Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Magos do som
continuam indispensáveis

Andréa Iseki/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Produtores musicais e técnicos de gravação são
as figuras-chave para o bom resultado da música


Vinícius Castelli

10/02/2014 | 07:00


 Muitas vezes as pessoas que escutam discos sequer sabem da correria e do cuidado de quem fica ‘por trás dos panos’, cuidando para que tudo dê certo. Mesmo com toda tecnologia e equipamentos que há hoje nos estúdios, nada se resolve com apenas alguns cliques no computador. 

 É aí que entram em ação as pessoas que operam com ouvidos atentos e mãos sobre os vários botões da mesa de som. São os ainda indispensáveis produtores musicais e técnicos de gravação.

 No Grande ABC, celeiro de bandas independentes de diversos gêneros, alguns estúdios têm essa responsabilidade. Para que o resultado seja positivo, é necessário dedicar horas de empenho, entender a sonoridade do grupo, saber de suas influências e se há uma proposta comercial para aquela produção.

 Adriano Mariano Lima, 36 anos, é um desses profissionais. Envolvido na área desde os 13, ele é o responsável pelo andreense AML3 Produções Artísticas. Multi-instrumentista, técnico de gravação e produtor musical, ele conta que a rotina não é fácil. 

 Além dos músicos que usam o espaço para ensaiar, Lima divide seu tempo cuidando da administração do local, gravações, masterizações e mixagens. 

 “Costumo fazer pausas de uma hora entre cada trabalho para que os ouvidos e a cabeça descansem. Não é prudente ficar o dia todo em frente aos monitores de áudio, isso implicaria diretamente na qualidade”, afirma.
 Em São Caetano, Danilo Pozzani, 30 anos, cuida de toda a parafernália do Acustica Studios. Preparado para ensaios, gravações, masterizações e mixagens, o local também é ponto de encontro de diversos músicos e tem horário disputado.

Produtor fonográfico formado pela Universidade Anhembi Morumbi, Pozzani diz que tocar algum instrumento é quase imprescindível neste ramo. “O profissional dificilmente fará um bom trabalho sem este conhecimento. Em uma produção auxiliamos o músico ou banda a extrair o máximo em execução, interpretação e afinação, além de melhorarmos muitas vezes os arranjos na música”, conta.

Da mesma forma que eles se deparam com álbuns extremamente maduros e prontos para serem registrados, é claro que algumas vezes surge a situação em que o músico ou o grupo não está pronto ainda para gravar um disco com qualidade. Aí, com o jeito certo de falar e propriedade no assunto, os profissionais conduzem o trabalho para o caminho correto. Tanto que, para ambos, o prazer está em ver a satisfação dos músicos quando o material está pronto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Magos do som
continuam indispensáveis

Produtores musicais e técnicos de gravação são
as figuras-chave para o bom resultado da música

Vinícius Castelli

10/02/2014 | 07:00


 Muitas vezes as pessoas que escutam discos sequer sabem da correria e do cuidado de quem fica ‘por trás dos panos’, cuidando para que tudo dê certo. Mesmo com toda tecnologia e equipamentos que há hoje nos estúdios, nada se resolve com apenas alguns cliques no computador. 

 É aí que entram em ação as pessoas que operam com ouvidos atentos e mãos sobre os vários botões da mesa de som. São os ainda indispensáveis produtores musicais e técnicos de gravação.

 No Grande ABC, celeiro de bandas independentes de diversos gêneros, alguns estúdios têm essa responsabilidade. Para que o resultado seja positivo, é necessário dedicar horas de empenho, entender a sonoridade do grupo, saber de suas influências e se há uma proposta comercial para aquela produção.

 Adriano Mariano Lima, 36 anos, é um desses profissionais. Envolvido na área desde os 13, ele é o responsável pelo andreense AML3 Produções Artísticas. Multi-instrumentista, técnico de gravação e produtor musical, ele conta que a rotina não é fácil. 

 Além dos músicos que usam o espaço para ensaiar, Lima divide seu tempo cuidando da administração do local, gravações, masterizações e mixagens. 

 “Costumo fazer pausas de uma hora entre cada trabalho para que os ouvidos e a cabeça descansem. Não é prudente ficar o dia todo em frente aos monitores de áudio, isso implicaria diretamente na qualidade”, afirma.
 Em São Caetano, Danilo Pozzani, 30 anos, cuida de toda a parafernália do Acustica Studios. Preparado para ensaios, gravações, masterizações e mixagens, o local também é ponto de encontro de diversos músicos e tem horário disputado.

Produtor fonográfico formado pela Universidade Anhembi Morumbi, Pozzani diz que tocar algum instrumento é quase imprescindível neste ramo. “O profissional dificilmente fará um bom trabalho sem este conhecimento. Em uma produção auxiliamos o músico ou banda a extrair o máximo em execução, interpretação e afinação, além de melhorarmos muitas vezes os arranjos na música”, conta.

Da mesma forma que eles se deparam com álbuns extremamente maduros e prontos para serem registrados, é claro que algumas vezes surge a situação em que o músico ou o grupo não está pronto ainda para gravar um disco com qualidade. Aí, com o jeito certo de falar e propriedade no assunto, os profissionais conduzem o trabalho para o caminho correto. Tanto que, para ambos, o prazer está em ver a satisfação dos músicos quando o material está pronto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;