Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

S.Caetano terá circuito
cicloviário de 13 km

Tiago Silva/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Percurso, que deve ficar pronto em 2013, será dividido entre
ciclovias e ciclofaixas e será na Avenida Presidente Kennedy


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

23/07/2012 | 07:05


Até o fim de julho do ano que vem, São Caetano terá circuito de aproximadamente 13 quilômetros exclusivo para a circulação de bicicletas. O percurso começará e terminará na Avenida Presidente Kennedy e será dividido entre ciclovias e ciclofaixas. A diferença entre os dois modelos é a de que, no primeiro, o espaço é reservado para o ciclista. No segundo, a via é posicionada no canto da pista convencional para os veículos automotores.

O projeto prevê o prolongamento da ciclovia já existente na Avenida Presidente Kennedy, que tem dois quilômetros e vai até a Praça dos Imigrantes. Com isso, a via chegará até a Avenida Goiás, onde o trajeto passará a ser feito por meio de ciclofaixa. De lá, o percurso segue por toda a extensão da Avenida Guido Aliberti, até chegar à divisa com Santo André. A partir deste ponto, as pistas entram para o bairro Nova Gerty até retornar ao ponto inicial.

Outra ciclovia que faz parte do pacote será na Avenida Nelson Braido, entre o ParkShopping São Caetano e o Parque Chico Mendes, no Bairro Cerâmica. O trecho soma cerca de um quilômetro de extensão.

O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Iliomar Darronqui, afirma que o projeto já está em fase de finalização. Portanto, ainda não há estimativa de quanto será investido. "Devemos começar as obras no início do ano que vem. A execução irá demorar entre três e quatro meses", avalia Darronqui.

Outra possibilidade estudada pela Prefeitura é ampliar o circuito em mais quatro quilômetros e fazer com que o percurso chegue até a divisa com Santo André na Avenida Goiás. O titular da Pasta explica, no entanto, que a segunda fase vai depender do orçamento disponibilizado. "Mas o trajeto que começa e termina na Kennedy já é certeza", garante Darronqui. Outra mudança que pode ser levada em consideração é a substituição de ciclofaixas por ciclovias em algumas partes do anel cicloviário.

Após a entrega de todo o circuito, São Caetano será a cidade da região com maior quantidade de vias reservadas para bicicletas. Para incentivar o transporte sobre as magrelas, a Prefeitura também criará seis bicicletários.

Prefeitura oferecerá empréstimo de bicicletas a partir de setembro

Até 22 de setembro, quando é celebrado o Dia Mundial Sem Carro, a Prefeitura de São Caetano quer iniciar o sistema de bicicletas públicas na cidade. Com seis bicicletários que serão criados, o usuário poderá se deslocar pelo município com o veículo emprestado e devolver em outro ponto credenciado.

A diretora de Transportes do município, Cristina Baddini, afirma que há três empresas interessadas em participar do serviço. Em fase inicial, que irá durar entre três e seis meses, não será necessária licitação, por se tratar de projeto experimental. O certame será feito caso a administração opte em dar continuidade ao sistema.

Nesta semana, a Prefeitura fará a última reunião para definir o modelo de empréstimo. "Estamos pensando em fazer algo semelhante ao que já é adotado em Sorocaba", explica Cristina.

Na cidade do Interior, o sistema foi adotado em março. Para pegar a bicicleta, o passageiro deve apresentar o cartão individual que é utilizado no transporte público. O ciclista pode ficar com a bike por até uma hora - período que pode ser renovado. Em caso de atraso, há sanções como suspensão e multa. Se o veículo não for devolvido em 24 horas, o usuário deve pagar R$1.350.

No período inicial, cerca de 60 bicicletas estarão à disposição da população de São Caetano. Baddini, que também faz parte do Grupo de Trabalho de Mobilidade do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, pretende levar a iniciativa a outras cidades da região.

Dos bicicletários que serão criados, dois serão na Avenida Presidente Kennedy, um na estação rodoviária, um na Rua Visconde de Inhaúma, um em frente ao Parque Chico Mendes e outro próximo ao ParkShopping São Caetano, no bairro Cerâmica.

Região tem 16,7 quilômetros de vias reservadas a ciclistas

Quem utiliza a bicicleta como meio de transporte no Grande ABC tem à disposição 16,7 quilômetros de vias reservadas, entre ciclovias e ciclofaixas. A cidade com maior quantidade de pistas é Mauá, onde os espaços estão localizados nos bairros Jardim Camila, Zaíra, Cerqueira Leite e Sertãozinho.

Em seguida, São Bernardo apresenta 3,2 quilômetros de vias, sendo que a maior delas foi inaugurada em junho, na Avenida João Firmino. Em São Caetano, a única ciclovia existente de dois quilômetros, está localizada na Avenida Presidente Kennedy. Santo André possui os equipamentos no Viaduto Cassaquera e na Avenida Valdemar Mattei.

Para quem anda de bicicleta por lazer, as Prefeituras do Grande ABC oferecem 12,2 quilômetros de via. Recentemente, Diadema inaugurou ciclofaixa de lazer com cinco quilômetros de extensão, passando pelos bairros Taboão e Campanário. São Caetano também oferece faixa para o tráfego recreativo, na Avenida Tijucussu. Ambas as pistas são reservadas para as bikes apenas aos domingos.

