Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O retorno de Dicá ao Pacaembu

Ele jogou na Ponte Preta, no Santos de Pelé e na Portuguesa. Vivenciou e participou da época áurea do futebol paulista, décadas de 1960, 1970, 1980. Tornou-se mestre e amanhã será uma das atrações da 118ª reunião do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

31/01/2020 | 00:03


“Dicá, hoje, seria titular da Seleção Brasileira.”

Professor Alexandre Andolpho, coordenador do Memofut, numa troca de e-mails com Memória.

Além de Dicá, o Memofut terá outras presenças igualmente importantes do futebol nacional.

O designer Marc Luhan focalizará os diversos jogadores de futebol que entrevistou, entre os quais Oberdan Cattani, o valoroso goleiro do Palmeiras. Marc Luhan registrou as mãos célebres de Oberdan.

Claudio Aragão, autor do livro Tabelou, Driblou Dois Zagueiros: Futebol em Prosa e Verso (Rio de Janeiro: livrosdefutebol.com, 2019). Claudio é criador da coleção Futebol Encantado. Seu livro poderá ser adquirido por R$ 25.

O mestre

Texto: Alexandre Andolpho

Bate-papo com Dicá, jogador de Ponte Preta, Stephan Campineiro e André Pécora, autores de Mestre Dicá (Campinas: Edição do Autor, 2016) – que reúne livro e documentário em DVD e estará à venda no local por R$ 50. 

O livro resgata a infância de Dicá em Campinas, o início de carreira na Ponte Preta, a passagem no Santos (quando atuou ao lado de Pelé), o amadurecimento na Portuguesa e a consagração no retorno ao clube de Campinas. 

O documentário resgata imagens históricas da carreira de Dicá e apresenta a visão de grandes ídolos do futebol brasileiro sobre o jogador, como Rivellino, Gérson, Carlos Alberto Torres, Zico e Júnior.

118ª Reunião do Memofut

Quando: amanhã, sábado, dia 1º

Horário: das 8h30 às 13h

Local: Auditório Armando Nogueira do Museu do Futebol (Estádio do Pacaembu, Praça Charles Miller, s/nº).

Acesso livre para quem curte futebol e sua história

O São Paulo FC é de 1930. E ponto final...

Domingos Antonio D’Angelo Junior e o filho, Marcello Antonio D’Angelo, lançaram, terça-feira, o livro A Data de Fundação do São Paulo Futebol Clube (Editora DBA – 47 páginas). O prefácio é do jurista Ives Gandra Martins.

A obra tem como objetivo esclarecer definitivamente a polêmica sobre a data de fundação do São Paulo Futebol Clube, que é 25 de janeiro de 1930, reconhecendo o valor dos 15 importantes são-paulinos que reorganizaram o clube em 1935.

Um livro para ser lido pelos são-paulinos, claro, mas também pelos esportistas em geral.

Domingos é fundador do Memofut, um dos mais ativos participantes das reuniões mensais da entidade e também interessadíssimo na realização do 15º Congresso de História do Grande ABC.

Diário há 30 anos

Quarta-feira, 31 de janeiro de 1990 – Ano 32, edição 7290

Manchete – Collor (presidente eleito) quer mais acordos com a URSS

Comércio – Um projeto ambicioso: a construção de um shopping center na Avenida dos Estados, em Santo André, com 120 mil metros quadrados e estacionamento para 5.700 veículos. A obra terá um único piso. O grupo responsável mantém seu nome sob reserva.

Carnaval 90 – Santo André quer reunir 150 mil foliões no desfile da Avenida Apiaí.

Unidos de Silvia Maria, tetracampeão mauaense, vai sair com o enredo Egito, História Mundial no Ocidente.

Nota – E que vergonha, senhores gestores do Grande ABC! 

Retrocesso. Trinta anos depois, enquanto São Paulo suplanta o Carnaval carioca, o Grande ABC silencia e nossas escolas e blocos se restringirão a apresentações individuais, neste ou naquele bairro. 

Em 31 de janeiro de...

1920 – A greve no Estadão. Deixa de circular o número 3 da revista São Paulo Ilustrado, que era impressa nas oficinas de <CF160>O Estado de S. Paulo</CF>. Motivo: a greve dos linotipistas da seção de obras.</CW>

Carnaval 1920. Mappin Stores. Fantasias. Figurinos. Coleção de cores em setinetas e sedas lisas. Filós.

Nota – Setinetas? Filós? Termos comuns 100 anos atrás. As tais setinetas podiam ser de uma só cor e de flores para vestidos e também para luto...

