Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Frente fria mantém temperaturas baixas na região até fim de semana

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ontem, mínima foi de 11ºC em municípios da Grande São Paulo


Juliana Stern
Especial para o Diário

12/07/2018 | 07:00


 Massa de ar frio e nebulosidade causaram quedas bruscas de temperatura na Grande São Paulo. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as mínimas de temperatura devem permanecer baixas, mas as máximas sobem até o fim de semana.

Cidades da Grande São Paulo registraram mínima de 11ºC na tarde de ontem, incluindo o Grande ABC. A mínima pode ficar abaixo dos 10°C em alguns bairros, com a máxima oscilando entre 14°C e 15°, mostrando queda acentuada em relação aos últimos dias, quando a média foi de 23°C na hora do almoço. Porém, as temperaturas devem voltar a subir gradualmente a partir de hoje, com previsão de máxima de 25°C para o fim de semana.

O clima frio e a baixa umidade fazem com que o alerta para doenças respiratórias suba. Segundo a gestora do curso de Farmácia da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Cristina Vidal, esta época do ano é marcada pelo aumento de doenças como rinite, sinusite e bronquite. “Os poluentes presentes no ar não se dissolvem pela falta de chuva e acabamos respirando-os mais. E, com a tendência de as pessoas esquecerem de se hidratar pelo frio, acaba ressecando as mucosas do nariz e garganta, causando as irritações.”

Por isso, o recomendado para evitar uma visita ao pronto-socorro é lembrar de beber muita água, além de cuidar da higiene das mãos e procurar evitar lugares muito fechados, onde os vírus são mais transmitidos. “Normalmente se contrai uma doença por contágio de pessoas já doentes. Lugares mais fechados favorecem a aglomeração”, diz Cristina.

TARDE MAIS FRIA

A combinação da falta do sol e a frente fria que chegou no fim de semana derrubou a temperatura na Capital, que registrou a tarde mais fria do ano ontem, chegando aos 11ºC na Zona Sul, com sensação térmica de 8ºC. Segundo a previsão do Climatempo, por causa da massa de ar polar a cidade deve registrar recorde de frio nos próximos dias, assim como outras cidades do Estado até o fim desta semana. O recorde atual é de 9,3ºC, registrado no dia 21 de maio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Frente fria mantém temperaturas baixas na região até fim de semana

Ontem, mínima foi de 11ºC em municípios da Grande São Paulo

Juliana Stern
Especial para o Diário

12/07/2018 | 07:00


 Massa de ar frio e nebulosidade causaram quedas bruscas de temperatura na Grande São Paulo. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as mínimas de temperatura devem permanecer baixas, mas as máximas sobem até o fim de semana.

Cidades da Grande São Paulo registraram mínima de 11ºC na tarde de ontem, incluindo o Grande ABC. A mínima pode ficar abaixo dos 10°C em alguns bairros, com a máxima oscilando entre 14°C e 15°, mostrando queda acentuada em relação aos últimos dias, quando a média foi de 23°C na hora do almoço. Porém, as temperaturas devem voltar a subir gradualmente a partir de hoje, com previsão de máxima de 25°C para o fim de semana.

O clima frio e a baixa umidade fazem com que o alerta para doenças respiratórias suba. Segundo a gestora do curso de Farmácia da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Cristina Vidal, esta época do ano é marcada pelo aumento de doenças como rinite, sinusite e bronquite. “Os poluentes presentes no ar não se dissolvem pela falta de chuva e acabamos respirando-os mais. E, com a tendência de as pessoas esquecerem de se hidratar pelo frio, acaba ressecando as mucosas do nariz e garganta, causando as irritações.”

Por isso, o recomendado para evitar uma visita ao pronto-socorro é lembrar de beber muita água, além de cuidar da higiene das mãos e procurar evitar lugares muito fechados, onde os vírus são mais transmitidos. “Normalmente se contrai uma doença por contágio de pessoas já doentes. Lugares mais fechados favorecem a aglomeração”, diz Cristina.

TARDE MAIS FRIA

A combinação da falta do sol e a frente fria que chegou no fim de semana derrubou a temperatura na Capital, que registrou a tarde mais fria do ano ontem, chegando aos 11ºC na Zona Sul, com sensação térmica de 8ºC. Segundo a previsão do Climatempo, por causa da massa de ar polar a cidade deve registrar recorde de frio nos próximos dias, assim como outras cidades do Estado até o fim desta semana. O recorde atual é de 9,3ºC, registrado no dia 21 de maio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;