Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após topo, Zanetti volta atenção a outros aparelhos


Lígia Valezi
Especial para o Diário

11/08/2012 | 07:13


Depois de sagrar-se o melhor ginasta do mundo nas argolas, o campeão olímpico Arthur Zanetti declarou ontem que pretende voltar atenção a outros aparelhos. O são-caetanense explicou que deve treinar salto sobre a mesa, solo e barras paralelas, além das argolas.

"Esses quatro são as prioridades, mas quero sempre manter o nível das argolas", contou o atleta, que tem como objetivo melhorar o desempenho das categorias visando competições em grupo, quando os ginastas, em conjunto, se apresentam em mais de um aparelho.

A Seleção Masculina de Ginástica Artística, inclusive, assegurou o ouro por equipes no Pan-Americano de Guadalajara, no México, no ano passado. Além de Zanetti, o time contava com o são-bernardense Sérgio Sasaki, Diego Hypólito, Francisco Barreto, Petrix Barbosa e Pericles da Silva.

A agenda de competições do são-caetanense não deve mudar depois do ouro olímpico. "Não é por causa da Olimpíada que vou modificar meu calendário de jogos. Esta medalha foi um objetivo alcançado. Agora temos outros", explicou o atleta do Serc Santa Maria, de São Caetano.

O próximo compromisso de Arthur é no Campeonato Brasileiro, que será realizado em Goiânia, entre os dias 29 de agosto e 2 de setembro. O ginasta também confirmou participação nos Jogos Abertos do Interior, que neste ano ocorrem em Bauru, em novembro.

Depois de viver dia digno de celebridade - anteontem, quando desembarcou no aeroporto de Guarulhos -, tudo o que Arthur Zanetti queria era descansar e curtir a família. "Foi um dia que nunca esperei. Quando cheguei ao aeroporto tinha um monte de câmeras. Agora estou passando um tempo com a minha família. Cheguei em casa pedindo cama. Hoje (ontem), acordei umas 8h e dei algumas entrevistas", emendou.

Zanetti conquistou a primeira medalha na ginástica artística para o Brasil em Jogos Olímpicos nas argolas. O atleta obteve nota 15.900, desbancando os 15.800 pontos do chinês Yibing Chen, até então o atual campeão olímpico.

Apesar dos 22 anos, a carreira de Arthur no esporte é extensa. Nos resultados mais recentes pela Seleção, o ginasta conquistou medalha de prata no Mundial do Japão e foi ouro na Universíade, que ocorreu na China, ambos no ano passado.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;