Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Dívida interna registra alta e equivale a 53,7% do PIB


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

26/11/2004 | 14:57


A dívida líquida do setor público aumentou R$ 4,863 bilhões no mês de outubro, elevando o acumulado do ano a R$ 945,403 bilhões. Em função da expansão do PIB (Produto Interno Bruto, que é a soma das riquezas do país), porém, a equivalência dívida/PIB manteve-se nos mesmos 53,7% registrados em setembro, quando a dívida somava R$ 940,540 bilhões.

Os números foram divulgados nesta sexta-feira pelo chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, no relatório mensal sobre Política Fiscal. Ele disse que, no ano, a proporção dívida/PIB caiu de 58,7%, em dezembro de 2003, para os atuais 53,7%, em razão do crescimento do PIB e dos bons saldos primários obtidos ao longo do ano.

Houve aumento real, porém, quanto à dívida bruta do governo geral, que envolve a Previdência Social, estados e municípios. A dívida, que era de R$ 1,299 trilhão (74,2% do PIB) em setembro, foi para R$ 1,310 trilhão (74,4% do PIB) em outubro - bem abaixo, no entanto, da proporção de 79% registrada em dezembro do ano passado.

Segundo Lopes, a alta da dívida bruta no mês foi determinada, principalmente, por encargos capitalizados na dívida mobiliária federal (em títulos), que atingiu o montante de R$ 776,5 bilhões (44,1% do PIB) no mês passado. Na comparação com o mês anterior, a elevação foi de R$ 5,2 bilhões, reflexo dos resgates líquidos de R$ 4,2 bilhões em títulos públicos e da incorporação de R$ 9,4 bilhões em juros.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dívida interna registra alta e equivale a 53,7% do PIB

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

26/11/2004 | 14:57


A dívida líquida do setor público aumentou R$ 4,863 bilhões no mês de outubro, elevando o acumulado do ano a R$ 945,403 bilhões. Em função da expansão do PIB (Produto Interno Bruto, que é a soma das riquezas do país), porém, a equivalência dívida/PIB manteve-se nos mesmos 53,7% registrados em setembro, quando a dívida somava R$ 940,540 bilhões.

Os números foram divulgados nesta sexta-feira pelo chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, no relatório mensal sobre Política Fiscal. Ele disse que, no ano, a proporção dívida/PIB caiu de 58,7%, em dezembro de 2003, para os atuais 53,7%, em razão do crescimento do PIB e dos bons saldos primários obtidos ao longo do ano.

Houve aumento real, porém, quanto à dívida bruta do governo geral, que envolve a Previdência Social, estados e municípios. A dívida, que era de R$ 1,299 trilhão (74,2% do PIB) em setembro, foi para R$ 1,310 trilhão (74,4% do PIB) em outubro - bem abaixo, no entanto, da proporção de 79% registrada em dezembro do ano passado.

Segundo Lopes, a alta da dívida bruta no mês foi determinada, principalmente, por encargos capitalizados na dívida mobiliária federal (em títulos), que atingiu o montante de R$ 776,5 bilhões (44,1% do PIB) no mês passado. Na comparação com o mês anterior, a elevação foi de R$ 5,2 bilhões, reflexo dos resgates líquidos de R$ 4,2 bilhões em títulos públicos e da incorporação de R$ 9,4 bilhões em juros.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;