Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Prato indigesto para Luiz Marinho

Nesta semana, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), chamou os presidentes dos partidos que o apoiaram na eleição de 2012 para um almoço


Do Diário do Grande ABC

27/06/2015 | 07:00


Nesta semana, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), chamou os presidentes dos partidos que o apoiaram na eleição de 2012 para um almoço. Estava ao lado do secretário de Serviços Urbanos e provável prefeiturável do PT em 2016, Tarcisio Secoli, do deputado estadual Teonílio Barba, defensor da indicação de Tarcisio, e do secretário de Governo, José Albino (PT). Os dirigentes, ao chegarem no local marcado, esperavam que Marinho iria fazer o tão esperado anúncio que Tarcisio seria mesmo o representante do governo nas urnas no ano que vem. Mas não. Marinho ficou por meia hora falando de ações do Paço. Dando justificativas de obras atrasadas e o que mais há por fazer. E nada falou de eleição. Depois da explanação, o petista abriu fala aos presidentes das siglas, para que cada um fizesse sua consideração. Ninguém se colocou à disposição. Nem mesmo seu irmão, Brás Marinho, presidente do PT local. O clima de constrangimento tocou conta do restaurante, porém foi recado claro ao prefeito: os nomes que o acompanhavam, principalmente Zé Albino, não deveriam estar lá. Albino entrou em rota de colisão com o bloco de aliados e sua postura como secretário tem irritado vereadores durante as sessões. Albino deve sair da Pasta de Governo em breve, dando espaço às articulações políticas de Tarcisio, no entanto, deve continuar integrando o núcleo eleitoral do Paço. Para causar ainda indigestão na base governista.

Postura
Os vereadores de Santo André Toninho de Jesus e Bahia, ambos do DEM, foram à tribuna para atacar jornalista do Diário. Reclamaram que esta coluna publicou na quinta-feira que ambos foram cobrados pelo secretário de Governo, Arlindo José de Lima (PT), sobre postura na Câmara. Horas depois da publicação, os dois voltaram a se reunir com Arlindo. Desta vez, com sorrisos e abraços. E sem nenhuma crítica à gestão Carlos Grana (PT).

Visita surpresa
Chamou atenção anteontem, no evento de inauguração do diretório do DEM de Santo André, a presença do secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra (PSD). Indagado, o pessedista disse que estava lá apenas para “dar um abraço fraterno nos amigos Fábio Picarelli e Rodrigo Garcia (presidente estadual do DEM)”. Paulinho é sondado pelo PSDB, tradicional parceiro do DEM, para se lançar a prefeito em 2016.

Na conta
Deve sobrar para o vereador Roberto Palhinha (PTdoB) a demissão de Renata Marques Fernandes, aliada do ex-secretário e presidente do PTdoB de São Bernardo, Evandro de Lima. O dirigente já avisou Palhinha que ele terá de abrir mão de cargo de destaque no gabinete para alocar Renata, determinação que não foi bem digerida pelo parlamentar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prato indigesto para Luiz Marinho

Nesta semana, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), chamou os presidentes dos partidos que o apoiaram na eleição de 2012 para um almoço

Do Diário do Grande ABC

27/06/2015 | 07:00


Nesta semana, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), chamou os presidentes dos partidos que o apoiaram na eleição de 2012 para um almoço. Estava ao lado do secretário de Serviços Urbanos e provável prefeiturável do PT em 2016, Tarcisio Secoli, do deputado estadual Teonílio Barba, defensor da indicação de Tarcisio, e do secretário de Governo, José Albino (PT). Os dirigentes, ao chegarem no local marcado, esperavam que Marinho iria fazer o tão esperado anúncio que Tarcisio seria mesmo o representante do governo nas urnas no ano que vem. Mas não. Marinho ficou por meia hora falando de ações do Paço. Dando justificativas de obras atrasadas e o que mais há por fazer. E nada falou de eleição. Depois da explanação, o petista abriu fala aos presidentes das siglas, para que cada um fizesse sua consideração. Ninguém se colocou à disposição. Nem mesmo seu irmão, Brás Marinho, presidente do PT local. O clima de constrangimento tocou conta do restaurante, porém foi recado claro ao prefeito: os nomes que o acompanhavam, principalmente Zé Albino, não deveriam estar lá. Albino entrou em rota de colisão com o bloco de aliados e sua postura como secretário tem irritado vereadores durante as sessões. Albino deve sair da Pasta de Governo em breve, dando espaço às articulações políticas de Tarcisio, no entanto, deve continuar integrando o núcleo eleitoral do Paço. Para causar ainda indigestão na base governista.

Postura
Os vereadores de Santo André Toninho de Jesus e Bahia, ambos do DEM, foram à tribuna para atacar jornalista do Diário. Reclamaram que esta coluna publicou na quinta-feira que ambos foram cobrados pelo secretário de Governo, Arlindo José de Lima (PT), sobre postura na Câmara. Horas depois da publicação, os dois voltaram a se reunir com Arlindo. Desta vez, com sorrisos e abraços. E sem nenhuma crítica à gestão Carlos Grana (PT).

Visita surpresa
Chamou atenção anteontem, no evento de inauguração do diretório do DEM de Santo André, a presença do secretário de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra (PSD). Indagado, o pessedista disse que estava lá apenas para “dar um abraço fraterno nos amigos Fábio Picarelli e Rodrigo Garcia (presidente estadual do DEM)”. Paulinho é sondado pelo PSDB, tradicional parceiro do DEM, para se lançar a prefeito em 2016.

Na conta
Deve sobrar para o vereador Roberto Palhinha (PTdoB) a demissão de Renata Marques Fernandes, aliada do ex-secretário e presidente do PTdoB de São Bernardo, Evandro de Lima. O dirigente já avisou Palhinha que ele terá de abrir mão de cargo de destaque no gabinete para alocar Renata, determinação que não foi bem digerida pelo parlamentar. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;