Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mais uma vez Sesi omite arrecadação com anualidade

Instituição novamente não informa montante arrecadado com taxas a alunos, criada por Skaf


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

10/09/2014 | 07:00


O Sesi, instituição ligada à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) novamente omitiu a arrecadação com taxas cobradas aos alunos. A contribuição foi criada em 2007, por seu presidente licenciado e candidato ao governo do Estado pelo PMDB, Paulo Skaf.

Procurada por dois dias, a instituição não divulgou o valor arrecado, alegando que “depende da posição de instâncias competentes”. Afirmou apenas que todas as informações financeiras do Sesi podem ser verificadas em seu site oficial.

Contudo, na tabela de execução orçamentária de 2014 alocada no portal não consta qualquer dado específico sobre arrecadação de taxas a estudantes.

Procurado, Skaf, que realizou ontem agenda de campanha em Bauru, também não comentou o assunto. O postulante se posicionou sobre o caso durante período eleitoral, defendendo que a instituição oferece ensino gratuito, com excelência. Sobre a taxa, garantiu tratar-se “apenas de contribuição” e que não era obrigatória.

A anualidade, que varia entre R$ 1.500 no Ensino Fundamental e R$ 2.300 no Ensino Médio, já foi contestada por pais de alunos, que consideraram a cobrança injusta. Entidades sindicais e o MPF (Ministério Público Federal) também criticaram a taxa, sob justificativa que o Sesi está integrado no Sistema S, que recebe benefícios de custeio do governo federal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mais uma vez Sesi omite arrecadação com anualidade

Instituição novamente não informa montante arrecadado com taxas a alunos, criada por Skaf

Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

10/09/2014 | 07:00


O Sesi, instituição ligada à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) novamente omitiu a arrecadação com taxas cobradas aos alunos. A contribuição foi criada em 2007, por seu presidente licenciado e candidato ao governo do Estado pelo PMDB, Paulo Skaf.

Procurada por dois dias, a instituição não divulgou o valor arrecado, alegando que “depende da posição de instâncias competentes”. Afirmou apenas que todas as informações financeiras do Sesi podem ser verificadas em seu site oficial.

Contudo, na tabela de execução orçamentária de 2014 alocada no portal não consta qualquer dado específico sobre arrecadação de taxas a estudantes.

Procurado, Skaf, que realizou ontem agenda de campanha em Bauru, também não comentou o assunto. O postulante se posicionou sobre o caso durante período eleitoral, defendendo que a instituição oferece ensino gratuito, com excelência. Sobre a taxa, garantiu tratar-se “apenas de contribuição” e que não era obrigatória.

A anualidade, que varia entre R$ 1.500 no Ensino Fundamental e R$ 2.300 no Ensino Médio, já foi contestada por pais de alunos, que consideraram a cobrança injusta. Entidades sindicais e o MPF (Ministério Público Federal) também criticaram a taxa, sob justificativa que o Sesi está integrado no Sistema S, que recebe benefícios de custeio do governo federal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;