Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Única CDMA, operadora Vivo passará a usar plataforma GSM


Da AE

01/07/2006 | 10:29


O presidente do grupo Portugal Telecom, Henrique Granadeiro, anunciou ontem em Lisboa que a operadora de celulares brasileira Vivo passará a utilizar a plataforma GSM. "A Vivo decidiu desenvolver sua plataforma tecnológica, mas manterá seu sistema CDMA. Os serviços GSM estarão disponíveis antes do Natal", disse.

Para o consumidor, na prática, a grande diferença entre as tecnologias é que, na GSM, usa-se um chip para armazenar os dados do usuário. Esse chip pode ser usado em outros telefones. O investimento na mudança tecnológica é previsto para os próximos três anos e, posteriormente, ambas as tecnologias vão migrar para a terceira geração da telefonia.

Apesar das declarações do presidente da PT (que divide o controle acionário da Vivo com a espanhola Telefónica), a Vivo divulgou nota dizendo que a mudança ainda estava em estudo. A empresa informou que avalia adotar para a terceira geração de telefonia móvel - com mais recursos em relação ao padrão atual usado no Brasil - o sistema W-CDMA, que só "conversa" com redes GSM.

O anúncio fez com que os investidores ficassem mais receosos em relação à empresa. O valor das ações da Vivo recuou hoje 4,9%, fechando em R$ 5,23. No ano, os papéis da empresa acumulam queda de 34,92%.

Desde que começaram a ser vendidos no Brasil, em 2002, os celulares GSM têm conquistado fatias de mercado maiores. No fim daquele ano, 4,8% dos celulares brasileiros eram GSM. Há um ano, eram 48%. Hoje, são 56%. Enquanto isso, os números da plataforma CDMA estão em queda: atualmente, 27% dos celulares brasileiros são CDMA. 


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;