Fechar
Publicidade

Sábado, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Como evitar golpes com reservas online de viagens

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

23/01/2019 | 16:18


Muitas pessoas aproveitam as férias de janeiro para viajar com os amigos ou a família. Na internet, é possível encontrar ofertas atrativas de última hora para quem busca por um meio de transporte ou estadias em hotéis e pousadas a custos acessíveis.

Por esse motivo, o uso de apps em smartphones, para confirmar as reservas às vésperas da viagem é muito comum. A Avast, empresa de produtos de segurança digital, alerta que qualquer que seja o meio usado, é preciso ter cautela para evitar golpes com reservas online de viagens.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Confira dicas de como evitar golpes com reservas online

Desconfie de e-mails de phishing:

Um cibercriminoso monitora os principais eventos do ano e, portanto, pode enviar ofertas falsas e atraentes de viagens em altas temporadas, como o mês de janeiro. Por isso, qualquer e-mail que não pareça ser legítimo deve ser tratado com muito cuidado.

O ideal é não clicar nos links ou anexos enviados no e-mail, porque caso sejam maliciosos, um malware se instalará no dispositivo móvel do usuário e permitirá que os cibercriminosos roubem as suas informações pessoais, como credenciais de login do banco ou números do cartão de crédito.

A vítima também pode ser redirecionada para um site semelhante ao site oficial, onde pode ser convidada a “redefinir sua senha” ou fornecer seus dados pessoais para a “correção” de um erro em uma conta falsa. A atitude mais segura é acessar o site oficial da empresa em questão e contatá-la para descobrir se o e-mail recebido realmente é de uma fonte confiável. Assim a empresa poderá impedir o roubo dos dados e ainda avisar os clientes sobre a página falsa na internet, e da possível tentativa de fraude em andamento.

Use frases como senhas:

Use frases únicas e longas, com pelo menos 10 caracteres, para proteger cada uma de suas contas online. As frases devem ser facilmente lembradas, com quatro a cinco palavras. Uma ótima solução é usar uma ferramenta de gerenciamento de senhas, capaz de importar automaticamente todas as senhas armazenadas no seu navegador – assim, tudo o que você precisa fazer é apenas lembrar de uma senha segura, para acessar a sua ferramenta de gerenciamento de senhas.

LEIA MAIS: SEGURO VIAGEM: SAIBA QUANDO ACIONAR O SERVIÇO
COMO FUNCIONA O SEGURO VIAGEM PARA INTERCAMBISTAS

Verifique a presença do “https” e do cadeado:

Na hora de pagar o transporte ou a estadia da viagem, verifique se o site possui o “https” e o cadeado na barra de endereço. Caso contrário, o consumidor não deve finalizar a compra, pois isso significa que o site não oferece criptografia ou não tem um certificado de autenticação emitido por uma autoridade confiável e, por isso, pode colocar em risco os seus dados sigilosos.

Adote a autenticação de dois fatores:

Permite configurar vários níveis de proteção, que dificultam o acesso às informações protegidas para evitar o acesso de uma pessoa não autorizada. Neste caso, o usuário receberá um código exclusivo no seu smartphone a cada pagamento e o informará no site para finalizar a transação. Assim, caso um cibercriminoso obtenha a senha do consumidor, ele não poderá ir longe porque não terá acesso a esse segundo código para aplicar o roubo.

Métodos de pagamentos seguros:

Qualquer transação financeira no universo online deve ser feita usando um cartão de crédito com proteção contra fraudes. Atualmente, a maioria dos cartões de crédito permite que a pessoa denuncie uma compra fraudulenta em um determinado prazo após encontrar o extravio no extrato bancário. Como alternativa, é possível usar serviços de pagamento online, como o PayPal, que evitam a inserção de dados bancários diretamente no site da empresa que oferece a oferta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Como evitar golpes com reservas online de viagens

Redação
Do Rota de Férias

23/01/2019 | 16:18


Muitas pessoas aproveitam as férias de janeiro para viajar com os amigos ou a família. Na internet, é possível encontrar ofertas atrativas de última hora para quem busca por um meio de transporte ou estadias em hotéis e pousadas a custos acessíveis.

Por esse motivo, o uso de apps em smartphones, para confirmar as reservas às vésperas da viagem é muito comum. A Avast, empresa de produtos de segurança digital, alerta que qualquer que seja o meio usado, é preciso ter cautela para evitar golpes com reservas online de viagens.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

Confira dicas de como evitar golpes com reservas online

Desconfie de e-mails de phishing:

Um cibercriminoso monitora os principais eventos do ano e, portanto, pode enviar ofertas falsas e atraentes de viagens em altas temporadas, como o mês de janeiro. Por isso, qualquer e-mail que não pareça ser legítimo deve ser tratado com muito cuidado.

O ideal é não clicar nos links ou anexos enviados no e-mail, porque caso sejam maliciosos, um malware se instalará no dispositivo móvel do usuário e permitirá que os cibercriminosos roubem as suas informações pessoais, como credenciais de login do banco ou números do cartão de crédito.

A vítima também pode ser redirecionada para um site semelhante ao site oficial, onde pode ser convidada a “redefinir sua senha” ou fornecer seus dados pessoais para a “correção” de um erro em uma conta falsa. A atitude mais segura é acessar o site oficial da empresa em questão e contatá-la para descobrir se o e-mail recebido realmente é de uma fonte confiável. Assim a empresa poderá impedir o roubo dos dados e ainda avisar os clientes sobre a página falsa na internet, e da possível tentativa de fraude em andamento.

Use frases como senhas:

Use frases únicas e longas, com pelo menos 10 caracteres, para proteger cada uma de suas contas online. As frases devem ser facilmente lembradas, com quatro a cinco palavras. Uma ótima solução é usar uma ferramenta de gerenciamento de senhas, capaz de importar automaticamente todas as senhas armazenadas no seu navegador – assim, tudo o que você precisa fazer é apenas lembrar de uma senha segura, para acessar a sua ferramenta de gerenciamento de senhas.

LEIA MAIS: SEGURO VIAGEM: SAIBA QUANDO ACIONAR O SERVIÇO
COMO FUNCIONA O SEGURO VIAGEM PARA INTERCAMBISTAS

Verifique a presença do “https” e do cadeado:

Na hora de pagar o transporte ou a estadia da viagem, verifique se o site possui o “https” e o cadeado na barra de endereço. Caso contrário, o consumidor não deve finalizar a compra, pois isso significa que o site não oferece criptografia ou não tem um certificado de autenticação emitido por uma autoridade confiável e, por isso, pode colocar em risco os seus dados sigilosos.

Adote a autenticação de dois fatores:

Permite configurar vários níveis de proteção, que dificultam o acesso às informações protegidas para evitar o acesso de uma pessoa não autorizada. Neste caso, o usuário receberá um código exclusivo no seu smartphone a cada pagamento e o informará no site para finalizar a transação. Assim, caso um cibercriminoso obtenha a senha do consumidor, ele não poderá ir longe porque não terá acesso a esse segundo código para aplicar o roubo.

Métodos de pagamentos seguros:

Qualquer transação financeira no universo online deve ser feita usando um cartão de crédito com proteção contra fraudes. Atualmente, a maioria dos cartões de crédito permite que a pessoa denuncie uma compra fraudulenta em um determinado prazo após encontrar o extravio no extrato bancário. Como alternativa, é possível usar serviços de pagamento online, como o PayPal, que evitam a inserção de dados bancários diretamente no site da empresa que oferece a oferta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;