Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Sindicatos do aço se unem contra a compra da Arcelor pela Mittal


Da AFP

01/02/2006 | 13:56


Os representantes dos sindicatos europeus do aço se manifestaram nesta quarta-feira contra a compra da Arcelor pela Mittal Steel, número um mundial do setor.

Em comunicado conjunto, os sindicatos dos metalúrgicos belgas, franceses, alemães, espanhóis, luxemburgueses e italianos "declararam por unanimidade" sua oposição à oferta de compra hostil da pela Mittal.

"O termo sinergias empregado pela Mittal é muito claro", resumiram em ironia as cerca de 20 organizações sindicais, referindo-se ao temor de demissões na Europa, onde a Arcelor tem cerca de 78 mil funcionários.

"Esta compra desencadearia um monopólio e colocaria em risco a forte cultura de diálogo social presente no grupo Arcelor", denunciaram os sindicatos, convocados nesta quarta-feira em Bruxelas pela FEM (Federação Européia de Metalúrgicos).

Caso se concretize, a fusão da Mittal com a Arcelor criaria o maior grupo da história da indústria siderúrgica, com um faturamento combinado de US$ 69 bilhões em 2005, e 12% do mercado mundial, mais de 250 mil empregados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sindicatos do aço se unem contra a compra da Arcelor pela Mittal

Da AFP

01/02/2006 | 13:56


Os representantes dos sindicatos europeus do aço se manifestaram nesta quarta-feira contra a compra da Arcelor pela Mittal Steel, número um mundial do setor.

Em comunicado conjunto, os sindicatos dos metalúrgicos belgas, franceses, alemães, espanhóis, luxemburgueses e italianos "declararam por unanimidade" sua oposição à oferta de compra hostil da pela Mittal.

"O termo sinergias empregado pela Mittal é muito claro", resumiram em ironia as cerca de 20 organizações sindicais, referindo-se ao temor de demissões na Europa, onde a Arcelor tem cerca de 78 mil funcionários.

"Esta compra desencadearia um monopólio e colocaria em risco a forte cultura de diálogo social presente no grupo Arcelor", denunciaram os sindicatos, convocados nesta quarta-feira em Bruxelas pela FEM (Federação Européia de Metalúrgicos).

Caso se concretize, a fusão da Mittal com a Arcelor criaria o maior grupo da história da indústria siderúrgica, com um faturamento combinado de US$ 69 bilhões em 2005, e 12% do mercado mundial, mais de 250 mil empregados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;