Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Covas quer Renan Calheiros fora do governo


Do Diário do Grande ABC

12/07/1999 | 14:33


O governador Mário Covas (PSDB/SP) criticou nesta segunda-feira o ministro da Justiça Renan Calheiros (PMDB/AL) e disse que ele deveria deixar o ministério. "Acho que ele nao é um bom ministro" disse Covas. O governador afirmou que a sua opiniao é uma sugestao sobre a reforma ministerial. "Nem sei se ele vai sair", completou. Covas justificou sua opiniao sobre Calheiros relembrando o episódio da indicaçao do superintendente geral da Polícia Federal, Joao Batista Campelo, indicado pelo presidente da República Fernando Henrique Cardoso e que teve a contestaçao de Calheiros.

"Nao sei se a saída de um ministro do PMDB, abriria uma crise ou nao na base de sustentaçao do governo, mas seja de que partido for, o ministro nao pode contestar a autoridade do presidente", disse Covas.

Ainda sobre a reforma ministerial, Covas disse que nao pretende opinar sobre o assunto. "Acho que a reforma ministerial deve ser rápida e rasteira, com as mudanças que o governo quiser fazer, eu nao opino" disse Covas. O governador evitou se manifestar sobre a continuidade do PMDB no ministério. "Nao sei se deve continuar ou nao, é por isso que a reforma nao pode ser demorada" disse Covas referindo-se as especulaçoes sobre a troca de ministros e a composiçao da base governista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Covas quer Renan Calheiros fora do governo

Do Diário do Grande ABC

12/07/1999 | 14:33


O governador Mário Covas (PSDB/SP) criticou nesta segunda-feira o ministro da Justiça Renan Calheiros (PMDB/AL) e disse que ele deveria deixar o ministério. "Acho que ele nao é um bom ministro" disse Covas. O governador afirmou que a sua opiniao é uma sugestao sobre a reforma ministerial. "Nem sei se ele vai sair", completou. Covas justificou sua opiniao sobre Calheiros relembrando o episódio da indicaçao do superintendente geral da Polícia Federal, Joao Batista Campelo, indicado pelo presidente da República Fernando Henrique Cardoso e que teve a contestaçao de Calheiros.

"Nao sei se a saída de um ministro do PMDB, abriria uma crise ou nao na base de sustentaçao do governo, mas seja de que partido for, o ministro nao pode contestar a autoridade do presidente", disse Covas.

Ainda sobre a reforma ministerial, Covas disse que nao pretende opinar sobre o assunto. "Acho que a reforma ministerial deve ser rápida e rasteira, com as mudanças que o governo quiser fazer, eu nao opino" disse Covas. O governador evitou se manifestar sobre a continuidade do PMDB no ministério. "Nao sei se deve continuar ou nao, é por isso que a reforma nao pode ser demorada" disse Covas referindo-se as especulaçoes sobre a troca de ministros e a composiçao da base governista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;