Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jose Medalha inicia preparo do basquete da Unisanta


Do Diário do Grande ABC

26/07/1999 | 16:40


Um dos mais renomados técnicos de basquete do país, o professor-doutor José Medalha, 55 anos, foi apresentado na manha desta segunda-feira (26) como técnico da equipe da Universidade Santa Cecília (UNISANTA) para a disputa da principal competiçao da modalidade no Estado de Sao Paulo, o Campeonato Paulista da Divisao Especial, Série A-I, que tem início programado para o mês de agosto.

Dono de um currículo invejável, que inclui passagens como técnico e auxiliar-técnico da Seleçao Brasileira Adulta Masculina, José Medalha inicia seus trabalhos na Unisanta já nesta terça-feira (27), a partir das 16 horas, comandando treinamento no Ginásio Poliesportivo Santa Cecília.

Há a expectativa de que os dois primeiros reforços da equipe da o Campeonato da A-I, o armador Alvaro e o escolta Rogerinho, já participem dessa movimentaçao.

Além do professor José Medalha, também integram a comissao técnica da equipe da Unisanta o professor José Oswaldo de Assis Pinheiro (auxiliar-técnico), o professor Milton José Ribeiro, o Mono (supervisor), o professor Antônio Jorge Pereira de Nóbrega, e o acadêmico José Marcos, o Kuka (preparaçao física).

O Pró-Reitor Administrativo da Unisanta e presidente da Associaçao Santa Cecília de Esportes, Dr. Marcelo Teixeira, deixou claro a satisfaçao da instituiçao em poder contar com "tamanha figura de proa do basquete brasileiro" no comando de sua equipe adulta masculina de basquete.

Marcelo lembrou que, "depois de dez anos, a Cidade, por iniciativa da Unisanta, estava voltando a participar da mais importante competiçao do basquete estadual, e com uma proposta que alia o esporte à Educaçao. "O perfil do professor José Medalha é mais do que perfeito para que possamos dar seqüência a um trabalho que faz do esporte um mecanismo de suma importância dentro do nosso processo educacional".

Desafio - José Medalha encara sua vinda para Santos como mais um desafio em sua longa carreira. "Venho trabalhando com basquete há mais de trinta anos e, agora, me vejo diante de uma proposta séria, de bases sólidas e estrutura acadêmica. Eu nao poderia estar mais satisfeito, por ter a plena certeza de que nao se trata de algo imediatista, no qual se busca apenas um retorno institucional, sem se levar em conta aspectos e fatores de maior importância, tais como o resgate da tradiçao de uma basquete forte e competitivo.

Ele acredita que seja possível montar uma equipe de bom nível, em condiçoes de brigar por uma das oito vagas paulistanas no campeonato da Liga Nacional. "Alguns jogadores estao sendo contactados e, até o final da semana, já deveremos contar com todos os reforços definidos a partir de uma reuniao que envolveu todos os integrantes da comissao técnica".

Sobre o Campeonato Paulista da A-I, Medalha disse apenas que espera por uma definiçao da Federaçao quanto a forma da disputa. "Fala-se em 16 equipes, divididas inicialmente em dois grupos de oito, com disputas em turno e returno; as seis melhores de cada grupo passariam a fase seguinte, também a ser disputada em turno e returno em grupo único, do qual sairiam as oito melhores para a disputa do playoff" destaca. "Mas acredito que essa fórmula ainda deva ser reestruturada, em funçao do pouco tempo disponível para a realizaçao do campeonato".

Currículo de peso - Formado em Educaçao Física pela Escola de Educaçao Física do Estado de Sao Paulo (atual USP), José medalha tem mestrado e doutorado em Educaçao Física (basquete), na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos.

Além de ter sido professor titular da cadeira de basquete da Escola de Educaçao Física da USP, José Medalha chegou a dirigir a Seleçao Brasileira Adulta Masculina nos anos de 91 e 92, tendo sido assistente técnico de 82 a 88.

Marcou presença em três olimpíadas (Los Angeles, Seul e Barcelona), dois mundiais (Colômbia e Espanha), três Pan-Americanos (Venezuela, Estados Unidos e Cuba), cinco sul-Americanos e uma Copa América Interclubes. Como técnicos teve 36 vitórias e apenas dez derrotas. Já como auxiliar foram 162 vitórias e 55 derrotas.

Medalha passou ainda por alguns dos principais clubes do país, como Ulbra/Porto Alegre (seu último clube, antes de vir para a Unisanta), Sogipa, Polti-Coe/Ribeirao Preto, Dharma Yara/Franca, Telesp Clube, Report Suzano, Clube de Campo Rio Claro, Portuguesa de Desportos, Pinheiros e Paulistano, entre outros. No total, foram 761 jogos, com 450 vitórias e 311 derrotas.

Trabalho acadêmico - Por contar com uma extensa bagagem acadêmica, Medalha também dará sua colaboraçao à Faculdade de Educaçao Física e Esportes da Unisanta, ministrando palestras e emprestando o seu prestígio às aulas da modalidade.

"Por se tratar de uma Universidade, acredito que o nosso trabalho possa servir de apoio aos alunos, no sentido de que eles venham a encontrar o espelho ideal em sua busca por um espaço para desempenhar suas atividades profissionais".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;