Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Padrasto suspeito de violentar enteado é esfaqueado por vizinhos


Evandro De Marco
Do Diário do Grande ABC

12/07/2008 | 07:08


O pedreiro Marcos Antonio Oliveira da Silva, 35 anos, foi espancado e recebeu uma facada na altura do ombro esquerdo depois de se envolver em uma discussão com vizinhos no Jardim Fei Mizuho, em São Bernardo. Quando a Polícia Militar chegou, o pedreiro estava ferido, mas os agressores fugiram. Silva foi levado ao Pronto-Socorro Central.

Segundo a mulher do pedreiro, uma ajudante de 30 anos, o marido foi agredido porque os vizinhos do local onde ela mora com Silva e os três filhos ouviram uma briga entre o casal por volta das 21h de anteontem. Na discussão, ela dizia que o pedreiro havia violentado o enteado de 8 anos. "Eu estava gritando dizendo o que ele tinha feito com meu filho e isso chamou todo mundo pra minha casa. Tinha umas dez pessoas lá."

A suposta violência sexual teria acontecido no início da manhã. Segundo a ajudante, o garoto contou para a mãe, uma prima e o tio o que o padrasto havia feito. Segundo a mãe do menino, Silva já tinha se envolvido com uma menor quando morava no Recife, em Pernambuco, antes de conhecê-la. "Ele me disse que saiu fugido de lá porque o pai da moça descobriu o que ele tinha feito." No 3º Distrito Policial, onde o caso foi registrado, foi constatado que Silva já tinha mandado de prisão expedido contra ele por um crime cometido no Nordeste.

A mãe do garoto e o marido, com quem ela vive há cinco anos, diz que os dois já tinham discutido durante a madrugada anterior. Há um mês e meio a ajudante registrou boletim de ocorrência contra Silva porque teria sofrido agressões durante outra briga do casal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Padrasto suspeito de violentar enteado é esfaqueado por vizinhos

Evandro De Marco
Do Diário do Grande ABC

12/07/2008 | 07:08


O pedreiro Marcos Antonio Oliveira da Silva, 35 anos, foi espancado e recebeu uma facada na altura do ombro esquerdo depois de se envolver em uma discussão com vizinhos no Jardim Fei Mizuho, em São Bernardo. Quando a Polícia Militar chegou, o pedreiro estava ferido, mas os agressores fugiram. Silva foi levado ao Pronto-Socorro Central.

Segundo a mulher do pedreiro, uma ajudante de 30 anos, o marido foi agredido porque os vizinhos do local onde ela mora com Silva e os três filhos ouviram uma briga entre o casal por volta das 21h de anteontem. Na discussão, ela dizia que o pedreiro havia violentado o enteado de 8 anos. "Eu estava gritando dizendo o que ele tinha feito com meu filho e isso chamou todo mundo pra minha casa. Tinha umas dez pessoas lá."

A suposta violência sexual teria acontecido no início da manhã. Segundo a ajudante, o garoto contou para a mãe, uma prima e o tio o que o padrasto havia feito. Segundo a mãe do menino, Silva já tinha se envolvido com uma menor quando morava no Recife, em Pernambuco, antes de conhecê-la. "Ele me disse que saiu fugido de lá porque o pai da moça descobriu o que ele tinha feito." No 3º Distrito Policial, onde o caso foi registrado, foi constatado que Silva já tinha mandado de prisão expedido contra ele por um crime cometido no Nordeste.

A mãe do garoto e o marido, com quem ela vive há cinco anos, diz que os dois já tinham discutido durante a madrugada anterior. Há um mês e meio a ajudante registrou boletim de ocorrência contra Silva porque teria sofrido agressões durante outra briga do casal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;