Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Sindicatos tentam acordo sobre banco de horas


Do Diário OnLine

24/07/2001 | 13:56


Os Sindicatos dos Metalúrgicos ligados à Força Sindical e o Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) tentam fechar um acordo na tarde desta terça-feira que prevê a criação de banco de horas, que visa compensar a redução da produção e dias de folga nas indústrias dos setores de autopeças, forjarias e parafusos, durante o período de racionamento.

O acordo prevê que, durante o racionamento, as empresas pagam o salário integral dos trabalhadores, sem contar os dias parados, que serão compensados pelos trabalhadores posteriormente.

Ainda falta resolver o impasse entre o Sindipeças e os sindicatos na questão da manutenção do emprego. De acordo com presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Ramiro de Jesus Pinto, o Sindipeças pretende fazer um acordo que garanta o nível de empregos, enquanto o sindicato dos metalúrgicos estão preocupados também com a questão salarial.

O acordo começou a ser discutido na semana passada, mas ainda falta negociar com o setor empresarial alguns pontos do acordo. O Sindipeças se reúne com a CUT na quarta-feira para discutir o acordo com os sindicatos filiados à central.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sindicatos tentam acordo sobre banco de horas

Do Diário OnLine

24/07/2001 | 13:56


Os Sindicatos dos Metalúrgicos ligados à Força Sindical e o Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) tentam fechar um acordo na tarde desta terça-feira que prevê a criação de banco de horas, que visa compensar a redução da produção e dias de folga nas indústrias dos setores de autopeças, forjarias e parafusos, durante o período de racionamento.

O acordo prevê que, durante o racionamento, as empresas pagam o salário integral dos trabalhadores, sem contar os dias parados, que serão compensados pelos trabalhadores posteriormente.

Ainda falta resolver o impasse entre o Sindipeças e os sindicatos na questão da manutenção do emprego. De acordo com presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Ramiro de Jesus Pinto, o Sindipeças pretende fazer um acordo que garanta o nível de empregos, enquanto o sindicato dos metalúrgicos estão preocupados também com a questão salarial.

O acordo começou a ser discutido na semana passada, mas ainda falta negociar com o setor empresarial alguns pontos do acordo. O Sindipeças se reúne com a CUT na quarta-feira para discutir o acordo com os sindicatos filiados à central.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;