Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Chuva cai, energia cai e São Paulo cai na Copa Sul-Americana


Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

02/09/2005 | 00:05


O técnico Paulo Autuori queria poupar os principais titulares do São Paulo nas próximas fases da Copa Sul-Americana. Mas não será preciso. Nesta quinta-feira, o clube foi eliminado da competição pelo Internacional após o empate em 1 a 1 no estádio do Morumbi (em Porto Alegre havia perdido por 2 a 1).

O Tricolor abriu o placar com Souza, mas depois de uma queda de energia que deixou a partida paralisada por 23 minutos, sofreu gol do empate num pênalti de Fernandão e não teve forças para reagir. Agora, o Colorado enfrenta o Rosario Central, da Argentina, nas etapas de final.

Como precisava da vitória para seguir na competição, o São Paulo protagonizou a maioria da escassas chances de gol da etapa inicial. Aos nove minutos, Júnior fez cruzamento pela esquerda, mas Amoroso, sem marcação e de frente para o gol, furou a bola.

O Tricolor continuou melhor e, aos 21, novamente com Amoroso, quase abriu o placar. O atacante arriscou de longe, mas Clêmer espalmou para escanteio.

No entanto, o Internacional deu o troco dois minutos depois. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Wilson desviou de cabeça e Rogério Ceni defendeu no reflexo.
Foi então que o futebol, que já não era muito vistoso, piorou quando a chuva apertou, e o jogo limitou-se a inúmeros passes errados, faltas e finalizações sem rumo.

Apenas aos 41 é que o São Paulo conseguiu balançar a rede adversária. Amoroso fez boa jogada pela esquerda e levantou para Christian, que cabeceou forte para a boa defesa de Clêmer, mas no rebote Souza não perdoou e encheu o pé: 1 a 0.

Dois minutos depois do gol Tricolor, o estádio do Morumbi sofreu um apagão e sem a iluminação o árbitro Heber Roberto Lopes pediu para que os jogadores fossem para os vestiários, já que havia risco de raios atingirem o gramado. A partida ficou parada por 23 minutos e, no retorno, um fato inusitado: os times jogaram por mais dois minutos, inverteram de campo que imediatamente iniciaram o segundo tempo.

A paralisação deu um novo ânimo à partida, principalmente pelo fato do Internacional arriscar-se mais ao ataque. O Colorado acabou premiado pela sua ousadia aos 11 minutos, quando Edinho sofreu pênalti de Souza. Na cobrança, Fernandão empatou.

São Paulo passou a atacar, mas, no entanto, sem organização, exagerou nos passes errados. Para piorar, os jogadores tinham dificuldade para permanecer de pé, pois o gramado estava encharcado, apesar de o volume da chuva ter diminuído. Assim, o Tricolor não conseguiu reagir. E encerrou de forma precoce a sua participação na Copa Sul-Americana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chuva cai, energia cai e São Paulo cai na Copa Sul-Americana

Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

02/09/2005 | 00:05


O técnico Paulo Autuori queria poupar os principais titulares do São Paulo nas próximas fases da Copa Sul-Americana. Mas não será preciso. Nesta quinta-feira, o clube foi eliminado da competição pelo Internacional após o empate em 1 a 1 no estádio do Morumbi (em Porto Alegre havia perdido por 2 a 1).

O Tricolor abriu o placar com Souza, mas depois de uma queda de energia que deixou a partida paralisada por 23 minutos, sofreu gol do empate num pênalti de Fernandão e não teve forças para reagir. Agora, o Colorado enfrenta o Rosario Central, da Argentina, nas etapas de final.

Como precisava da vitória para seguir na competição, o São Paulo protagonizou a maioria da escassas chances de gol da etapa inicial. Aos nove minutos, Júnior fez cruzamento pela esquerda, mas Amoroso, sem marcação e de frente para o gol, furou a bola.

O Tricolor continuou melhor e, aos 21, novamente com Amoroso, quase abriu o placar. O atacante arriscou de longe, mas Clêmer espalmou para escanteio.

No entanto, o Internacional deu o troco dois minutos depois. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Wilson desviou de cabeça e Rogério Ceni defendeu no reflexo.
Foi então que o futebol, que já não era muito vistoso, piorou quando a chuva apertou, e o jogo limitou-se a inúmeros passes errados, faltas e finalizações sem rumo.

Apenas aos 41 é que o São Paulo conseguiu balançar a rede adversária. Amoroso fez boa jogada pela esquerda e levantou para Christian, que cabeceou forte para a boa defesa de Clêmer, mas no rebote Souza não perdoou e encheu o pé: 1 a 0.

Dois minutos depois do gol Tricolor, o estádio do Morumbi sofreu um apagão e sem a iluminação o árbitro Heber Roberto Lopes pediu para que os jogadores fossem para os vestiários, já que havia risco de raios atingirem o gramado. A partida ficou parada por 23 minutos e, no retorno, um fato inusitado: os times jogaram por mais dois minutos, inverteram de campo que imediatamente iniciaram o segundo tempo.

A paralisação deu um novo ânimo à partida, principalmente pelo fato do Internacional arriscar-se mais ao ataque. O Colorado acabou premiado pela sua ousadia aos 11 minutos, quando Edinho sofreu pênalti de Souza. Na cobrança, Fernandão empatou.

São Paulo passou a atacar, mas, no entanto, sem organização, exagerou nos passes errados. Para piorar, os jogadores tinham dificuldade para permanecer de pé, pois o gramado estava encharcado, apesar de o volume da chuva ter diminuído. Assim, o Tricolor não conseguiu reagir. E encerrou de forma precoce a sua participação na Copa Sul-Americana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;