Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Crimes de guerra contra a humanidade continuam em Darfur


Da AFP

12/03/2007 | 08:17


A missão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre a situação na região sudanesa de Darfur concluiu que os crimes de guerra e crimes contra a humanidade continuam nesta área, em um relatório divulgado nesta segunda-feira em Genebra.

"O governo do Sudão planejou e participou nestes crimes", destaca nas conclusões o informe elaborado pela missão coordenada por Jody Williams, Prêmio Nobel da Paz.

A delegação, que foi impedida de entrar no Sudão, investigou a situação do exterior, de 5 de fevereiro a 5 de março, para apresentar um relatório à quarta sessão do Conselho de Direitos Humanos, que começa esta segunda-feira em Genebra.

A guerra civil em Darfur e suas conseqüências provocaram 200 mil mortes desde 2003 e deixaram dois milhões de refugiados, segundo estimativas da ONU que o governo sudanês não aceita.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Crimes de guerra contra a humanidade continuam em Darfur

Da AFP

12/03/2007 | 08:17


A missão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre a situação na região sudanesa de Darfur concluiu que os crimes de guerra e crimes contra a humanidade continuam nesta área, em um relatório divulgado nesta segunda-feira em Genebra.

"O governo do Sudão planejou e participou nestes crimes", destaca nas conclusões o informe elaborado pela missão coordenada por Jody Williams, Prêmio Nobel da Paz.

A delegação, que foi impedida de entrar no Sudão, investigou a situação do exterior, de 5 de fevereiro a 5 de março, para apresentar um relatório à quarta sessão do Conselho de Direitos Humanos, que começa esta segunda-feira em Genebra.

A guerra civil em Darfur e suas conseqüências provocaram 200 mil mortes desde 2003 e deixaram dois milhões de refugiados, segundo estimativas da ONU que o governo sudanês não aceita.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;