Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Lewis Hamilton vence GP de Abu Dhabi

Da AP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fabricio Presili
do Diário do Grande ABC

14/11/2011 | 07:30


Foi mais fácil do que ele poderia imaginar. O inglês Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi, disputado ontem no circuito de Yas Marina. Fernando Alonso e Jenson Button completaram o pódio. O australiano Mark Webber acabou na quarta posição e o brasileiro Felipe Massa foi apenas o quinto.

Com o resultado, Hamilton manteve a quinta colocação no Mundial de Pilotos, sem chances de brigar pelo vice-campeonato. Os três pilotos que lutarão pela segunda posição na tabela na última corrida da temporada serão Jenson Button, Fernando Alonso e Mark Webber.

Pole position, Vettel largou bem e manteve a liderança da corrida, seguido por Hamilton e Button. Mas o alemão rodou sozinho na curva dois, por conta de um furo no pneu traseiro direito. Hamilton assumiu a ponta e o alemão se arrastou até os boxes com o pneu deteriorado, o que acabou danificando também a roda, impossibilitando o seu retorno à prova.

Sem a oposição de Vettel, Hamilton abria vantagem na ponta, seguido por Alonso, que passou Button nas primeiras voltas. Webber era o quarto, seguido por Massa.

Button e Webber protagonizaram o melhor duelo da prova. O piloto da Red Bull usou a asa móvel para passar pelo britânico, que vendeu caro, andou lado a lado com o australiano, que finalmente o ultrapassou. Button não desistiu e passou novamente Webber, reassumindo o terceiro lugar. As posições foram mantidas até a volta 16, quando os líderes deram início à primeira janela de pit-stops. Hamilton manteve a ponta, sempre seguido por Alonso. Mas Webber, que parou uma volta depois, enfrentou problemas e voltou atrás de Massa, que fazia mais uma prova discreta.

A corrida seguiu com poucas brigas na pista. Button continuou em terceiro, mas não tinha o mesmo ritmo de Hamilton. Então, Massa e Webber se aproximaram do piloto da McLaren. Na 30ª volta, Webber aproveitou a asa móvel e passou Massa. Mas o brasileiro deu o troco e retomou o quarto posto. Com isso, Button conseguiu escapar e abriu boa diferença em relação à dupla.

Webber abriu a segunda janela de pit-stops  para os líderes, mas a Red Bull optou por colocar novo jogo de pneus macios, o que obrigou o australiano a fazer a terceira parada. Em seguida, Hamilton parou, deixando Alonso na liderança da prova. O espanhol imprimiu bom ritmo, mas Lewis reassumiu a ponta quando ele teve de fazer o seu pit-stop, faltando apenas 15 voltas para o fim da corrida.

Webber seguia andando bem e registrava várias voltas rápidas em sequência na prova para tentar voltar à frente de Button e Massa após a troca de pneus. Só que Felipe rodou na 49ª volta, o que praticamente garantiu Webber à frente do brasileiro depois da parada, que foi realizada na última volta. Webber voltou atrás de Button, garantindo o quarto lugar.

Hamilton cruzou a linha de chegada com grande vantagem para Alonso e conquistou sua 17ª vitória na carreira. Entre os brasileiros, Rubens Barrichello fez boa prova e acabou na 12ª posição e Bruno Senna foi apenas o 16º.

 

Vettel sai da pista e brinca de dirigente

O alemão Sebastian Vettel teve um domingo diferente do que ele está habituado. Obrigado a abandonar na primeira volta com problemas na roda traseira direita, o bicampeão mundial passou a corrida acompanhando o trabalho de sua equipe, nos boxes da Red Bull.

"É duro, mas eu pelo menos tive a oportunidade de aprender um pouco com o time no pit wall", afirmou o piloto, buscando olhar o lado positivo da quebra.

Mesmo com a equipe investigando a quebra, o alemão ainda não sabe o que ocasionou o furo do pneu.

"Não sei o que aconteceu. Não fiz nada de diferente de nenhuma outra volta. Talvez eu tenha cortado a zebra em um ângulo diferente. Precisamos realmente entender o que causou o furo. Na saída da primeira curva, tudo parecia ok, mas quando eu iniciei a segunda curva, senti que alguma coisa estava errada com o pneu traseiro. Tentei segurar o carro, mas não consegui, tive um pneu furado e escapei. Na volta, acabei danificando a suspensão e não pude continuar", explicou Vettel.

Pole position em Abu Dhabi, o alemão não sabe se poderia ter vencido caso não tivesse deixado a prova. Ele ressaltou o bom desempenho do vencedor Lewis Hamilton, da McLaren, e do segundo colocado, Fernando Alonso, da Ferrari. "É difícil dizer o quão rápido poderíamos ir. Mark teve uma corrida difícil, mas o ritmo dele estava bom, então acho que o carro estava em boa forma. Por outro lado, Lewis e Fernando estavam com um ritmo forte. Acho que tínhamos a chance, mas é difícil dizer o que poderia ter acontecido", avaliou.

