Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Dicas para descobrir quanto vale um carro usado

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do Garagem360

18/02/2019 | 18:18


Quem pensa em vender um carro usado precisa analisar alguns fatores antes de definir quanto o veículo vale. Além de consultar o preço na tabela FIPE, vale a pena ficar atento a critérios específicos, como a distância percorrida pelo veículo.

LEIA MAIS: Venda de carros usados: especialista dá dicas para fazer bons negócios
Sapão, Zé do Caixão e Botinha Ortopédica: relembre alguns apelidos de carros

“De modo geral, o mercado considera de 10 a 15 mil km rodados por ano, a média ideal para que um carro não seja considerado desgastado. A rodagem também é um dos critérios para definir se um carro será considerado um seminovo ou um usado. Entretanto, se o automóvel não estiver bem conservado o valor do seminovo tende a ser mais baixo mesmo se carro estiver pouco rodado”, explica Fabio Pinto,especialista e CEO da Carflix.

Como descobrir quanto vale um carro usado 

Confira outros fatores que influenciam no valor do carro, segundo o especialista:

Estado de conservação

Além da rodagem, o vendedor precisa fazer uma minuciosa inspeção nos pneus, no motor, no interior e na lataria. “Em alguns casos, a quilometragem pode até não influenciar tanto no preço do carro, desde que seu estado de conservação esteja satisfatório”, afirma Pinto.

Acessórios

A presença de acessórios também deve ser avaliada na hora de definir um valor para o automóvel. Um carro que nãtinha ar-condicionado de fábrica, mas teve o sistema instalado posteriormente, por exemplo, tende a valer mais.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Cor

A cor do carro é um fator que passa despercebido pelos vendedores. Isso porque existem cores que conseguem manter a aparência de novo por mais tempo, como cinza e prata. Automóveis pretos também são vantajosos, pois evidenciam seu bom estado se estiverem bem conservados. Já os brancos sofrem maior desvalorização, pois sujam com mais facilidade e deixam as falhas na pintura mais expostas.

Carro usado: modelos que fazem sucesso 

Na galeria, confira os carros usados mais amados pelos brasileiros:

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dicas para descobrir quanto vale um carro usado

Da Redação
Do Garagem360

18/02/2019 | 18:18


Quem pensa em vender um carro usado precisa analisar alguns fatores antes de definir quanto o veículo vale. Além de consultar o preço na tabela FIPE, vale a pena ficar atento a critérios específicos, como a distância percorrida pelo veículo.

LEIA MAIS: Venda de carros usados: especialista dá dicas para fazer bons negócios
Sapão, Zé do Caixão e Botinha Ortopédica: relembre alguns apelidos de carros

“De modo geral, o mercado considera de 10 a 15 mil km rodados por ano, a média ideal para que um carro não seja considerado desgastado. A rodagem também é um dos critérios para definir se um carro será considerado um seminovo ou um usado. Entretanto, se o automóvel não estiver bem conservado o valor do seminovo tende a ser mais baixo mesmo se carro estiver pouco rodado”, explica Fabio Pinto,especialista e CEO da Carflix.

Como descobrir quanto vale um carro usado 

Confira outros fatores que influenciam no valor do carro, segundo o especialista:

Estado de conservação

Além da rodagem, o vendedor precisa fazer uma minuciosa inspeção nos pneus, no motor, no interior e na lataria. “Em alguns casos, a quilometragem pode até não influenciar tanto no preço do carro, desde que seu estado de conservação esteja satisfatório”, afirma Pinto.

Acessórios

A presença de acessórios também deve ser avaliada na hora de definir um valor para o automóvel. Um carro que nãtinha ar-condicionado de fábrica, mas teve o sistema instalado posteriormente, por exemplo, tende a valer mais.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Cor

A cor do carro é um fator que passa despercebido pelos vendedores. Isso porque existem cores que conseguem manter a aparência de novo por mais tempo, como cinza e prata. Automóveis pretos também são vantajosos, pois evidenciam seu bom estado se estiverem bem conservados. Já os brancos sofrem maior desvalorização, pois sujam com mais facilidade e deixam as falhas na pintura mais expostas.

Carro usado: modelos que fazem sucesso 

Na galeria, confira os carros usados mais amados pelos brasileiros:

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;