Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Falha na Vivo deixa clientes sem sinal


Carolina Lopes
Do Diário do Grande ABC

22/07/2010 | 07:03


Uma semana depois do último problema na rede de telefonia da operadora Vivo em São Paulo, os clientes da empresa no Grande ABC ficaram novamente sem conseguir efetuar ou receber ligações na tarde de ontem. A pane teve início às 13h e, por cerca de quatro horas, quem tentava ligar para um celular da companhia não tinha a chamada completada.

Segundo nota divulgada pela Vivo, houve uma falha em um dos equipamentos de comunicação localizado na Central do Tatuapé, Zona Leste da Capital. "Por conta dessa situação pontual, alguns clientes localizados na região metropolitana do ABC e nas zonas Sul e Leste da Capital puderam notar dificuldades em efetuar e receber chamadas", afirmou a operadora por meio de sua assessoria de imprensa.

A empresa não soube informar quantos usuários foram prejudicados, mas assegurou que o serviço foi restabelecido às 16h.

Procurada pelo Diário, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) confirmou a pane ocorrida ontem e informou que está acompanhando as possíveis repercussões do caso. Segundo a Agência, se ficar constatado que houve descumprimento de obrigação no final do processo, a prestadora poderá ser multada em até R$ 50 milhões, de acordo com a gravidade da situação. Não há prazo para o resultado da apuração.

Transtornos - No último dia 13, uma falha em um equipamento da Vivo no bairro do Jaguaré, em São Paulo, deixou parte dos usuários da empresa temporariamente sem sinal de celular. A Anatel divulgou que continua acompanhando o problema e que o processo ainda está sob análise.

Direitos - Caso fique comprovado que o problema foi gerado por uma falha da empresa, e não por ocorrências externas (como a queda de um raio, por exemplo), o cliente lesado deve ser ressarcido.

"A empresa tem que ressarcir proporcionalmente na próxima fatura o valor referente ao período em que a prestação de serviço ficou prejudicada", explica a coordenadora do Procon de Diadema, Maria Aparecida Tijiwa.

Para isso, o primeiro passo é entrar em contato com a operadora e anotar o número do protocolo. Caso o cliente não seja atendido, deve procurar o Procon de sua cidade ou a Anatel, pelo telefone 133 ou pelo site www.anatel.gov.br

"Além do ressarcimento, o cliente que depende do celular para fechar negócios, por exemplo, também pode entrar com uma ação por danos morais e materiais", conclui Maria Aparecida.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Falha na Vivo deixa clientes sem sinal

Carolina Lopes
Do Diário do Grande ABC

22/07/2010 | 07:03


Uma semana depois do último problema na rede de telefonia da operadora Vivo em São Paulo, os clientes da empresa no Grande ABC ficaram novamente sem conseguir efetuar ou receber ligações na tarde de ontem. A pane teve início às 13h e, por cerca de quatro horas, quem tentava ligar para um celular da companhia não tinha a chamada completada.

Segundo nota divulgada pela Vivo, houve uma falha em um dos equipamentos de comunicação localizado na Central do Tatuapé, Zona Leste da Capital. "Por conta dessa situação pontual, alguns clientes localizados na região metropolitana do ABC e nas zonas Sul e Leste da Capital puderam notar dificuldades em efetuar e receber chamadas", afirmou a operadora por meio de sua assessoria de imprensa.

A empresa não soube informar quantos usuários foram prejudicados, mas assegurou que o serviço foi restabelecido às 16h.

Procurada pelo Diário, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) confirmou a pane ocorrida ontem e informou que está acompanhando as possíveis repercussões do caso. Segundo a Agência, se ficar constatado que houve descumprimento de obrigação no final do processo, a prestadora poderá ser multada em até R$ 50 milhões, de acordo com a gravidade da situação. Não há prazo para o resultado da apuração.

Transtornos - No último dia 13, uma falha em um equipamento da Vivo no bairro do Jaguaré, em São Paulo, deixou parte dos usuários da empresa temporariamente sem sinal de celular. A Anatel divulgou que continua acompanhando o problema e que o processo ainda está sob análise.

Direitos - Caso fique comprovado que o problema foi gerado por uma falha da empresa, e não por ocorrências externas (como a queda de um raio, por exemplo), o cliente lesado deve ser ressarcido.

"A empresa tem que ressarcir proporcionalmente na próxima fatura o valor referente ao período em que a prestação de serviço ficou prejudicada", explica a coordenadora do Procon de Diadema, Maria Aparecida Tijiwa.

Para isso, o primeiro passo é entrar em contato com a operadora e anotar o número do protocolo. Caso o cliente não seja atendido, deve procurar o Procon de sua cidade ou a Anatel, pelo telefone 133 ou pelo site www.anatel.gov.br

"Além do ressarcimento, o cliente que depende do celular para fechar negócios, por exemplo, também pode entrar com uma ação por danos morais e materiais", conclui Maria Aparecida.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;