Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Genoino: PT ainda não pensa em punição aos adeptos da CPMI


Da Agência Brasil

27/05/2005 | 17:30


Pelo menos neste atual momento, os parlamentares petistas que assinaram o requerimento da CPMI (Comissão Parlamentar de Mista de Inquérito) para investigar as denúncias de esquema de corrupção nos Correios não devem ser punidos. É o que diz o presidente nacional do PT, José Genoino. "Não vamos transformá-los em vítimas e nem em defensores da ética", declarou o dirigente à Agência Brasil. "Punição não é assunto prioritário nesse momento".

"O que interessa agora é o trabalho de unir forças com os oitenta deputados do PT, com os partidos aliados, fazer o enfrentamento político na CPMI e cuidar da agenda do governo Lula", continuou Genoino. De acordo com o presidente do PT, os próximos passos serão tomados em conjunto com os aliados. "Teremos o debate na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), depois no Plenário e na instalação da CPMI, na qual vamos mostrar que o governo Lula investiga irregularidades e combate à corrupção".

Ele comenta que o comportamento dos petistas dissidentes em relação à composição da base do governo "representa um grande momento para saber quem quer apoiar o governo Lula, quem é leal". No cálculo de Genoino, o governo conta com 80 deputados do PT, mais 280 a 300 deputados dos partidos aliados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Genoino: PT ainda não pensa em punição aos adeptos da CPMI

Da Agência Brasil

27/05/2005 | 17:30


Pelo menos neste atual momento, os parlamentares petistas que assinaram o requerimento da CPMI (Comissão Parlamentar de Mista de Inquérito) para investigar as denúncias de esquema de corrupção nos Correios não devem ser punidos. É o que diz o presidente nacional do PT, José Genoino. "Não vamos transformá-los em vítimas e nem em defensores da ética", declarou o dirigente à Agência Brasil. "Punição não é assunto prioritário nesse momento".

"O que interessa agora é o trabalho de unir forças com os oitenta deputados do PT, com os partidos aliados, fazer o enfrentamento político na CPMI e cuidar da agenda do governo Lula", continuou Genoino. De acordo com o presidente do PT, os próximos passos serão tomados em conjunto com os aliados. "Teremos o debate na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), depois no Plenário e na instalação da CPMI, na qual vamos mostrar que o governo Lula investiga irregularidades e combate à corrupção".

Ele comenta que o comportamento dos petistas dissidentes em relação à composição da base do governo "representa um grande momento para saber quem quer apoiar o governo Lula, quem é leal". No cálculo de Genoino, o governo conta com 80 deputados do PT, mais 280 a 300 deputados dos partidos aliados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;