Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mais de 10 mil estudantes fazem Enade no Grande ABC


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

22/11/2010 | 07:19


Mais de 10 mil estudantes de cursos superiores fizeram ontem a prova do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) no Grande ABC.

A obrigatoriedade da prova para alunos sorteados - dos primeiros e últimos anos de graduação - irritou os estudantes. O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela prova, afirma que os ausentes não poderão retirar o diploma sem justificar a falta.

"Fiz a prova de qualquer jeito, nem li as questões", declarou a estudante do primeiro ano de Terapia Ocupacional Giovanna Calderon, 18. Ela avalia que a prova deveria ser opcional.

Atraso

Cerca de 20 alunos não conseguiram entrar para fazer a prova na E.E. José Calvitti Filho, em Santo André. Os alunos alegam que o portão foi fechado antes da hora. O caso foi registrado no 1º DP (Distrito Policial).

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mais de 10 mil estudantes fazem Enade no Grande ABC

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

22/11/2010 | 07:19


Mais de 10 mil estudantes de cursos superiores fizeram ontem a prova do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) no Grande ABC.

A obrigatoriedade da prova para alunos sorteados - dos primeiros e últimos anos de graduação - irritou os estudantes. O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela prova, afirma que os ausentes não poderão retirar o diploma sem justificar a falta.

"Fiz a prova de qualquer jeito, nem li as questões", declarou a estudante do primeiro ano de Terapia Ocupacional Giovanna Calderon, 18. Ela avalia que a prova deveria ser opcional.

Atraso

Cerca de 20 alunos não conseguiram entrar para fazer a prova na E.E. José Calvitti Filho, em Santo André. Os alunos alegam que o portão foi fechado antes da hora. O caso foi registrado no 1º DP (Distrito Policial).

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;