Santos do Dia

MARCELA. Padroeira das Criadas

JOÃO BOSCO (Itália, 1815-1888). Fundador das Ordens dos Padres Salesianos e das irmãs Filhas de Maria Auxiliadoras salesianos. Patrono do cinema, das escolas de artes e ofícios e dos prestidigitadores



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O retorno de Dicá ao Pacaembu

Ele jogou na Ponte Preta, no Santos de Pelé e na Portuguesa. Vivenciou e participou da época áurea do futebol paulista, décadas de 1960, 1970, 1980. Tornou-se mestre e amanhã será uma das atrações da 118ª reunião do Memofut (Grupo Literatura e Memória do Futebol)

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

31/01/2020 | 00:03


“Dicá, hoje, seria titular da Seleção Brasileira.”

Professor Alexandre Andolpho, coordenador do Memofut, numa troca de e-mails com Memória.

Além de Dicá, o Memofut terá outras presenças igualmente importantes do futebol nacional.

O designer Marc Luhan focalizará os diversos jogadores de futebol que entrevistou, entre os quais Oberdan Cattani, o valoroso goleiro do Palmeiras. Marc Luhan registrou as mãos célebres de Oberdan.

Claudio Aragão, autor do livro Tabelou, Driblou Dois Zagueiros: Futebol em Prosa e Verso (Rio de Janeiro: livrosdefutebol.com, 2019). Claudio é criador da coleção Futebol Encantado. Seu livro poderá ser adquirido por R$ 25.

O mestre

Texto: Alexandre Andolpho

Bate-papo com Dicá, jogador de Ponte Preta, Stephan Campineiro e André Pécora, autores de Mestre Dicá (Campinas: Edição do Autor, 2016) – que reúne livro e documentário em DVD e estará à venda no local por R$ 50. 

O livro resgata a infância de Dicá em Campinas, o início de carreira na Ponte Preta, a passagem no Santos (quando atuou ao lado de Pelé), o amadurecimento na Portuguesa e a consagração no retorno ao clube de Campinas. 

O documentário resgata imagens históricas da carreira de Dicá e apresenta a visão de grandes ídolos do futebol brasileiro sobre o jogador, como Rivellino, Gérson, Carlos Alberto Torres, Zico e Júnior.

118ª Reunião do Memofut

Quando: amanhã, sábado, dia 1º

Horário: das 8h30 às 13h

Local: Auditório Armando Nogueira do Museu do Futebol (Estádio do Pacaembu, Praça Charles Miller, s/nº).

Acesso livre para quem curte futebol e sua história

O São Paulo FC é de 1930. E ponto final...

Domingos Antonio D’Angelo Junior e o filho, Marcello Antonio D’Angelo, lançaram, terça-feira, o livro A Data de Fundação do São Paulo Futebol Clube (Editora DBA – 47 páginas). O prefácio é do jurista Ives Gandra Martins.

A obra tem como objetivo esclarecer definitivamente a polêmica sobre a data de fundação do São Paulo Futebol Clube, que é 25 de janeiro de 1930, reconhecendo o valor dos 15 importantes são-paulinos que reorganizaram o clube em 1935.

Um livro para ser lido pelos são-paulinos, claro, mas também pelos esportistas em geral.

Domingos é fundador do Memofut, um dos mais ativos participantes das reuniões mensais da entidade e também interessadíssimo na realização do 15º Congresso de História do Grande ABC.

Diário há 30 anos

Quarta-feira, 31 de janeiro de 1990 – Ano 32, edição 7290

Manchete – Collor (presidente eleito) quer mais acordos com a URSS

Comércio – Um projeto ambicioso: a construção de um shopping center na Avenida dos Estados, em Santo André, com 120 mil metros quadrados e estacionamento para 5.700 veículos. A obra terá um único piso. O grupo responsável mantém seu nome sob reserva.

Carnaval 90 – Santo André quer reunir 150 mil foliões no desfile da Avenida Apiaí.

Unidos de Silvia Maria, tetracampeão mauaense, vai sair com o enredo Egito, História Mundial no Ocidente.

Nota – E que vergonha, senhores gestores do Grande ABC! 

Retrocesso. Trinta anos depois, enquanto São Paulo suplanta o Carnaval carioca, o Grande ABC silencia e nossas escolas e blocos se restringirão a apresentações individuais, neste ou naquele bairro. 

Em 31 de janeiro de...

1920 – A greve no Estadão. Deixa de circular o número 3 da revista São Paulo Ilustrado, que era impressa nas oficinas de <CF160>O Estado de S. Paulo</CF>. Motivo: a greve dos linotipistas da seção de obras.</CW>

Carnaval 1920. Mappin Stores. Fantasias. Figurinos. Coleção de cores em setinetas e sedas lisas. Filós.

Nota – Setinetas? Filós? Termos comuns 100 anos atrás. As tais setinetas podiam ser de uma só cor e de flores para vestidos e também para luto...

Santos do Dia

MARCELA. Padroeira das Criadas

JOÃO BOSCO (Itália, 1815-1888). Fundador das Ordens dos Padres Salesianos e das irmãs Filhas de Maria Auxiliadoras salesianos. Patrono do cinema, das escolas de artes e ofícios e dos prestidigitadores

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;