Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vereador tenta derrubar recesso em Diadema


Sérgio Vieira
Do Diário do Grande ABC

28/09/2005 | 08:18


Se depender do vereador de Diadema Manoel Eduardo Marinho (PT), o Maninho, o projeto de sua autoria que acaba com recesso parlamentar em julho volta ao plenário ainda este ano. Inconformado com a derrota da proposta, na última quinta-feira, Maninho inicia sexta-feira coleta de assinaturas para que a matéria seja reapresentada em forma de ação popular. São necessários pelo menos 5% dos eleitores da última eleição, o que significa 12 mil assinaturas. O projeto foi derrotado por nove a seis. Se tivesse sido aprovado reduziria as ‘férias‘ dos parlamentares de Diadema de 75 para 45 dias.

Maninho garante que não terá dificuldades para alcançar o número necessário de assinaturas. "Tenho certeza de que vamos chegar a mais de 50 mil assinaturas. Muitas pessoas que eu encontro nas ruas já têm me pedido para assinar o documento. Fui procurado por estudantes, comerciantes e outros pretendem colaborar", diz.

O parlamentar afirma que contará com 50 voluntários para ajudar na obtenção das assinaturas. "Vamos a igrejas, comércios, associações de bairros. Essa proposta não é partidária. Quem, de outro partido, quiser ajudar na coleta será bem-vindo", diz Maninho, que acredita alcançar o número de assinaturas em menos de um mês.

Alheio às críticas, ele diz não se importar quando alguém o chama de demagogo por conta disso. "Se ser demagógico é atender à vontade popular, pode me chamar de demagógico. Além disso, esse projeto passa a não ter mais paternidade. Não tem mais a minha autoria. A proposta agora é de toda a população de Diadema", afirma.

Peregrinação – O projeto tramitava na Câmara de Diadema há mais de cinco anos. Antes da última sessão, o texto nunca havia sido apresentado. Na votação de quinta-feira, foram contrários ao fim do recesso parlamentar no meio do ano os vereadores Lauro Michels (PSDB); Wagner Feitoza, o Vaguinho do Conselho (PSB); Cida Ferreira (PMDB); João Merenda (PSDB); Ricardo Yoshio (PMN); Pastor Isaías (PV); José Dourado (PSDB); Milton Capel (PMDB) e Marion Magali (PSDC).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vereador tenta derrubar recesso em Diadema

Sérgio Vieira
Do Diário do Grande ABC

28/09/2005 | 08:18


Se depender do vereador de Diadema Manoel Eduardo Marinho (PT), o Maninho, o projeto de sua autoria que acaba com recesso parlamentar em julho volta ao plenário ainda este ano. Inconformado com a derrota da proposta, na última quinta-feira, Maninho inicia sexta-feira coleta de assinaturas para que a matéria seja reapresentada em forma de ação popular. São necessários pelo menos 5% dos eleitores da última eleição, o que significa 12 mil assinaturas. O projeto foi derrotado por nove a seis. Se tivesse sido aprovado reduziria as ‘férias‘ dos parlamentares de Diadema de 75 para 45 dias.

Maninho garante que não terá dificuldades para alcançar o número necessário de assinaturas. "Tenho certeza de que vamos chegar a mais de 50 mil assinaturas. Muitas pessoas que eu encontro nas ruas já têm me pedido para assinar o documento. Fui procurado por estudantes, comerciantes e outros pretendem colaborar", diz.

O parlamentar afirma que contará com 50 voluntários para ajudar na obtenção das assinaturas. "Vamos a igrejas, comércios, associações de bairros. Essa proposta não é partidária. Quem, de outro partido, quiser ajudar na coleta será bem-vindo", diz Maninho, que acredita alcançar o número de assinaturas em menos de um mês.

Alheio às críticas, ele diz não se importar quando alguém o chama de demagogo por conta disso. "Se ser demagógico é atender à vontade popular, pode me chamar de demagógico. Além disso, esse projeto passa a não ter mais paternidade. Não tem mais a minha autoria. A proposta agora é de toda a população de Diadema", afirma.

Peregrinação – O projeto tramitava na Câmara de Diadema há mais de cinco anos. Antes da última sessão, o texto nunca havia sido apresentado. Na votação de quinta-feira, foram contrários ao fim do recesso parlamentar no meio do ano os vereadores Lauro Michels (PSDB); Wagner Feitoza, o Vaguinho do Conselho (PSB); Cida Ferreira (PMDB); João Merenda (PSDB); Ricardo Yoshio (PMN); Pastor Isaías (PV); José Dourado (PSDB); Milton Capel (PMDB) e Marion Magali (PSDC).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;