Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Chapecoense perde do Nacional-URU em casa e se complica na Libertadores



01/02/2018 | 00:04


A Chapecoense começou a fase preliminar da Libertadores da pior forma possível. Na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó (SC), o time catarinense acabou derrotado pelo Nacional, do Uruguai, por 1 a 0, e se complicou na briga por uma vaga na fase de grupos do torneio continental.

Com o resultado, o time brasileiro precisa de uma vitória por um gol de diferença, desde que o placar seja superior a 1 a 0, na próxima quarta-feira, às 21h45, no Estádio Centenário, em Montevidéu. Se avançar, a Chapecoense encara na próxima fase preliminar Banfield, da Argentina, ou Independiente del Valle, do Equador.

Líder do Campeonato Catarinense, a Chapecoense entrou com a mesma formação do Estadual e uma linha com três volantes no meio-campo. Mesmo assim, logo no primeiro minuto, Fernández encontrou espaço para aparecer de surpresa e assustar em cabeçada.

A infiltração de um dos meio-campistas era uma das armas de Gilson Kleina para surpreender o rival. Nadson tentou indicar o caminho em boa jogada individual, mas acabou parando em Conde.

Apesar do mandante ter mais controle de bola, teve dificuldades para criar e acabou vendo o adversário levar perigo quando chegava ao ataque. Zunino e De Pena acabaram errando o alvo por pouco. O primeiro, em chute da entrada da área, e o segundo, em finalização de carrinho.

Ainda antes do intervalo, Márcio Araújo tentou tirar a Chapecoense de trás e arriscou de fora da área, mas errou o alvo de Conde.

O segundo tempo não mudou de cara. Bem fechado, o time uruguaio seguiu forçando o jogo pelo lado esquerdo, segurando as chegadas de Apodi. Com dificuldades para criar, os catarinenses apostaram nas ligações com Guilherme e tiveram pouco sucesso.

Numa falha grotesca da defesa da Chapecoense, o Nacional abriu o placar aos 28 minutos. Bergessio escapou pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola passou pelo goleiro Jandrei, os zagueiros Fabrício Bruno e Douglas e sobrou limpa para Romero rolar para o fundo das redes.

No lance seguinte do gol, os uruguaios ficaram com um a menos após Espino tomar o segundo amarelo e ser expulso. A Chapecoense foi para o abafa e teve uma chance clara, com Apodi, para deixar tudo igual. Bruno Silva arriscou, Conde deu rebote dentro da área, mas o lateral finalizou mal e mandou para a linha de fundo.

Na base do abafa, a Chapecoense seguiu chegando. Bruno Silva recebeu de Apodi e finalizou forte, da entrada da área. Depois de leve desvio de Conde, a bola tocou a trave. No rebote, Perotti, que havia acabado de entrar, exagerou na força em dividida e acabou expulso, deixando os dois times com dez.

O time catarinense seguiu confundindo a vontade com raça e perdeu mais um jogador antes do final da partida, o lateral Eduardo, que deixou a mão no rosto do adversário. Com nove em campo, a Chapecoense não teve forças para reagir. Agora, precisa correr atrás do prejuízo.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 1 NACIONAL-URU

CHAPECOENSE - Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Lucas Mineiro (Bruno Silva) e Nadson (Perotti); Guilherme (Eduardo) e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

NACIONAL-URU - Conde; Fucile, Corujo, Arismendi e Espino; Romero, Oliva, De Pena e Zunino (Barcia); Viudez (Bergessio) e Fernández (González). Técnico: Alexander Medina.

GOL - Romero, aos 28 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Patricio Loustau (Fifa/Argentina).

CARTÕES AMARELOS - Guilherme, Amaral e Fabrício Bruno (Chapecoense); Fernandéz e Fucile (Nacional-URU).

CARTÕES VERMELHOS - Eduardo e Parotti (Chapecoense); Espino (Nacional-URU).

RENDA - R$ 309.580,00.

PÚBLICO - 11.367 torcedores.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;