Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians vira presa fácil e escapa de vexame no Sul

Estadão Conteúdo  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Equipe não se encontra em campo, faz outro jogo
ruim e se livra de tomar goleada do Grêmio, no Sul


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

04/06/2015 | 07:00


O Corinthians escapou de sofrer vexame histórico, ontem à noite, na Arena Grêmio, em Porto Alegre. Entregue e sem conseguir trocar três passes certos, o time de Tite apenas assistiu ao entusiasmado Tricolor gaúcho construir a vitória por 3 a 1 e se recuperar após início ruim no Campeonato Brasileiro.

Com a tranquila vitória, o Grêmio subiu para oitavo, com oito pontos, enquanto o Corinthians é apenas o 11º, com sete. A arena viu jogo de uma equipe motivada pela recente troca de treinador – Felipão deixou o Grêmio para a chegada de Roger Machado – contra outra em queda livre, mergulhada em crises técnica e financeira. Os primeiros minutos não deram margem para imaginar outro resultado que não fosse um massacre dos gaúchos.

O primeiro gol saiu sem que o Corinthians tocasse na bola. Aos dois minutos, em linda troca de passes, o Grêmio envolveu com facilidade a defesa e Pedro Rocha cruzou para Giuliano apenas desviar à rede.
Sem dar tempo para o Timão conseguir respirar, aos quatro, Marcelo Oliveira, livre na entrada da área, bateu de voleio para marcar um golaço e nocautear os paulistas.

Surpreso com a incrível facilidade que encontrava no jogo, o Grêmio resolveu administrar a partida. Mesmo mais recuados, os gaúchos praticamente não eram ameaçados tamanha ineficiência ofensiva do Timão. Cristian, que ganhou a vaga de Ralf no meio, estava visivelmente nervoso e se limitava a recompor a defesa, enquanto Bruno Henrique era quem auxiliava Jadson e Renato Augusto na armação das jogadas.

Nem o belo gol de Mendoza, aos 22, aproveitando boa jogada individual de Fagner, devolveu a esperança ao torcedor corintiano. Isso porque Luan, aos 38, aproveitou falha da zaga e fez o terceiro gol, devolvendo o controle da partida ao Grêmio.

Se sobrava vontade ao time gaúcho, faltava ao Corinthians. Apático, Tite parecia não saber o que fazer para retomar as rédeas e o reflexo era uma equipe desorganizada em campo.

A cada investida do Timão, o Grêmio respondia com contra-ataques, mas faltou calma para que os gaúchos transformassem a vitória em goleada. Restou ao Timão insistir e, por pouco, não fez o segundo com Petros, mas Tiago realizou excepcional defesa. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corinthians vira presa fácil e escapa de vexame no Sul

Equipe não se encontra em campo, faz outro jogo
ruim e se livra de tomar goleada do Grêmio, no Sul

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

04/06/2015 | 07:00


O Corinthians escapou de sofrer vexame histórico, ontem à noite, na Arena Grêmio, em Porto Alegre. Entregue e sem conseguir trocar três passes certos, o time de Tite apenas assistiu ao entusiasmado Tricolor gaúcho construir a vitória por 3 a 1 e se recuperar após início ruim no Campeonato Brasileiro.

Com a tranquila vitória, o Grêmio subiu para oitavo, com oito pontos, enquanto o Corinthians é apenas o 11º, com sete. A arena viu jogo de uma equipe motivada pela recente troca de treinador – Felipão deixou o Grêmio para a chegada de Roger Machado – contra outra em queda livre, mergulhada em crises técnica e financeira. Os primeiros minutos não deram margem para imaginar outro resultado que não fosse um massacre dos gaúchos.

O primeiro gol saiu sem que o Corinthians tocasse na bola. Aos dois minutos, em linda troca de passes, o Grêmio envolveu com facilidade a defesa e Pedro Rocha cruzou para Giuliano apenas desviar à rede.
Sem dar tempo para o Timão conseguir respirar, aos quatro, Marcelo Oliveira, livre na entrada da área, bateu de voleio para marcar um golaço e nocautear os paulistas.

Surpreso com a incrível facilidade que encontrava no jogo, o Grêmio resolveu administrar a partida. Mesmo mais recuados, os gaúchos praticamente não eram ameaçados tamanha ineficiência ofensiva do Timão. Cristian, que ganhou a vaga de Ralf no meio, estava visivelmente nervoso e se limitava a recompor a defesa, enquanto Bruno Henrique era quem auxiliava Jadson e Renato Augusto na armação das jogadas.

Nem o belo gol de Mendoza, aos 22, aproveitando boa jogada individual de Fagner, devolveu a esperança ao torcedor corintiano. Isso porque Luan, aos 38, aproveitou falha da zaga e fez o terceiro gol, devolvendo o controle da partida ao Grêmio.

Se sobrava vontade ao time gaúcho, faltava ao Corinthians. Apático, Tite parecia não saber o que fazer para retomar as rédeas e o reflexo era uma equipe desorganizada em campo.

A cada investida do Timão, o Grêmio respondia com contra-ataques, mas faltou calma para que os gaúchos transformassem a vitória em goleada. Restou ao Timão insistir e, por pouco, não fez o segundo com Petros, mas Tiago realizou excepcional defesa. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;