Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mauaense tenta nova parceria para 'sobreviver'


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

10/09/2009 | 07:00


O presidente do Grêmio Mauaense, Joaquim Ferreira, adiantou ontem que está prestes a fechar parceria com o São Bernardo voltada à montagem da equipe que defenderá o clube no Paulista da Segunda Divisão em 2010.

Segundo Ferreira, o acordo seria nos mesmos moldes do firmado entre o Santo André e o Palestra.

"Eles nos cederiam jogadores, comissão técnica e pagariam os salários. Nós entraríamos com a parte operacional, como por exemplo a parte de transportes", disse o dirigente, que espera fechar a parceria até o fim da próxima semana.

O dirigente conta que sem uma nova parceria o Grêmio Mauaense não terá como participar da Segundona no ano que vem.

É que, de acordo com o dirigente, o clube não tem condições financeiras de manter um elenco e ainda enfrenta os reflexos de uma parceria mal-sucedida com empresários que se dispuseram a ajudar o clube no início do ano e depois deixaram o time à deriva.

"São dois sócios (não citou os nomes). Não cumpriram o prometido. Deixaram de pagar salários dos jogadores e até o restaurante onde o grupo almoçava. Não quero mais esse tipo de parceiro", esbravejou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mauaense tenta nova parceria para 'sobreviver'

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

10/09/2009 | 07:00


O presidente do Grêmio Mauaense, Joaquim Ferreira, adiantou ontem que está prestes a fechar parceria com o São Bernardo voltada à montagem da equipe que defenderá o clube no Paulista da Segunda Divisão em 2010.

Segundo Ferreira, o acordo seria nos mesmos moldes do firmado entre o Santo André e o Palestra.

"Eles nos cederiam jogadores, comissão técnica e pagariam os salários. Nós entraríamos com a parte operacional, como por exemplo a parte de transportes", disse o dirigente, que espera fechar a parceria até o fim da próxima semana.

O dirigente conta que sem uma nova parceria o Grêmio Mauaense não terá como participar da Segundona no ano que vem.

É que, de acordo com o dirigente, o clube não tem condições financeiras de manter um elenco e ainda enfrenta os reflexos de uma parceria mal-sucedida com empresários que se dispuseram a ajudar o clube no início do ano e depois deixaram o time à deriva.

"São dois sócios (não citou os nomes). Não cumpriram o prometido. Deixaram de pagar salários dos jogadores e até o restaurante onde o grupo almoçava. Não quero mais esse tipo de parceiro", esbravejou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;