Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Meninas do judô lutam por uma vaga nas Olimpíadas


Do Diário do Grande ABC

15/01/2000 | 13:48


Depois da seletiva masculina de judô, em dezembro, chegou a vez de as meninas vestirem o quimono para lutar por uma vaga na equipe brasileira, que vai às Olimpíadas de Sydney.

A primeira fase seletiva começou sexta-feira e termina domingo, a partir das 10h, no Centro de Educaçao e Cultura da Barra.

Estao participando da competiçao as atletas classificadas nos torneios regionais e as judocas pré-classificadas por terem representado o Brasil nos Jogos Pan-Americano de Winnipeg e no Campeonato Mundial de Birmingham, na Inglaterra.

As cariocas sao destaque na competiçao. Entre elas está a meio-leve Viviane Castro, a ligeiro Daniela Polzin, ambas da Gama Filho, a pesado Linda Calderado e a meio-pesado Denise Oliveira, do Vasco. Entre as rubro-negras os destaques sao Carla Braga, Luciane Marinho, Nicole Mitchell, Bruna Capistrano e Fernanda Canela.

No entanto, é a experiência de Rosicléia Campos que deve garantir que o clube da Gávea seja representado em Sydney. Além de ter sete títulos brasileiro e 12 carioca, a judoca participou dos Jogos Olímpicos de Barcelona-92 e Atlanta-96.

Rosicléia teve de baixar peso, já que sua categoria - a médio (70kg) - foi a única que nao conseguiu classificaçao para os Jogos, de acordo com os critérios do ranking da Uniao Pan-Americana de Judô.

"Houve uma alteraçao nos limites de cada categoria, passando para 70 kg, e na médio ela precisaria aumentar o peso. Rosicléia beirava os 68kg e já estávamos fazendo um trabalho especial de ganho de massa muscular e resistência, mas como a categoria dela nao conseguiu classificar, baixamos o peso novamente e ela vai competir na até 63kg.

Hoje, além de experiente, ela está mais forte e acho que chega entre as duas primeiras", disse o técnico do Flamengo, Celso Castro. A medalhista de ouro no Pan-Americano de Winnipeg, Vânia Ishii, é a principal adversária de Rosicléia.

A primeira seletiva feminina classificará 24 atletas - as quatro primeiras de cada categoria - que participarao da última seletiva, nos dias 24 e 25 de junho. As duas primeiras colocadas em cada categoria participarao também das duas primeiras etapas do Circuito Europeu e de um estágio no Japao. As judocas que nao tiverem ido bem na competiçao deste fim de semana, terao outra chance na repescagem, em março.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Meninas do judô lutam por uma vaga nas Olimpíadas

Do Diário do Grande ABC

15/01/2000 | 13:48


Depois da seletiva masculina de judô, em dezembro, chegou a vez de as meninas vestirem o quimono para lutar por uma vaga na equipe brasileira, que vai às Olimpíadas de Sydney.

A primeira fase seletiva começou sexta-feira e termina domingo, a partir das 10h, no Centro de Educaçao e Cultura da Barra.

Estao participando da competiçao as atletas classificadas nos torneios regionais e as judocas pré-classificadas por terem representado o Brasil nos Jogos Pan-Americano de Winnipeg e no Campeonato Mundial de Birmingham, na Inglaterra.

As cariocas sao destaque na competiçao. Entre elas está a meio-leve Viviane Castro, a ligeiro Daniela Polzin, ambas da Gama Filho, a pesado Linda Calderado e a meio-pesado Denise Oliveira, do Vasco. Entre as rubro-negras os destaques sao Carla Braga, Luciane Marinho, Nicole Mitchell, Bruna Capistrano e Fernanda Canela.

No entanto, é a experiência de Rosicléia Campos que deve garantir que o clube da Gávea seja representado em Sydney. Além de ter sete títulos brasileiro e 12 carioca, a judoca participou dos Jogos Olímpicos de Barcelona-92 e Atlanta-96.

Rosicléia teve de baixar peso, já que sua categoria - a médio (70kg) - foi a única que nao conseguiu classificaçao para os Jogos, de acordo com os critérios do ranking da Uniao Pan-Americana de Judô.

"Houve uma alteraçao nos limites de cada categoria, passando para 70 kg, e na médio ela precisaria aumentar o peso. Rosicléia beirava os 68kg e já estávamos fazendo um trabalho especial de ganho de massa muscular e resistência, mas como a categoria dela nao conseguiu classificar, baixamos o peso novamente e ela vai competir na até 63kg.

Hoje, além de experiente, ela está mais forte e acho que chega entre as duas primeiras", disse o técnico do Flamengo, Celso Castro. A medalhista de ouro no Pan-Americano de Winnipeg, Vânia Ishii, é a principal adversária de Rosicléia.

A primeira seletiva feminina classificará 24 atletas - as quatro primeiras de cada categoria - que participarao da última seletiva, nos dias 24 e 25 de junho. As duas primeiras colocadas em cada categoria participarao também das duas primeiras etapas do Circuito Europeu e de um estágio no Japao. As judocas que nao tiverem ido bem na competiçao deste fim de semana, terao outra chance na repescagem, em março.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;