Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Falta de médico no Parque Miami será resolvida só ano que vem


Fernanda Russo Filomeno
Especial para o Diário

28/11/2008 | 00:04


Os moradores do Parque Miami, em Santo André, ainda enfrentam grandes dificuldades com os atendimentos na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro. A falta de médicos, já destacada pelo Diário em agosto, ainda é um problema e a maioria dos pacientes é encaminhada para o Pronto Atendimento da Vila Luzita.

Segundo o coordenador de Estratégia de Saúde da Família, Alexandre Bayer Filho, a UBS do Parque Miami deveria ter três equipes médicas (cada uma com um médico e uma equipe de enfermeiros). Hoje, a UBS conta com duas equipes, mas só uma está atendendo, pois um dos médicos está de férias. Segundo o coordenador, a Prefeitura está em processo de contratação de médicos, mas por causa das festas de fim de ano, a situação só deve ser regularizada em janeiro.

Para Bayer, um dos motivos pelo qual faltam médicos é a distância da UBS "Como é um lugar mais carente, com mais problemas sociais, alguns médicos ficam receosos e por isso não aceitam o trabalho." Outro problema é a competitividade salarial, já que na Capital o salário é mais alto. "Não estou falando que o salário daqui seja ruim, pelo contrário, ele é competitivo. É salário de mercado. Mas o salário deles de cinco dias de trabalho aqui equivale a dois plantões de 12 horas em São Paulo." Outro problema seria as especilidades médicas. "Poucos médicos querem trabalhar como generalistas", lamenta Bayer.

Os moradores do Parque Miami, porém, não estão nada satisfeitos com a situação. A dona-de-casa Valdinéia Regina Barcellos esteve na manhã de ontem na UBS e não foi atendida. "Não tem médico para nada aqui." (Supervisão de Daniel Trielli)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Falta de médico no Parque Miami será resolvida só ano que vem

Fernanda Russo Filomeno
Especial para o Diário

28/11/2008 | 00:04


Os moradores do Parque Miami, em Santo André, ainda enfrentam grandes dificuldades com os atendimentos na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro. A falta de médicos, já destacada pelo Diário em agosto, ainda é um problema e a maioria dos pacientes é encaminhada para o Pronto Atendimento da Vila Luzita.

Segundo o coordenador de Estratégia de Saúde da Família, Alexandre Bayer Filho, a UBS do Parque Miami deveria ter três equipes médicas (cada uma com um médico e uma equipe de enfermeiros). Hoje, a UBS conta com duas equipes, mas só uma está atendendo, pois um dos médicos está de férias. Segundo o coordenador, a Prefeitura está em processo de contratação de médicos, mas por causa das festas de fim de ano, a situação só deve ser regularizada em janeiro.

Para Bayer, um dos motivos pelo qual faltam médicos é a distância da UBS "Como é um lugar mais carente, com mais problemas sociais, alguns médicos ficam receosos e por isso não aceitam o trabalho." Outro problema é a competitividade salarial, já que na Capital o salário é mais alto. "Não estou falando que o salário daqui seja ruim, pelo contrário, ele é competitivo. É salário de mercado. Mas o salário deles de cinco dias de trabalho aqui equivale a dois plantões de 12 horas em São Paulo." Outro problema seria as especilidades médicas. "Poucos médicos querem trabalhar como generalistas", lamenta Bayer.

Os moradores do Parque Miami, porém, não estão nada satisfeitos com a situação. A dona-de-casa Valdinéia Regina Barcellos esteve na manhã de ontem na UBS e não foi atendida. "Não tem médico para nada aqui." (Supervisão de Daniel Trielli)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;