Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Lavrador pode ser 1ª vítima da febre amarela em MG


Do Diário do Grande ABC

08/04/2000 | 14:11


A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais suspeita que o lavrador Élcio Roberto Fernandes da Silva, 46 anos, que morreu na tarde da última quinta-feira, tenha sido a primeira vítima da febre amarela no Estado. O lavrador, que residia na zona rural de Natalândia, zona Noroeste de Minas, regiao onde foi registrado o último caso da doença, em 1994, na cidade de Arinos.

A superintendente da Secretaria, Gilvânia Cosenza, aguarda a liberaçao dos resultados dos exames de necropsia e sorologia para divulgar uma confirmaçao oficial. Mas Cosenza ressalta que a regiao é considerada de "alto risco" para a contaminaçao da doença. "Esse senhor morava numa área rural, uma regiao de mata cerrada, próximo de um local onde tem ocorrido mortandade de macacos e dos quais foi isolado o vírus responsável pela febre amarela".

O lavrador foi internado no hospital da cidade vizinha de Unaí, no último domingo, mas como a doença agravou-se, ele foi transferido para o Hospital Regional da Asa Norte, em Brasília, na madrugada de quinta-feira. De acordo com a chefe do setor de Anatomia Patológica do hospital, a médica Iolanda Nakamura, a análise inicial do fígado de Élcio é "sugestiva" da infecçao. Amostras do tecido foram enviadas ao Instituto Evandro Chagas para análises e exames mais detalhados. O resultados devem ser liberados na terça-feira.

Foram as autoridades da capital federal que notificaram a Secretaria de Saúde de Minas, que nao confirmou se existem outros casos suspeitos. Há 48 casos de febre amarela confirmados este ano nos Estados de Goiás, Sao Paulo e Distrito Federal, sendo que 28 pessoas morreram da doença.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lavrador pode ser 1ª vítima da febre amarela em MG

Do Diário do Grande ABC

08/04/2000 | 14:11


A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais suspeita que o lavrador Élcio Roberto Fernandes da Silva, 46 anos, que morreu na tarde da última quinta-feira, tenha sido a primeira vítima da febre amarela no Estado. O lavrador, que residia na zona rural de Natalândia, zona Noroeste de Minas, regiao onde foi registrado o último caso da doença, em 1994, na cidade de Arinos.

A superintendente da Secretaria, Gilvânia Cosenza, aguarda a liberaçao dos resultados dos exames de necropsia e sorologia para divulgar uma confirmaçao oficial. Mas Cosenza ressalta que a regiao é considerada de "alto risco" para a contaminaçao da doença. "Esse senhor morava numa área rural, uma regiao de mata cerrada, próximo de um local onde tem ocorrido mortandade de macacos e dos quais foi isolado o vírus responsável pela febre amarela".

O lavrador foi internado no hospital da cidade vizinha de Unaí, no último domingo, mas como a doença agravou-se, ele foi transferido para o Hospital Regional da Asa Norte, em Brasília, na madrugada de quinta-feira. De acordo com a chefe do setor de Anatomia Patológica do hospital, a médica Iolanda Nakamura, a análise inicial do fígado de Élcio é "sugestiva" da infecçao. Amostras do tecido foram enviadas ao Instituto Evandro Chagas para análises e exames mais detalhados. O resultados devem ser liberados na terça-feira.

Foram as autoridades da capital federal que notificaram a Secretaria de Saúde de Minas, que nao confirmou se existem outros casos suspeitos. Há 48 casos de febre amarela confirmados este ano nos Estados de Goiás, Sao Paulo e Distrito Federal, sendo que 28 pessoas morreram da doença.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;