Fechar
Publicidade

Sábado, 6 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Estudo aponta evidência de que zika pode causar paralisia temporária



01/03/2016 | 00:26


Cientistas podem ter a primeira evidência de que o zika vírus pode causar paralisia temporária, de acordo com um novo estudo de pacientes que desenvolveram a rara condição durante o surto do vírus no Taiti, há dois anos.

Antes de atingir a América do Sul no final do ano passado, o zika vírus havia se espalhado em algumas regiões do Pacífico Sul, na Micronésia e na Polinésia Francesa, incluindo sua maior ilha, o Taiti.

Pesquisadores do Taiti, da França e de outras regiões analisaram amostras de sangue de 42 adultos diagnosticados com a síndrome de Guillain-Barré durante os surtos 2013 e 2014, e quase todas as amostras apresentaram sinais de uma infecção anterior por zika vírus.

Eles foram comparados com pacientes que não tinham a condição e não apresentavam nenhum sintoma de zika, mas foram tratados no mesmo hospital por outras doenças. Os testes mostraram que apenas a metade do grupo de 98 pessoas foram aparentemente infectadas com o vírus. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estudo aponta evidência de que zika pode causar paralisia temporária


01/03/2016 | 00:26


Cientistas podem ter a primeira evidência de que o zika vírus pode causar paralisia temporária, de acordo com um novo estudo de pacientes que desenvolveram a rara condição durante o surto do vírus no Taiti, há dois anos.

Antes de atingir a América do Sul no final do ano passado, o zika vírus havia se espalhado em algumas regiões do Pacífico Sul, na Micronésia e na Polinésia Francesa, incluindo sua maior ilha, o Taiti.

Pesquisadores do Taiti, da França e de outras regiões analisaram amostras de sangue de 42 adultos diagnosticados com a síndrome de Guillain-Barré durante os surtos 2013 e 2014, e quase todas as amostras apresentaram sinais de uma infecção anterior por zika vírus.

Eles foram comparados com pacientes que não tinham a condição e não apresentavam nenhum sintoma de zika, mas foram tratados no mesmo hospital por outras doenças. Os testes mostraram que apenas a metade do grupo de 98 pessoas foram aparentemente infectadas com o vírus. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;