar da partida, sabemos que temos um ganho técnico importante com ele em campo. Veremos de que forma podemos utilizá-lo”, disse.

Priorizando a Copa Libertadores, o treinador resolveu poupar seis titulares: o lateral-direito Weldinho, o zagueiro Maurício Ramos, o lateral-esquerdo Juninho, os volantes Marcio Araújo e Charles e o meia Wesley.

LINENSE

O Elefante da Noroeste está há três jogos sem vencer no Paulistão. Mesmo assim, o time vem ao Pacaembu disposto a aproveitar o momento ruim que o adversário atravessa. “Será jogo difícil pelo clima de guerra que vive o Palmeiras. Nestes momentos, às vezes, os jogadores se superam. Mas nós vamos tentar aproveitar o contrário, um eventual nervosismo do adversário”, disse o técnico do time do Interior, Bruno Quadros.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em crise, Verdão recebe Linense

Das Agências

30/03/2013 | 07:18


 

 

 

Depois da tempestade, a bonança. É seguindo o ditado que o Palmeiras tenta espantar a má fase hoje, às 18h30, diante do Linense, no Estádio do Pacaembu, pela 16ª rodada do Campeonato Paulista. O clima no clube não é dos melhores após a goleada por 6 a 2 sofrida para o Mirassol na última rodada da competição. A diretoria garantiu a permanência do técnico Gilson Kleina, mas outro tropeço pode decretar a saída do treinador.

Mesmo ameaçado, Kleina minimiza o momento ruim. E diz que confia nos seus atletas. O comandante promete postura totalmente diferente da equipe hoje. “Eu tenho que acreditar que foi uma partida isolada, uma fatalidade. São muitas trocas, estamos em transição de elenco, sofremos com muitas lesões. Eu tenho que acreditar no que a gente vinha fazendo. Foi um jogo isolado, foi isso que conversamos com os atletas. Claro que a gente quer reagir, todos ficamos sentidos, mas vamos dar a volta por cima”, prometeu.

Para a partida, Kleina terá algumas novidades. O volante Souza está recuperado de lesão no joelho esquerdo e ficará a disposição no banco de reservas. “O Souza fez trabalhos planejados durante a semana, muito próximos da situação de jogo e vai acompanhar a gente no banco. Vamos ver o desenrolar da partida, sabemos que temos um ganho técnico importante com ele em campo. Veremos de que forma podemos utilizá-lo”, disse.

Priorizando a Copa Libertadores, o treinador resolveu poupar seis titulares: o lateral-direito Weldinho, o zagueiro Maurício Ramos, o lateral-esquerdo Juninho, os volantes Marcio Araújo e Charles e o meia Wesley.

LINENSE

O Elefante da Noroeste está há três jogos sem vencer no Paulistão. Mesmo assim, o time vem ao Pacaembu disposto a aproveitar o momento ruim que o adversário atravessa. “Será jogo difícil pelo clima de guerra que vive o Palmeiras. Nestes momentos, às vezes, os jogadores se superam. Mas nós vamos tentar aproveitar o contrário, um eventual nervosismo do adversário”, disse o técnico do time do Interior, Bruno Quadros.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;