Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Principais projetos de Avamileno ainda dependem da União


Arthur Lopez
Do Diário do Grande ABC

29/05/2005 | 07:45


A maioria das dez prioridades do prefeito de Santo André, João Avamileno (PT), foi contemplada no projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), apresentado pelo Executivo à Câmara Municipal. Além da UFABC (Universidade Federal do ABC), por depender de iniciativa do governo federal, ficaram de fora do planejamento a construção de mais Cesas (Centro Educacional de Santo André) e obras já concluídas, como a Escola Parque Ciência.

Já a construção e instalação de equipamentos no Hospital da Mulher, do Complexo Viário Cassaqüera, revitalização do Parque Pedroso, da área central da cidade e conclusão do Parque Central, além da expansão do projeto Santo André Mais Igual, estão previstas entre as diretrizes orçamentárias de 2006. Resta ainda a implementação do Bilhete Único, que não é citado no documento literalmente. A única possível menção sobre esse projeto ocorre no item Modernização do Sistema de Transporte, com o texto: "Reestruturar o sistema municipal com integração e bilhetagem eletrônica".

A LDO não cita valores dos projetos, só as diretrizes para a elaboração do Orçamento Municipal, que deverá ser aprovado até o final do ano. A Prefeitura foi contatada há duas semanas pela reportagem para fornecer mais detalhes sobre cada item das prioridades, mas não enviou resposta a tempo da publicação.

A definição do que está previsto para marcar a administração de Avamileno foi tomada em março, após uma série de reuniões entre o prefeito e seu secretariado. A principal será a instalação da UFABC, cujo projeto foi aprovado no Câmara dos Deputados, mas depende da aprovação no Senado e da sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para que o campus seja criado.

A Prefeitura já definiu um terreno próximo à avenida dos Estados para ser o endereço da universidade. Segundo o prefeito, assim que a matéria passar pelo Senado, um projeto de lei sobre a cessão da área à União será encaminhado à Câmara Municipal. Como não há necessidade desse procedimento estar contido na LDO, a principal bandeira de Avamileno ficou de fora do documento.

Mesmo dependendo totalmente de verba externa, Avamileno se previne e coloca a construção do Complexo Viário Cassaqüera na LDO. A previsão da obra de ligação entre as promessas de desenvolvimento Cidade Pirelli e Eixo Tamanduatehy é de R$ 50 milhões. O Hospital da Mulher também necessita de mais verbas federais, mas é citado na LDO tanto para a conclusão das obras como para a compra e instalação de equipamentos.

Em março, Avamileno definiu a construção de mais três Cesas como uma das prioridades. Na época, havia seis unidades concluídas. Com a recente inauguração do Cesa Vila Palmares, já são oito desses centros educacionais no município. Na LDO, não constam obras para mais nenhum Cesa, apenas "a construção de seis prédios para a rede escolar".

A prioridade do prefeito mais citada entre os projetos elencados na LDO é o Santo André Mais Igual, que aglutina uma série de iniciativas de inclusão social. A "revitalização do entorno da Estação de Santo André" é a citação mais clara para a promessa de Avamileno de recuperar a área central da cidade, mas várias outras intervenções menores devem, segundo a proposta do Executivo, ocorrer na mesma região.

O projeto de LDO começou a tramitar na Câmara no início do mês e tem de ser votado e aprovado pelos vereadores até o final do primeiro semestre. Com base nessa lei, a Prefeitura vai elaborar a proposta de Orçamento Municipal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Principais projetos de Avamileno ainda dependem da União

Arthur Lopez
Do Diário do Grande ABC

29/05/2005 | 07:45


A maioria das dez prioridades do prefeito de Santo André, João Avamileno (PT), foi contemplada no projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), apresentado pelo Executivo à Câmara Municipal. Além da UFABC (Universidade Federal do ABC), por depender de iniciativa do governo federal, ficaram de fora do planejamento a construção de mais Cesas (Centro Educacional de Santo André) e obras já concluídas, como a Escola Parque Ciência.

Já a construção e instalação de equipamentos no Hospital da Mulher, do Complexo Viário Cassaqüera, revitalização do Parque Pedroso, da área central da cidade e conclusão do Parque Central, além da expansão do projeto Santo André Mais Igual, estão previstas entre as diretrizes orçamentárias de 2006. Resta ainda a implementação do Bilhete Único, que não é citado no documento literalmente. A única possível menção sobre esse projeto ocorre no item Modernização do Sistema de Transporte, com o texto: "Reestruturar o sistema municipal com integração e bilhetagem eletrônica".

A LDO não cita valores dos projetos, só as diretrizes para a elaboração do Orçamento Municipal, que deverá ser aprovado até o final do ano. A Prefeitura foi contatada há duas semanas pela reportagem para fornecer mais detalhes sobre cada item das prioridades, mas não enviou resposta a tempo da publicação.

A definição do que está previsto para marcar a administração de Avamileno foi tomada em março, após uma série de reuniões entre o prefeito e seu secretariado. A principal será a instalação da UFABC, cujo projeto foi aprovado no Câmara dos Deputados, mas depende da aprovação no Senado e da sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para que o campus seja criado.

A Prefeitura já definiu um terreno próximo à avenida dos Estados para ser o endereço da universidade. Segundo o prefeito, assim que a matéria passar pelo Senado, um projeto de lei sobre a cessão da área à União será encaminhado à Câmara Municipal. Como não há necessidade desse procedimento estar contido na LDO, a principal bandeira de Avamileno ficou de fora do documento.

Mesmo dependendo totalmente de verba externa, Avamileno se previne e coloca a construção do Complexo Viário Cassaqüera na LDO. A previsão da obra de ligação entre as promessas de desenvolvimento Cidade Pirelli e Eixo Tamanduatehy é de R$ 50 milhões. O Hospital da Mulher também necessita de mais verbas federais, mas é citado na LDO tanto para a conclusão das obras como para a compra e instalação de equipamentos.

Em março, Avamileno definiu a construção de mais três Cesas como uma das prioridades. Na época, havia seis unidades concluídas. Com a recente inauguração do Cesa Vila Palmares, já são oito desses centros educacionais no município. Na LDO, não constam obras para mais nenhum Cesa, apenas "a construção de seis prédios para a rede escolar".

A prioridade do prefeito mais citada entre os projetos elencados na LDO é o Santo André Mais Igual, que aglutina uma série de iniciativas de inclusão social. A "revitalização do entorno da Estação de Santo André" é a citação mais clara para a promessa de Avamileno de recuperar a área central da cidade, mas várias outras intervenções menores devem, segundo a proposta do Executivo, ocorrer na mesma região.

O projeto de LDO começou a tramitar na Câmara no início do mês e tem de ser votado e aprovado pelos vereadores até o final do primeiro semestre. Com base nessa lei, a Prefeitura vai elaborar a proposta de Orçamento Municipal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;