No interior dos parques Central e Pedroso, em Santo André, há 4,1 quilômetros de ciclovias. São Bernardo também possui pistas nas praças dos Coleirinhas e na Juliano Versolato.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Caetano terá circuito
cicloviário de 13 km

Percurso, que deve ficar pronto em 2013, será dividido entre
ciclovias e ciclofaixas e será na Avenida Presidente Kennedy

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

23/07/2012 | 07:05


Até o fim de julho do ano que vem, São Caetano terá circuito de aproximadamente 13 quilômetros exclusivo para a circulação de bicicletas. O percurso começará e terminará na Avenida Presidente Kennedy e será dividido entre ciclovias e ciclofaixas. A diferença entre os dois modelos é a de que, no primeiro, o espaço é reservado para o ciclista. No segundo, a via é posicionada no canto da pista convencional para os veículos automotores.

O projeto prevê o prolongamento da ciclovia já existente na Avenida Presidente Kennedy, que tem dois quilômetros e vai até a Praça dos Imigrantes. Com isso, a via chegará até a Avenida Goiás, onde o trajeto passará a ser feito por meio de ciclofaixa. De lá, o percurso segue por toda a extensão da Avenida Guido Aliberti, até chegar à divisa com Santo André. A partir deste ponto, as pistas entram para o bairro Nova Gerty até retornar ao ponto inicial.

Outra ciclovia que faz parte do pacote será na Avenida Nelson Braido, entre o ParkShopping São Caetano e o Parque Chico Mendes, no Bairro Cerâmica. O trecho soma cerca de um quilômetro de extensão.

O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Iliomar Darronqui, afirma que o projeto já está em fase de finalização. Portanto, ainda não há estimativa de quanto será investido. "Devemos começar as obras no início do ano que vem. A execução irá demorar entre três e quatro meses", avalia Darronqui.

Outra possibilidade estudada pela Prefeitura é ampliar o circuito em mais quatro quilômetros e fazer com que o percurso chegue até a divisa com Santo André na Avenida Goiás. O titular da Pasta explica, no entanto, que a segunda fase vai depender do orçamento disponibilizado. "Mas o trajeto que começa e termina na Kennedy já é certeza", garante Darronqui. Outra mudança que pode ser levada em consideração é a substituição de ciclofaixas por ciclovias em algumas partes do anel cicloviário.

Após a entrega de todo o circuito, São Caetano será a cidade da região com maior quantidade de vias reservadas para bicicletas. Para incentivar o transporte sobre as magrelas, a Prefeitura também criará seis bicicletários.

Prefeitura oferecerá empréstimo de bicicletas a partir de setembro

Até 22 de setembro, quando é celebrado o Dia Mundial Sem Carro, a Prefeitura de São Caetano quer iniciar o sistema de bicicletas públicas na cidade. Com seis bicicletários que serão criados, o usuário poderá se deslocar pelo município com o veículo emprestado e devolver em outro ponto credenciado.

A diretora de Transportes do município, Cristina Baddini, afirma que há três empresas interessadas em participar do serviço. Em fase inicial, que irá durar entre três e seis meses, não será necessária licitação, por se tratar de projeto experimental. O certame será feito caso a administração opte em dar continuidade ao sistema.

Nesta semana, a Prefeitura fará a última reunião para definir o modelo de empréstimo. "Estamos pensando em fazer algo semelhante ao que já é adotado em Sorocaba", explica Cristina.

Na cidade do Interior, o sistema foi adotado em março. Para pegar a bicicleta, o passageiro deve apresentar o cartão individual que é utilizado no transporte público. O ciclista pode ficar com a bike por até uma hora - período que pode ser renovado. Em caso de atraso, há sanções como suspensão e multa. Se o veículo não for devolvido em 24 horas, o usuário deve pagar R$1.350.

No período inicial, cerca de 60 bicicletas estarão à disposição da população de São Caetano. Baddini, que também faz parte do Grupo de Trabalho de Mobilidade do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, pretende levar a iniciativa a outras cidades da região.

Dos bicicletários que serão criados, dois serão na Avenida Presidente Kennedy, um na estação rodoviária, um na Rua Visconde de Inhaúma, um em frente ao Parque Chico Mendes e outro próximo ao ParkShopping São Caetano, no bairro Cerâmica.

Região tem 16,7 quilômetros de vias reservadas a ciclistas

Quem utiliza a bicicleta como meio de transporte no Grande ABC tem à disposição 16,7 quilômetros de vias reservadas, entre ciclovias e ciclofaixas. A cidade com maior quantidade de pistas é Mauá, onde os espaços estão localizados nos bairros Jardim Camila, Zaíra, Cerqueira Leite e Sertãozinho.

Em seguida, São Bernardo apresenta 3,2 quilômetros de vias, sendo que a maior delas foi inaugurada em junho, na Avenida João Firmino. Em São Caetano, a única ciclovia existente de dois quilômetros, está localizada na Avenida Presidente Kennedy. Santo André possui os equipamentos no Viaduto Cassaquera e na Avenida Valdemar Mattei.

Para quem anda de bicicleta por lazer, as Prefeituras do Grande ABC oferecem 12,2 quilômetros de via. Recentemente, Diadema inaugurou ciclofaixa de lazer com cinco quilômetros de extensão, passando pelos bairros Taboão e Campanário. São Caetano também oferece faixa para o tráfego recreativo, na Avenida Tijucussu. Ambas as pistas são reservadas para as bikes apenas aos domingos.

No interior dos parques Central e Pedroso, em Santo André, há 4,1 quilômetros de ciclovias. São Bernardo também possui pistas nas praças dos Coleirinhas e na Juliano Versolato.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;