Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Casal mata homem a mando de mulher e filha


Bruno Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

01/07/2006 | 08:54


Mãe e filha são acusadas de contratar um casal para "dar um susto" no autônomo José Carlos Silva Almeida, 40 anos, que bebia e batia na mulher. O plano deu errado e o homem apareceu morto com dois tiros no rosto na madrugada desta sexta, em casa, no bairro Centreville, em Santo André. A mãe foi presa e a filha, de 16 anos, detida pela polícia.

Segundo informações da polícia, José Carlos agredia constantemente sua mulher, Ivonete Duarte dos Santo Almeida, 36 anos. Na noite de quinta-feira, Ivonete e os quatro filhos foram ao aniversário de 16 anos de um adolescente amigo da família, numa casa do mesmo bairro. O plano para assustar o pai teria surgido durante a festa, que reunia poucos amigos do aniversariante.

Ao fecharem o plano, a filha saiu da festa por alguns minutos, e quando voltou, segundo a versão da polícia, já estava acompanhada do casal contratado para o trabalho. A polícia ainda não tem informações sobre o casal que teria matado José Carlos, e não sabe se alguma quantia teria sido paga para a concretização do crime.

Eram 20h30 quando Ivonete, a filha e o casal saíram da festa. Eles teriam ido para casa, onde José Carlos estava. Foram de carro e quando chegaram, Ivonete ficou esperando do lado de fora enquanto os três entraram. A filha mostrou ao casal onde o pai estaria dormindo, segundo a polícia. Aí saíram e voltaram para a festa, onde ficaram pelo menos até a 0h30. A polícia acredita que o casal tenha recebido a chave do portão da casa. Enquanto mãe e filha continuaram no aniversário, o pai era assassinado pelo casal.

Quando os outros filhos voltaram para casa, descobriram que José Carlos tinha sido morto. Estava deitado na cama, em seu quarto. A polícia foi chamada, e investigadores do setor de Homicídios passaram a averiguar o caso. Após ouvir algumas testemunhas e interrogar mãe e filha, suspeitaram das duas e elas foram levadas ao 4º DP de Santo André. Lá, a mãe recebeu voz de prisão, e a filha, menor, foi detida.

O crime chocou a vizinhança. Uma amiga da família disse não acreditar no ocorrido, e descreve Ivonete como uma mãe dedicada e uma trabalhadora honesta. "Ninguém aqui no bairro acredita que isso possa ter acontecido. Não com a Ivonete." Entretanto, ela diz que a acusada era reservada quando o assunto era o marido. Não soube dizer se Ivonete era agredida por José Carlos. Eles seriam casados há pelo menos 20 anos.

Essa vizinha diz que não conversava muito com a vítima. "Hoje começaram a falar mal dele, que ele era um encrenqueiro, que vivia bebendo. Mas nunca vi isso." Sobre a filha envolvida no assassinato, a amiga também a descreve como uma boa menina. "Eu até acredito que ela possa ter pedido para alguém 'dar um susto' no pai, afinal ela é adolescente. Mas não acredito que ela tenha mandado matá-lo. Ela ajudava muito a mãe", diz a amiga.

Ivonete foi transferida para a Cadeia Pública Feminina de São Bernardo sexta à tarde. Já a adolescente ficou no 1º DP de Santo André, com cela reservada para menores infratoras. O velório de José Carlos deve acontecer neste sábado, no Cemitério do Curuçá, em Santo André.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casal mata homem a mando de mulher e filha

Bruno Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

01/07/2006 | 08:54


Mãe e filha são acusadas de contratar um casal para "dar um susto" no autônomo José Carlos Silva Almeida, 40 anos, que bebia e batia na mulher. O plano deu errado e o homem apareceu morto com dois tiros no rosto na madrugada desta sexta, em casa, no bairro Centreville, em Santo André. A mãe foi presa e a filha, de 16 anos, detida pela polícia.

Segundo informações da polícia, José Carlos agredia constantemente sua mulher, Ivonete Duarte dos Santo Almeida, 36 anos. Na noite de quinta-feira, Ivonete e os quatro filhos foram ao aniversário de 16 anos de um adolescente amigo da família, numa casa do mesmo bairro. O plano para assustar o pai teria surgido durante a festa, que reunia poucos amigos do aniversariante.

Ao fecharem o plano, a filha saiu da festa por alguns minutos, e quando voltou, segundo a versão da polícia, já estava acompanhada do casal contratado para o trabalho. A polícia ainda não tem informações sobre o casal que teria matado José Carlos, e não sabe se alguma quantia teria sido paga para a concretização do crime.

Eram 20h30 quando Ivonete, a filha e o casal saíram da festa. Eles teriam ido para casa, onde José Carlos estava. Foram de carro e quando chegaram, Ivonete ficou esperando do lado de fora enquanto os três entraram. A filha mostrou ao casal onde o pai estaria dormindo, segundo a polícia. Aí saíram e voltaram para a festa, onde ficaram pelo menos até a 0h30. A polícia acredita que o casal tenha recebido a chave do portão da casa. Enquanto mãe e filha continuaram no aniversário, o pai era assassinado pelo casal.

Quando os outros filhos voltaram para casa, descobriram que José Carlos tinha sido morto. Estava deitado na cama, em seu quarto. A polícia foi chamada, e investigadores do setor de Homicídios passaram a averiguar o caso. Após ouvir algumas testemunhas e interrogar mãe e filha, suspeitaram das duas e elas foram levadas ao 4º DP de Santo André. Lá, a mãe recebeu voz de prisão, e a filha, menor, foi detida.

O crime chocou a vizinhança. Uma amiga da família disse não acreditar no ocorrido, e descreve Ivonete como uma mãe dedicada e uma trabalhadora honesta. "Ninguém aqui no bairro acredita que isso possa ter acontecido. Não com a Ivonete." Entretanto, ela diz que a acusada era reservada quando o assunto era o marido. Não soube dizer se Ivonete era agredida por José Carlos. Eles seriam casados há pelo menos 20 anos.

Essa vizinha diz que não conversava muito com a vítima. "Hoje começaram a falar mal dele, que ele era um encrenqueiro, que vivia bebendo. Mas nunca vi isso." Sobre a filha envolvida no assassinato, a amiga também a descreve como uma boa menina. "Eu até acredito que ela possa ter pedido para alguém 'dar um susto' no pai, afinal ela é adolescente. Mas não acredito que ela tenha mandado matá-lo. Ela ajudava muito a mãe", diz a amiga.

Ivonete foi transferida para a Cadeia Pública Feminina de São Bernardo sexta à tarde. Já a adolescente ficou no 1º DP de Santo André, com cela reservada para menores infratoras. O velório de José Carlos deve acontecer neste sábado, no Cemitério do Curuçá, em Santo André.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;