Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PV analisa se Koiti Takaki presidirá sigla em Ribeirão

Arquivo/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Reunião da direção estadual da sigla definirá futuro comandante da legenda na cidade


Renan Matavelli
Especial para o Diário

14/09/2013 | 07:00


O PV analisará na segunda-feira, em reunião da executiva estadual em São Paulo, se o secretário de Governo e Saúde de Ribeirão Pires, Koiti Takaki (PV), assumirá ou não a presidência do partido na cidade.

No encontro estarão os comandantes dos diretórios de cada município e algumas lideranças estaduais.

Segundo o vice-presidente de São Caetano e coordenador da regional da legenda, João Henrique Lourenço, Ribeirão precisa ter autonomia. “A vereadora Mercedes D’Orto estava cotada para assumir a presidência e a liderança de governo na Câmara, porém, infelizmente nos deixou (morreu em julho) e estamos reestruturando o partido”, explicou Lourenço.

Nos bastidores, o comando do PV de Ribeirão Pires virou disputa entre dirigentes da executiva estadual. O nome de Koiti foi avalizado, mas a nominata não foi encaminhada ao cartório eleitoral porque a nomeação não agradou integrantes do alto escalão verde, como a deputada estadual Regina Gonçalves (PV).

A assessora da parlamentar e ex-secretária de Educação em Ribeirão, Rosi de Marco, é apontada como possível presidente com apoio da estadual. Por outro lado, a coordenação regional do PV articula para conseguir manter Koiti à frente da sigla na cidade.

A deputada sempre teve forte ligação com o município, principalmente com o ex-prefeito Clóvis Volpi (PTB, 2005-2012), filiado ao PV até o começo do ano.

Para Lourenço, o encontro terá o objetivo de reestruturar as lideranças municipais, restabelecer e fortalecer a equipe partidária para 2014. “Pretendemos discutir sobre o novo grupo fazendo um quadro de renovação geral.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PV analisa se Koiti Takaki presidirá sigla em Ribeirão

Reunião da direção estadual da sigla definirá futuro comandante da legenda na cidade

Renan Matavelli
Especial para o Diário

14/09/2013 | 07:00


O PV analisará na segunda-feira, em reunião da executiva estadual em São Paulo, se o secretário de Governo e Saúde de Ribeirão Pires, Koiti Takaki (PV), assumirá ou não a presidência do partido na cidade.

No encontro estarão os comandantes dos diretórios de cada município e algumas lideranças estaduais.

Segundo o vice-presidente de São Caetano e coordenador da regional da legenda, João Henrique Lourenço, Ribeirão precisa ter autonomia. “A vereadora Mercedes D’Orto estava cotada para assumir a presidência e a liderança de governo na Câmara, porém, infelizmente nos deixou (morreu em julho) e estamos reestruturando o partido”, explicou Lourenço.

Nos bastidores, o comando do PV de Ribeirão Pires virou disputa entre dirigentes da executiva estadual. O nome de Koiti foi avalizado, mas a nominata não foi encaminhada ao cartório eleitoral porque a nomeação não agradou integrantes do alto escalão verde, como a deputada estadual Regina Gonçalves (PV).

A assessora da parlamentar e ex-secretária de Educação em Ribeirão, Rosi de Marco, é apontada como possível presidente com apoio da estadual. Por outro lado, a coordenação regional do PV articula para conseguir manter Koiti à frente da sigla na cidade.

A deputada sempre teve forte ligação com o município, principalmente com o ex-prefeito Clóvis Volpi (PTB, 2005-2012), filiado ao PV até o começo do ano.

Para Lourenço, o encontro terá o objetivo de reestruturar as lideranças municipais, restabelecer e fortalecer a equipe partidária para 2014. “Pretendemos discutir sobre o novo grupo fazendo um quadro de renovação geral.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;