Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Austríaca ganha ouro no triatlo na última curva; brasileira é 37ª


Do Diário OnLine
Com Agências

25/08/2004 | 08:54


Brasileira comemora na chegada do triatlo Foto: AFP A austríaca Kate Allen venceu nesta quarta-feira a prova do triatlo com uma chegada emocionante. Após mais de duas horas de competição, ela apressou o ritmo de sua corrida na última curva da prova e ultrapassou a australiana Loretta Harrop, líder desde o início da disputa.

Kate terminou os 1,5km de natação, 40km de bicicleta e 10km de corrida em 2h04min45s. O bronze ficou com a americana Susan Williams. A única brasileira a completar a prova foi Mariana Ohata, na 37ª colocação (2h16min52s). Sandra Soldan e Carla Moreno desistiram da disputa.

Sandra completou a prova da natação, mas em uma subida no ciclismo ela não teve forças e quase desmaiou. O médico da delegação brasileira, João Machado Neto, informou que ela abandonou a prova por causa de uma lesão muscular no glúteo. Ela será submetida a uma ressonância magnética e uma ultra-sonografia para determinar a gravidade da contusão.

Chorando, Sandra lamentou não ter completado a prova. "Se desse para pedalar com a cabeça, eu pedalaria. Seria impossível continuar sem um músculo glúteo. Eu estava preparada, mas não há como prever uma coisa dessas", disse em entrevista ao COB (Comitê Olímpico Brasileiro).

Carla Moreno também desistiu durante a disputa do ciclismo. Ela admitiu que estava cansada demais para prosseguir. "Não tinha mais perna para fazer outra subida. Em oito anos de triatlo, foi o percurso mais difícil que já fiz."

Superação - Mariana Ohata disse que também sentiu os efeitos do forte calor em Atenas. "Mas queria muito completar a prova, o que não consegui fazer em Sydney-2000". Na Austrália, ela sofreu uma queda da bicicleta e teve de ser hospitalizada. "Pelo menos consegui levar a bandeira do Brasil até o fim. Agora é torcer pelos meninos."

O triatlo masculino será disputado na quinta, com a participação dos brasileiros Juraci Moreira, Leandro Macedo e Paulo Miyasiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Austríaca ganha ouro no triatlo na última curva; brasileira é 37ª

Do Diário OnLine
Com Agências

25/08/2004 | 08:54


Brasileira comemora na chegada do triatlo Foto: AFP A austríaca Kate Allen venceu nesta quarta-feira a prova do triatlo com uma chegada emocionante. Após mais de duas horas de competição, ela apressou o ritmo de sua corrida na última curva da prova e ultrapassou a australiana Loretta Harrop, líder desde o início da disputa.

Kate terminou os 1,5km de natação, 40km de bicicleta e 10km de corrida em 2h04min45s. O bronze ficou com a americana Susan Williams. A única brasileira a completar a prova foi Mariana Ohata, na 37ª colocação (2h16min52s). Sandra Soldan e Carla Moreno desistiram da disputa.

Sandra completou a prova da natação, mas em uma subida no ciclismo ela não teve forças e quase desmaiou. O médico da delegação brasileira, João Machado Neto, informou que ela abandonou a prova por causa de uma lesão muscular no glúteo. Ela será submetida a uma ressonância magnética e uma ultra-sonografia para determinar a gravidade da contusão.

Chorando, Sandra lamentou não ter completado a prova. "Se desse para pedalar com a cabeça, eu pedalaria. Seria impossível continuar sem um músculo glúteo. Eu estava preparada, mas não há como prever uma coisa dessas", disse em entrevista ao COB (Comitê Olímpico Brasileiro).

Carla Moreno também desistiu durante a disputa do ciclismo. Ela admitiu que estava cansada demais para prosseguir. "Não tinha mais perna para fazer outra subida. Em oito anos de triatlo, foi o percurso mais difícil que já fiz."

Superação - Mariana Ohata disse que também sentiu os efeitos do forte calor em Atenas. "Mas queria muito completar a prova, o que não consegui fazer em Sydney-2000". Na Austrália, ela sofreu uma queda da bicicleta e teve de ser hospitalizada. "Pelo menos consegui levar a bandeira do Brasil até o fim. Agora é torcer pelos meninos."

O triatlo masculino será disputado na quinta, com a participação dos brasileiros Juraci Moreira, Leandro Macedo e Paulo Miyasiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;