Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Mudança de hábito

O horário das sessões na Câmara Municipal de Ribeirão Pires foi modificado. Antes marcada para as 9h30, passará a ser realizada às 19h


Do Diário do Grande ABC

29/05/2009 | 00:00


O horário das sessões na Câmara Municipal de Ribeirão Pires foi modificado. Antes marcada para as 9h30, passará a ser realizada às 19h. Depois de dez meses funcionando no período da manhã, o horário foi modificado com intuito de atrair mais a população. Segundo o presidente da Câmara, Edson Savietto, "na parte da noite, a participação seria melhor, pois não coincide com o horário de trabalho da maioria dos munícipes".
A ideia é analisada há algum tempo, mas havia um problema relacionado ao aumento de gasto com a mudança de horário. "Não podemos gastar mais do que 70% do que recebemos com a folha salarial. O novo horário exigirá o pagamento de hora extras, então estávamos em estudo, mas vimos que não ultrapassaremos esse valor", completou Savietto. Agora, os funcionários que trabalhavam até as 17h, serão dispensados a partir desse horário e voltarão a prestar serviços depois das 19h, quando iniciarão as sessões em Ribeirão Pires. "Com esse modelo, só pagaremos duas horas extras para os funcionários", acrescentou o presidente do Legislativo.
Agora, só falta São Bernardo aderir ao modelo. Hoje, as sessões na cidade são realizadas às 9h das quartas-feiras.

Bastidores

Impressões
Como este colunista já havia comentado - mas vale a pena reforçar - a tática do PT de Santo André realmente não obteve êxito. Ao trazer à tona uma denúncia, é preciso ter dados e informações suficientes para evitar que qualquer argumento derrube as evidências. Dito e feito: apressado, o partido até conseguiu espaço para questionar, mas não com força suficiente para emplacar uma CPI. É que depois de 12 anos à frente da administração, o partido precisa reaprender a ser oposição. Se os erros ensinam, fica aí uma lição.

Em Rio Grande da Serra...
Nos trabalhos da Câmara de Rio Grande da Serra, ontem, foram aprovados três projetos do Poder Executivo. Um diz respeito ao repasse de R$ 50 mil do governo estadual para a pavimentação da Rua Bonança, na Vila Ota. O outro projeto era sobre uma suplementação para pagar o aluguel do prédio do Fundo de Previdência do Município. E por último, um projeto que alterou alguns anexos da lei sobre os funcionários públicos.

Audiência pública
A secretária de Finanças da Prefeitura de Diadema, Adelaide Maria Bezerra Maia de Moraes, apresenta hoje, às 15h, na Câmara, o balanço financeiro do primeiro quadrimestre de 2009.

Toque de caixa
E por falar em Câmara de Diadema, a sessão de ontem foi a toque de caixa. Antes das 16h, os vereadores já haviam votado os quatro projetos - um deles foi retirado da pauta para prazo. Motivo: os parlamentares queriam descolar um lugar na inauguração oficial do Shopping da Moça, que hoje abre as portas ao público.

Tribuna
O vereador Lauro Michels (PSDB-Diadema-foto) foi ontem pela primeira vez à tribuna, desde a morte de seu pai Ademar Michels. O tucano agradeceu o apoio e carinho dos vereadores da Casa, solidários à dor do vereador que enfrentou o sequestro e morte do pai. Na oportunidade, Michels, mais uma vez, defendeu o combate à violência urbana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mudança de hábito

O horário das sessões na Câmara Municipal de Ribeirão Pires foi modificado. Antes marcada para as 9h30, passará a ser realizada às 19h

Do Diário do Grande ABC

29/05/2009 | 00:00


O horário das sessões na Câmara Municipal de Ribeirão Pires foi modificado. Antes marcada para as 9h30, passará a ser realizada às 19h. Depois de dez meses funcionando no período da manhã, o horário foi modificado com intuito de atrair mais a população. Segundo o presidente da Câmara, Edson Savietto, "na parte da noite, a participação seria melhor, pois não coincide com o horário de trabalho da maioria dos munícipes".
A ideia é analisada há algum tempo, mas havia um problema relacionado ao aumento de gasto com a mudança de horário. "Não podemos gastar mais do que 70% do que recebemos com a folha salarial. O novo horário exigirá o pagamento de hora extras, então estávamos em estudo, mas vimos que não ultrapassaremos esse valor", completou Savietto. Agora, os funcionários que trabalhavam até as 17h, serão dispensados a partir desse horário e voltarão a prestar serviços depois das 19h, quando iniciarão as sessões em Ribeirão Pires. "Com esse modelo, só pagaremos duas horas extras para os funcionários", acrescentou o presidente do Legislativo.
Agora, só falta São Bernardo aderir ao modelo. Hoje, as sessões na cidade são realizadas às 9h das quartas-feiras.

Bastidores

Impressões
Como este colunista já havia comentado - mas vale a pena reforçar - a tática do PT de Santo André realmente não obteve êxito. Ao trazer à tona uma denúncia, é preciso ter dados e informações suficientes para evitar que qualquer argumento derrube as evidências. Dito e feito: apressado, o partido até conseguiu espaço para questionar, mas não com força suficiente para emplacar uma CPI. É que depois de 12 anos à frente da administração, o partido precisa reaprender a ser oposição. Se os erros ensinam, fica aí uma lição.

Em Rio Grande da Serra...
Nos trabalhos da Câmara de Rio Grande da Serra, ontem, foram aprovados três projetos do Poder Executivo. Um diz respeito ao repasse de R$ 50 mil do governo estadual para a pavimentação da Rua Bonança, na Vila Ota. O outro projeto era sobre uma suplementação para pagar o aluguel do prédio do Fundo de Previdência do Município. E por último, um projeto que alterou alguns anexos da lei sobre os funcionários públicos.

Audiência pública
A secretária de Finanças da Prefeitura de Diadema, Adelaide Maria Bezerra Maia de Moraes, apresenta hoje, às 15h, na Câmara, o balanço financeiro do primeiro quadrimestre de 2009.

Toque de caixa
E por falar em Câmara de Diadema, a sessão de ontem foi a toque de caixa. Antes das 16h, os vereadores já haviam votado os quatro projetos - um deles foi retirado da pauta para prazo. Motivo: os parlamentares queriam descolar um lugar na inauguração oficial do Shopping da Moça, que hoje abre as portas ao público.

Tribuna
O vereador Lauro Michels (PSDB-Diadema-foto) foi ontem pela primeira vez à tribuna, desde a morte de seu pai Ademar Michels. O tucano agradeceu o apoio e carinho dos vereadores da Casa, solidários à dor do vereador que enfrentou o sequestro e morte do pai. Na oportunidade, Michels, mais uma vez, defendeu o combate à violência urbana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;