Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Iraque lança mísseis contra aviões americanos e britânicos


Das Agências

13/05/2001 | 14:40


O Iraque afirmou neste domingo ter lançado mísseis contra caças americanos e britânicos que realizavam operações no Sul do país, forçando eles a "partirem em fuga".

Um porta-voz militar, citado pela agência oficial INA, declarou que estes aviões "partiram em fuga para suas bases na Arábia Saudita e no Kuwait, sob disparos de mísseis da Defesa Aérea Iraquiana.

Estes incidentes se tornaram rotineiros entre o Iraque e aviões americanos e britânicos que sobrevoam as zonas de exclusão aérea, imposta depois da Guerra do Golfo em 1991, no Norte e Sul do país.

O Iraque não reconhece essa denominação, o que já foi discutido na ONU, e afirma que as incursões dos EUA e Grã-Bretanha já provocaram 327 mortes e deixaram milhares de feridos em 1998.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Iraque lança mísseis contra aviões americanos e britânicos

Das Agências

13/05/2001 | 14:40


O Iraque afirmou neste domingo ter lançado mísseis contra caças americanos e britânicos que realizavam operações no Sul do país, forçando eles a "partirem em fuga".

Um porta-voz militar, citado pela agência oficial INA, declarou que estes aviões "partiram em fuga para suas bases na Arábia Saudita e no Kuwait, sob disparos de mísseis da Defesa Aérea Iraquiana.

Estes incidentes se tornaram rotineiros entre o Iraque e aviões americanos e britânicos que sobrevoam as zonas de exclusão aérea, imposta depois da Guerra do Golfo em 1991, no Norte e Sul do país.

O Iraque não reconhece essa denominação, o que já foi discutido na ONU, e afirma que as incursões dos EUA e Grã-Bretanha já provocaram 327 mortes e deixaram milhares de feridos em 1998.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;