Com o abandono de Vettel e o quarto lugar de Mark Webber em Abu Dhabi, chega ao fim a série de 19 pódios seguidos da Red Bull. O time esteve em todos os pódios desde o GP do Brasil do ano passado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lewis Hamilton vence GP de Abu Dhabi

Fabricio Presili
do Diário do Grande ABC

14/11/2011 | 07:30


Foi mais fácil do que ele poderia imaginar. O inglês Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi, disputado ontem no circuito de Yas Marina. Fernando Alonso e Jenson Button completaram o pódio. O australiano Mark Webber acabou na quarta posição e o brasileiro Felipe Massa foi apenas o quinto.

Com o resultado, Hamilton manteve a quinta colocação no Mundial de Pilotos, sem chances de brigar pelo vice-campeonato. Os três pilotos que lutarão pela segunda posição na tabela na última corrida da temporada serão Jenson Button, Fernando Alonso e Mark Webber.

Pole position, Vettel largou bem e manteve a liderança da corrida, seguido por Hamilton e Button. Mas o alemão rodou sozinho na curva dois, por conta de um furo no pneu traseiro direito. Hamilton assumiu a ponta e o alemão se arrastou até os boxes com o pneu deteriorado, o que acabou danificando também a roda, impossibilitando o seu retorno à prova.

Sem a oposição de Vettel, Hamilton abria vantagem na ponta, seguido por Alonso, que passou Button nas primeiras voltas. Webber era o quarto, seguido por Massa.

Button e Webber protagonizaram o melhor duelo da prova. O piloto da Red Bull usou a asa móvel para passar pelo britânico, que vendeu caro, andou lado a lado com o australiano, que finalmente o ultrapassou. Button não desistiu e passou novamente Webber, reassumindo o terceiro lugar. As posições foram mantidas até a volta 16, quando os líderes deram início à primeira janela de pit-stops. Hamilton manteve a ponta, sempre seguido por Alonso. Mas Webber, que parou uma volta depois, enfrentou problemas e voltou atrás de Massa, que fazia mais uma prova discreta.

A corrida seguiu com poucas brigas na pista. Button continuou em terceiro, mas não tinha o mesmo ritmo de Hamilton. Então, Massa e Webber se aproximaram do piloto da McLaren. Na 30ª volta, Webber aproveitou a asa móvel e passou Massa. Mas o brasileiro deu o troco e retomou o quarto posto. Com isso, Button conseguiu escapar e abriu boa diferença em relação à dupla.

Webber abriu a segunda janela de pit-stops  para os líderes, mas a Red Bull optou por colocar novo jogo de pneus macios, o que obrigou o australiano a fazer a terceira parada. Em seguida, Hamilton parou, deixando Alonso na liderança da prova. O espanhol imprimiu bom ritmo, mas Lewis reassumiu a ponta quando ele teve de fazer o seu pit-stop, faltando apenas 15 voltas para o fim da corrida.

Webber seguia andando bem e registrava várias voltas rápidas em sequência na prova para tentar voltar à frente de Button e Massa após a troca de pneus. Só que Felipe rodou na 49ª volta, o que praticamente garantiu Webber à frente do brasileiro depois da parada, que foi realizada na última volta. Webber voltou atrás de Button, garantindo o quarto lugar.

Hamilton cruzou a linha de chegada com grande vantagem para Alonso e conquistou sua 17ª vitória na carreira. Entre os brasileiros, Rubens Barrichello fez boa prova e acabou na 12ª posição e Bruno Senna foi apenas o 16º.

 

Vettel sai da pista e brinca de dirigente

O alemão Sebastian Vettel teve um domingo diferente do que ele está habituado. Obrigado a abandonar na primeira volta com problemas na roda traseira direita, o bicampeão mundial passou a corrida acompanhando o trabalho de sua equipe, nos boxes da Red Bull.

"É duro, mas eu pelo menos tive a oportunidade de aprender um pouco com o time no pit wall", afirmou o piloto, buscando olhar o lado positivo da quebra.

Mesmo com a equipe investigando a quebra, o alemão ainda não sabe o que ocasionou o furo do pneu.

"Não sei o que aconteceu. Não fiz nada de diferente de nenhuma outra volta. Talvez eu tenha cortado a zebra em um ângulo diferente. Precisamos realmente entender o que causou o furo. Na saída da primeira curva, tudo parecia ok, mas quando eu iniciei a segunda curva, senti que alguma coisa estava errada com o pneu traseiro. Tentei segurar o carro, mas não consegui, tive um pneu furado e escapei. Na volta, acabei danificando a suspensão e não pude continuar", explicou Vettel.

Pole position em Abu Dhabi, o alemão não sabe se poderia ter vencido caso não tivesse deixado a prova. Ele ressaltou o bom desempenho do vencedor Lewis Hamilton, da McLaren, e do segundo colocado, Fernando Alonso, da Ferrari. "É difícil dizer o quão rápido poderíamos ir. Mark teve uma corrida difícil, mas o ritmo dele estava bom, então acho que o carro estava em boa forma. Por outro lado, Lewis e Fernando estavam com um ritmo forte. Acho que tínhamos a chance, mas é difícil dizer o que poderia ter acontecido", avaliou.

Com o abandono de Vettel e o quarto lugar de Mark Webber em Abu Dhabi, chega ao fim a série de 19 pódios seguidos da Red Bull. O time esteve em todos os pódios desde o GP do Brasil do ano passado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;