Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mulheres são flagradas com celular durante revista em CDP


Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

08/11/2004 | 09:30


Por pouco uma mulher não conseguiu entrar na manhã deste domingo com um telefone celular no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Santo André. Ela trazia o aparelho escondido dentro de uma sacola recheada com comida, quando recebeu uma ligação. No dia anterior, outra mulher que visitava o marido encarcerado na unidade foi flagrada pela equipe que fazia a revista tentando esconder um telefone dentro da vagina.

"Isso é comum por aqui. A gente tem que ficar atento", disse um funcionário do CDP que apresentou a ocorrência no 4º DP. Ao se agachar, procedimento rotineiro durante a revista pessoal, o celular, que estava revestido por fita crepe, saltou do interior da vagina da mulher para surpresa da equipe de agentes penitenciárias. As duas mulheres que tentaram entrar com celulares no Centro de Detenção foram encaminhadas para a delegacia, de onde foram liberadas horas mais tarde.

Elas não devem sofrer qualquer processo judicial por terem infringido as regras de segurança da carceragem. A única penalidade que recairá sobre as mulheres será a impossibilidade de realizar novas visitas a presos em qualquer CDP do Estado, além de terem tido seus celulares apreendidos. Assim como outras unidades do Estado, o CDP de Santo André não conta com bloqueador de sinal, capazes de impedir o uso de telefone móvel no interior do presídio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mulheres são flagradas com celular durante revista em CDP

Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

08/11/2004 | 09:30


Por pouco uma mulher não conseguiu entrar na manhã deste domingo com um telefone celular no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Santo André. Ela trazia o aparelho escondido dentro de uma sacola recheada com comida, quando recebeu uma ligação. No dia anterior, outra mulher que visitava o marido encarcerado na unidade foi flagrada pela equipe que fazia a revista tentando esconder um telefone dentro da vagina.

"Isso é comum por aqui. A gente tem que ficar atento", disse um funcionário do CDP que apresentou a ocorrência no 4º DP. Ao se agachar, procedimento rotineiro durante a revista pessoal, o celular, que estava revestido por fita crepe, saltou do interior da vagina da mulher para surpresa da equipe de agentes penitenciárias. As duas mulheres que tentaram entrar com celulares no Centro de Detenção foram encaminhadas para a delegacia, de onde foram liberadas horas mais tarde.

Elas não devem sofrer qualquer processo judicial por terem infringido as regras de segurança da carceragem. A única penalidade que recairá sobre as mulheres será a impossibilidade de realizar novas visitas a presos em qualquer CDP do Estado, além de terem tido seus celulares apreendidos. Assim como outras unidades do Estado, o CDP de Santo André não conta com bloqueador de sinal, capazes de impedir o uso de telefone móvel no interior do presídio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;