Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

E o Jardim Farina recebe a Pai Herói

Dos pequenos futuros historiadores do Jardim Farina, em São Bernardo, Luca


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

08/06/2011 | 00:00


Dos pequenos futuros historiadores do Jardim Farina, em São Bernardo, Luca (8 anos). Ele esteve conosco o tempo todo naquele sábado do passeio pelo bairro, sempre indagando: "O senhor não vai falar com a minha avó?".

Quase no fim do passeio Luca nos apresentou dona Luzia Amália Ferreira, a avó. Ela é mineira de Pains, município formado no século 18. Ao vir para São Bernardo morou primeiro na Vila Baeta. Depois, o Farina. Relatamos algumas lembranças de dona Luzia: 

1 - Naquele tempo as ruas eram de barro.

2 - Muitos dos terrenos eram vazios.

3 - Depois, o povo foi chegando.

4 - E formou-se a favela Pai Herói.

Estava no ar a telenovela escrita por Janete Clair, com Tony Ramos, Elizabeth Savalla, Paulo Autran, Glória Menezes, Carlos Zara, Lélia Abramo, Rosamaria Murtinho e tantos outros astros e estrelas globais. O ano: 1979.

A novela terminou. A favela Pai Herói tornou-se uma comunidade inserida no Jardim Farina que agora os meninos estudam e divulgam.

AMANHÃ EM MEMÓRIA
Luca nos apresenta outra vovó, dona Tereza, 56 anos de Jardim Farina. 

legenda da foto: Luca e a avó Luzia Amália Ferreira: na convivência de duas gerações, a história do Jardim Farina

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Domingo, 7 de junho de 1981 

Destaque (da página Ciência & Tecnologia, de Diógenes Silva) - Naves evoluem para colonizar o espaço.

Crônica 1 (Roterdan Cravo, pseudônimo do jornalista Fausto Polesi, diretor de Redação e editor-chefe do Diário) - Veio do Guimarães Rosa, quero que você sinta o gosto.

Crônica 2 (Guido Fidelis) - É preciso dar um beijo na violência e pedir que ela se afaste logo.

EM 8 DE JUNHO DE... 

1891 - Instalado o Congresso Constituinte de São Paulo.

- Sebastião Farias de Queiroz nasce em Rezende (RJ). Professor, músico, maestro, jornalista e funcionário da Prefeitura de Santo André. Fez carreira no Grande ABC. Está sepultado em Ribeirão Pires. 

1936 - Nasce, em Santo André, o cantor e músico Clementino Raimundo, o Mimi. Começou a vida artística no serviço de alto-falante Juca Pato, em Rudge Ramos, nos anos 1950. Como músico, toca pistão e percussão. Como cantor, apresentou-se em todas as estações de rádio do Grande ABC. Interpreta músicas românticas e sambas. Apresenta-se em casas noturnas e restaurantes. 

1946 - Clube Elite Utinga inaugura serviço de alto-falante. 

1961 - Ministério do Trabalho expede a carta que eleva a sindicato a Associação dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema, atual Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Trabalhadores

Nascem em 8 de junho: 

1929 - José Júlio dos Santos, da Paraíba. Industriário da Eletrocloro. Residia na Vila Elclor. 

1936 - Lourival Araújo Ramos, da Bahia. Operário da Atlantis. Residia na Vila Industrial.

Fonte: 1º livro geral de registro de associados do Sindicato dos Químicos do ABC.

MUNICÍPIOS PAULISTAS 

Aniversariam: Arujá e Taquaritinga.

HOJE 

Dia do Citricultor e Dia Mundial dos Oceanos.

SANTOS DO DIA 

Clodolfo, Medardo e Salustiano. São Medardo foi um bispo francês (457 - 545). Formação intelectual forte, tornou-se pregador, cuja palavra marcou gerações.

Fontes: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Vozes, 2011; site: www.paulinas.org.br .

FALECIMENTOS 

SANTO ANDRÉ

Laércio Desideri, 70. Natural de São Paulo (SP). Dia 4 em São Bernardo. Cemitério Phoenix. 

SÃO BERNARDO

Josefa Fernandes da Costa, 90. Natural de Colina (SP). Dia 3. Cemitério da Paulicéia.

