Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Oito são detidos por contrabando em S.Caetano


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

31/01/2006 | 08:36


Oito pessoas foram presas em flagrante domingo à noite no bairro Fundação, em São Caetano, acusadas de contrabando. Segundo a Guarda Municipal da cidade, responsável pela prisão, os acusados foram detidos descarregando carga avaliada em R$ 200 mil que estava dentro de um ônibus vindo do Paraguai.

Parte do material foi apreendida pela corporação. Continha 9 mil CDs virgens, centenas de brinquedos, componentes para computador, aparelhos de DVDs, circuladores de ar, liquidificadores e artigos para pesca, entre outros materiais. De acordo com a polícia, a carga, sem nota fiscal, seria distribuída para ambulantes e comerciantes não só da região, mas também de São Paulo.

A prisão ocorreu às 19h, na rua Pedro Alexandrino. A carga estava sendo distribuída na rua mesmo, do ônibus para aproximadamente 12 pessoas com carros estacionados, entre eles um Renault Clio, dois Daewoos, um Santana Quantum, um Corsa e dois Gols.

A Guarda Municipal descobriu a ação durante patrulhamento de rotina. Quando uma viatura da corporação passou pela rua, algumas pessoas entraram correndo para dentro de veículos e conseguiram fugir.

Para evitar fuga maior, guardas municipais fecharam a rua nos dois sentidos e conseguiram deter o motorista do ônibus, Edson Batista da Silva, 39 anos, e outras sete pessoas: a comerciante Cláudia Bertol, 28 anos, o metalúrgico Aldenor Machado, 46, o vendedor Luiz Carlos Lucas Linhares, 44, o comerciante Sandoval José de Sousa Matos, 40, Aracele Enriques Peros, 26, o motorista Elson Adão Bertol, 34, e seu irmão, o gerente comercial Sidnei Antônio Bertol, 29.

As pessoas que conseguiram fugir saíram com os carros em alta velocidade nos sentidos da avenida dos Estados e da rua Maximiliano Lorenzini. A Guarda Municipal realizou buscas pela vizinhança, mas não conseguiu deter mais ninguém.

Segundo a polícia, o motorista do ônibus teria confessado que costuma trazer mercadorias do Paraguai pelo menos duas vezes por mês e utilizava a rua Pedro Alexandrino para divisão da carga. A distribuição da mercadoria no meio da rua geraria menos suspeitas da vizinhança do que usar um galpão, por exemplo.

Os oito detidos foram conduzidos até o 1º DP de São Caetano e presos em flagrante por contrabando. “As mercadorias não estavam com notas fiscais e há todos os indícios de que essas pessoas participaram do delito”, afirmou o delegado responsável pela prisão, Paulo Roberto Ferraz.

Cigarros – Na última quinta-feira, na rua Tapuias, na Vila Conceição, em Diadema, a polícia apreendeu um ônibus contendo 350 caixas de cigarros de procedência não definida. Há suspeitas de que a mercadoria seja contrabandeada. A ocorrência também foi marcada por uma briga envolvendo profissionais da imprensa e pessoas que descarregavam a carga.

A apreensão ocorreu após a Polícia Militar receber denúncia anônima. Quando os policiais chegaram ao local, viram cerca de dez pessoas transportando o material para uma residência.

O motorista do ônibus, José Aparecido Bezerra, 48 anos, e seus ajudantes, que eram amigos e parentes, foram levados até o 3º DP de Diadema. Bezerra afirmou à Polícia Civil que trouxe a carga da fronteira com o Paraguai e que os cigarros eram de diversos passageiros que compraram a carga lá. O material passaria por perícia para determinar se era contrabandeado ou não. Na ocasião, ninguém foi preso.

Em frente à delegacia, um cinegrafista da TV Bandeirantes e um fotógrafo da Agência Estado disseram que foram agredidos por amigos e parentes do motorista enquanto captavam imagens da carga apreendida.

O fotógrafo também disse que teve um celular furtado na confusão. O delegado de plantão interpretou que houve uma briga generalizada e registrou a ocorrência como rixa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;