Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Horário de verão termina hoje à meia-noite

EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Relógios devem ser atrasados em uma hora; especialista recomenda usar o tempo para descanso


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

16/02/2019 | 07:00


 Em vigor desde o dia 4 de novembro, o horário de verão termina hoje, à meia-noite. Com a mudança, os relógios devem ser atrasados em uma hora e voltar às 23h. A medida, considerada por muitos alívio, tendo em vista a hora extra de descanso, requer cuidados especiais com a saúde, especialmente nos primeiros dias.

A médica nutróloga Patrícia Cavalcante, do Espaço Volpi, diz que a palavra certa para amenizar os sintomas da mudança do horário de verão e ajudar a adaptação do corpo é “equilíbrio”, principalmente no que se refere ao sono e à alimentação. “É importante que as pessoas procurem dormir bem e o suficiente logo na primeira semana e evitem alimentos pesados e bebidas estimulantes, como café ou chá preto, a partir do fim da tarde. Não comer muito antes de dormir e não ficar de estômago vazio, dando preferência aos alimentos mais leves e saudáveis – que não vão exigir tanto esforço para digestão – são dicas para o corpo não sentir tanto.”

A especialista diz que procurar consumir alimentos que tenham gordura boa, como azeite de oliva, amêndoas e oleaginosas, ajuda a manter a qualidade do sono. Verduras e legumes também colaboram. “Atividade física deve ser feita, mas deve-se evitar os exercícios mais extenuantes, se for fazê-los à noite. Devemos lembrar que essa adaptação é mais tranquila do que no início do horário de verão, pois ganhamos uma hora a mais e devemos aproveitar para descansar”, ressalta a médica.

 

NAS ALTURAS

O responsável pela manutenção da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem – Basílica Menor, conhecida como Igreja Matriz, no Centro de São Bernardo, Nilton Oliveira Santos, 41 anos, tem trabalho diferenciado com o início e fim do horário de verão. São 14 andares até o topo da igreja, onde fica o relógio que ele precisa ajustar. “É bem alto, mas seguro. Faço isso há 13 anos e acho tranquilo. O que dá mais trabalho é quando acaba o horário de verão.” Ele explica que, como tem de fazer a mudança dos ponteiros de forma manual, leva mais tempo para girar a engrenagem no sentido contrário.

 

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Horário de verão termina hoje à meia-noite

Relógios devem ser atrasados em uma hora; especialista recomenda usar o tempo para descanso

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

16/02/2019 | 07:00


 Em vigor desde o dia 4 de novembro, o horário de verão termina hoje, à meia-noite. Com a mudança, os relógios devem ser atrasados em uma hora e voltar às 23h. A medida, considerada por muitos alívio, tendo em vista a hora extra de descanso, requer cuidados especiais com a saúde, especialmente nos primeiros dias.

A médica nutróloga Patrícia Cavalcante, do Espaço Volpi, diz que a palavra certa para amenizar os sintomas da mudança do horário de verão e ajudar a adaptação do corpo é “equilíbrio”, principalmente no que se refere ao sono e à alimentação. “É importante que as pessoas procurem dormir bem e o suficiente logo na primeira semana e evitem alimentos pesados e bebidas estimulantes, como café ou chá preto, a partir do fim da tarde. Não comer muito antes de dormir e não ficar de estômago vazio, dando preferência aos alimentos mais leves e saudáveis – que não vão exigir tanto esforço para digestão – são dicas para o corpo não sentir tanto.”

A especialista diz que procurar consumir alimentos que tenham gordura boa, como azeite de oliva, amêndoas e oleaginosas, ajuda a manter a qualidade do sono. Verduras e legumes também colaboram. “Atividade física deve ser feita, mas deve-se evitar os exercícios mais extenuantes, se for fazê-los à noite. Devemos lembrar que essa adaptação é mais tranquila do que no início do horário de verão, pois ganhamos uma hora a mais e devemos aproveitar para descansar”, ressalta a médica.

 

NAS ALTURAS

O responsável pela manutenção da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem – Basílica Menor, conhecida como Igreja Matriz, no Centro de São Bernardo, Nilton Oliveira Santos, 41 anos, tem trabalho diferenciado com o início e fim do horário de verão. São 14 andares até o topo da igreja, onde fica o relógio que ele precisa ajustar. “É bem alto, mas seguro. Faço isso há 13 anos e acho tranquilo. O que dá mais trabalho é quando acaba o horário de verão.” Ele explica que, como tem de fazer a mudança dos ponteiros de forma manual, leva mais tempo para girar a engrenagem no sentido contrário.

 

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;