Victor Ivanovichi Mihailoff, 89. Natural da China. Dia 5. Cemitério Jardim da Colina.

Décio Roveri, 87. Natural de São Caetano. Dia 3. Cemitério Jardim da Colina.

Milton Lourenço de Carvalho, 87. Natural de Lajes (RN). Dia 4. Cemitério Jardim da Colina.

Delmira Maria de Faria, 87. Natural de Biritiba Mirim (SP). Dia 5. Cemitério de Mogi das Cruzes.

Adelina Gasparin Devides, 84. Natural de Itapuí (SP). Dia 3. Cemitério de Vila Euclides.

Fumiko Miura, 83. Natural do Japão. Dia 5. Cemitério São Pedro, Vila Alpina, Capital.

Lys Landim Pereira, 80. Natural de São Paulo (SP). Dia 3. Cemitério Jardim da Colina.

Maria Candida de Sousa, 80. Natural de Formiga (MG). Dia 5. Cemitério dos Casa.

Francisco Antonio dos Santos, 76. Natural de Anadia (AL). Dia 5. Cemitério Jardim da Colina.

Jonas Fernandes de Oliveira, 75. Natural de Poções (BA). Dia 3. Cemitério dos Casa.

Teodomiro Teixeira da Silva, 75. Natural de Planalto (BA). Dia 3. Cemitério dos Casa.

Ken Iti Umezu, 71. Natural de Coroados (SP). Dia 4. Cemitério Jardim da Colina.

Manoel Genuino da Silva, 69. Natural de Panelas (PE). Dia 3. Cemitério do Baeta.

Elza Soares Cipriano, 69. Natural de Pitangueiras (SP). Dia 5. Cemitério de Vila Euclides.

Terezinha dos Santos Pereira, 67. Natural de Virginópolis (MG). Dia 5. Cemitério dos Casa.

Pedro Francisco do Nascimento, 67. Natural de Iporanga (SP). Dia 5. Cemitério Jardim da Colina.

Antonio Carlos Vicalvi, 51. Natural de São Bernardo. Dia 4. Cemitério do Baeta. 

MAUÁ

Maria Coelho do Couto, 66. Natural de Ribeirão Pires. Dia 4, em São Bernardo. Cemitério Vale dos Pinheirais. 

RIBEIRÃO PIRES

Elicia Arruda Mariano, 84. Natural de Aguaí (SP). Dia 5, em São Bernardo. Cemitério São José.

LUIZ CALSOLARI NETO
(Santo André 20-6-1939 - 5-6-2011)
 

Sr. Luiz colaborou com Memória no segundo semestre do ano passado. Nos passou várias fotografias antigas de Santo André, entre as quais uma raríssima, da velha capela dos bexiguentos, construída no século 19 e demolida na década de 1950. Ela ficava onde está hoje a Casa da Esperança, na Vila Assunção.

Fez mais o Sr. Luiz: acompanhou o repórter-fotográfico Orlando Filho, do Diário, aos vários pontos que ele, Calsolari, fotografou no passado. E Memória pôde fazer um ‘ontem e hoje' dos mais deliciosos.

Um sucesso.

Criamos uma amizade, de tal maneira que Sr. Luiz telefonava simplesmente para conversar e lembrar fatos da Santo André de ontem e de sempre.

Luiz Calsolari Neto era filho de José Calsolari, nascido em Campinas, e Pia Salvador Calsolari, nascida em Ribeirão Pires. Do seu casamento com Maria de Lourdes Girardi Calsolari, também andreense, nasceram os filhos Fernando e César, advogados. Tornou-se tecnólogo, formado pela Escola Profissional Paulo de Tarso. Trabalhou em empresas como a Cofap e Pirelli, na área de tecnologia, desenho, planejamento e programação. Tinha uma netinha, Miriam Sophia Caruso Calsolari, de 2 anos.

Sr. Luiz partiu a poucos dias de completar 72 anos. Está sepultado no Cemitério Cristo Redentor, em Vila Pires. A missa de 7º dia será celebrada sábado, às 16h, na Matriz de Santo André.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;