Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Paulo Serra confirma Cicote no Semasa em meio a debate sobre dívida

Vereador comandará autarquia de Sto.André e terá de liderar discussões sobre passivo de R$ 3,4 bilhões


Raphael Rocha
do dgabc.com.br

20/02/2019 | 07:00


O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), confirmou a nomeação do vereador Almir Cicote (Avante) para comandar o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André). O parlamentar já pediu licença do cargo na casa e será apresentado hoje como responsável pela autarquia.

O tucano argumentou que a escolha por Cicote foi para trazer ao governo figura de experiências política e administrativa, já que o vereador foi presidente da Câmara em 2017 e 2018. O futuro superintendente terá como missão principal liderar os debates junto à Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) a respeito da dívida bilionária que a estatal cobra de Santo André por diferença no pagamento da compra de água no atacado desde os anos 1990. Também liderará discussão sobre falta de água no município.

“Ele (Cicote) já tem participado de reuniões para saber como está a situação do Semasa. Infelizmente houve perda, nos últimos 20 anos, do poder de investimento, o que gerou certo sucateamento de parte dos serviços. Sei que ele tem capacidade administrativa e política para lidar com a situação. Ele sabe que a ideia é salvar o Semasa. Seja com parcelamento da dívida, com gestão compartilhada. Há o desafio de equalizar”, apontou Paulo Serra. “A dívida está em R$ 3,4 bilhões. É insustentável.”

Atual gestor do Semasa, Ricardo Kondratovich ficará como adjunto da autarquia até para que, na visão de Paulo Serra, possa colaborar com o trabalho de Cicote, trazendo olhar técnico às discussões colocadas à mesa. “O Ricardo é quadro técnico importante, de carreira.”

O prefeito estimou desfecho do impasse envolvendo o Semasa ainda no primeiro semestre. “A vinda do Cicote não é pensando em eleição (de 2020). Mas saber que lideranças políticas como o Cicote, que tem história na cidade, estão dispostas a contribuir, a caminhar com a gente, significa que estamos no caminho certo.”

A negociação para a ida de Cicote ao primeiro escalão começou no fim do ano passado, semanas depois de terminada a eleição – Cicote se candidatou a deputado estadual e não se elegeu. No começo do mês, as conversas esfriaram. Na semana passada, porém, foram retomadas. “Estávamos dialogando e faltavam coisas pontuais a decidir. Fiquei hospitalizado (passou por cateterismo) e, depois disso, voltamos a conversar. Agora batemos o martelo. Espero contribuir com o governo à frente do Semasa.”

Cicote deixa a vaga na Câmara para o ex-vereador Marcos da Farmácia (PSB). O socialista tomou posse na sessão de ontem e declarou que será independente na casa, com foco nas discussões da saúde. “Acho que ainda consigo fazer alguma coisa pela saúde. É preciso melhorar a questão de atendimentos, por exemplo.”
(Colaborou Daniel Tossato) 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Paulo Serra confirma Cicote no Semasa em meio a debate sobre dívida

Vereador comandará autarquia de Sto.André e terá de liderar discussões sobre passivo de R$ 3,4 bilhões

Raphael Rocha
do dgabc.com.br

20/02/2019 | 07:00


O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), confirmou a nomeação do vereador Almir Cicote (Avante) para comandar o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André). O parlamentar já pediu licença do cargo na casa e será apresentado hoje como responsável pela autarquia.

O tucano argumentou que a escolha por Cicote foi para trazer ao governo figura de experiências política e administrativa, já que o vereador foi presidente da Câmara em 2017 e 2018. O futuro superintendente terá como missão principal liderar os debates junto à Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) a respeito da dívida bilionária que a estatal cobra de Santo André por diferença no pagamento da compra de água no atacado desde os anos 1990. Também liderará discussão sobre falta de água no município.

“Ele (Cicote) já tem participado de reuniões para saber como está a situação do Semasa. Infelizmente houve perda, nos últimos 20 anos, do poder de investimento, o que gerou certo sucateamento de parte dos serviços. Sei que ele tem capacidade administrativa e política para lidar com a situação. Ele sabe que a ideia é salvar o Semasa. Seja com parcelamento da dívida, com gestão compartilhada. Há o desafio de equalizar”, apontou Paulo Serra. “A dívida está em R$ 3,4 bilhões. É insustentável.”

Atual gestor do Semasa, Ricardo Kondratovich ficará como adjunto da autarquia até para que, na visão de Paulo Serra, possa colaborar com o trabalho de Cicote, trazendo olhar técnico às discussões colocadas à mesa. “O Ricardo é quadro técnico importante, de carreira.”

O prefeito estimou desfecho do impasse envolvendo o Semasa ainda no primeiro semestre. “A vinda do Cicote não é pensando em eleição (de 2020). Mas saber que lideranças políticas como o Cicote, que tem história na cidade, estão dispostas a contribuir, a caminhar com a gente, significa que estamos no caminho certo.”

A negociação para a ida de Cicote ao primeiro escalão começou no fim do ano passado, semanas depois de terminada a eleição – Cicote se candidatou a deputado estadual e não se elegeu. No começo do mês, as conversas esfriaram. Na semana passada, porém, foram retomadas. “Estávamos dialogando e faltavam coisas pontuais a decidir. Fiquei hospitalizado (passou por cateterismo) e, depois disso, voltamos a conversar. Agora batemos o martelo. Espero contribuir com o governo à frente do Semasa.”

Cicote deixa a vaga na Câmara para o ex-vereador Marcos da Farmácia (PSB). O socialista tomou posse na sessão de ontem e declarou que será independente na casa, com foco nas discussões da saúde. “Acho que ainda consigo fazer alguma coisa pela saúde. É preciso melhorar a questão de atendimentos, por exemplo.”
(Colaborou Daniel Tossato) 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;