Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho bate-boca com morador em ato oficial

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fato ocorreu em agenda do prefeito de S.Bernardo no Jd.do Lago; aposentado acusa constrangimento


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

20/11/2015 | 07:00


O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), foi acusado de constranger e coagir o aposentado Osvaldo Teixeira Barbosa, 62 anos, conhecido como Osvaldinho do Jardim Detroit, durante ato oficial no Jardim do Lago, realizado na semana passada. O aposentado, que é ligado ao deputado estadual e rival político de Marinho Orlando Morando (PSDB), gravou a discussão com o chefe do Executivo, registrado na Emeb Maria Rosa Barbosa.

A gravação mostra Marinho interrompendo o discurso em que defendia ações realizadas na região e município para abordar sobre pessoas que estariam “mentindo a seu respeito”. “Estamos realizando muitas coisas importantes para a cidade e isso incomoda muita gente. Tem uns, inclusive, que estão mentindo por aí, que estou deixando obras paradas, endividando o município. Muita mentira, né, Osvaldinho? Tome tento, para de mentir, toma vergonha na cara”, inflamou o prefeito, que teve o apoio de aproximadamente 30 pessoas entre comissionados e apoiadores. Entre eles, o secretário de Serviços Urbanos, Tarcisio Secoli (PT), escolhido por Marinho para concorrer à disputa eleitoral no ano que vem.

“Não fiz qualquer gesto que possa ter atrapalhado sua apresentação. O que o prefeito fez foi uma covardia, principalmente por não abrir direito de resposta. Constrangimento total, porque estava com o microfone e com o apoio dos que trabalham com ele”, contou o aposentado, que pensa em registrar ocorrência contra Marinho.

Osvaldinho é líder comunitário e morador da cidade há 48 anos. É filiado ao PHS, que já anunciou aliança ao projeto de candidatura de Morando. Na eleição passada, o aposentado concorreu a cadeira na Câmara pelo PSC, angariou 1.808 votos, o que foi insuficiente para sua eleição.

“Independentemente da escolha política ele é o prefeito. Estava respaldado de muita gente. Não fez um debate, agiu com autoritarismo. No mínimo se espera por respeito e educação em divergências”, adicionou.

A gravação expõe Marinho repetindo por pelo menos três vezes acusações de mentira e em todas citando nominalmente Osvaldinho.

A fala em defesa do endividamento da cidade refere-se à reportagem do Diário do dia 25, que mostra deficit de R$ 1,2 bilhão já contabilizado pelo governo Marinho no exercício deste ano.

Indagado sobre o episódio, o prefeito petista repetiu postura de confronto ao aposentado do Jardim do Lago. “Não tem constrangimento em mentir pela cidade, mas tem ao ser cobrado. É isso que acontece. Não é simples morador. Foi candidato e está ligado a político rival”, rebateu o petista. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinho bate-boca com morador em ato oficial

Fato ocorreu em agenda do prefeito de S.Bernardo no Jd.do Lago; aposentado acusa constrangimento

Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

20/11/2015 | 07:00


O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), foi acusado de constranger e coagir o aposentado Osvaldo Teixeira Barbosa, 62 anos, conhecido como Osvaldinho do Jardim Detroit, durante ato oficial no Jardim do Lago, realizado na semana passada. O aposentado, que é ligado ao deputado estadual e rival político de Marinho Orlando Morando (PSDB), gravou a discussão com o chefe do Executivo, registrado na Emeb Maria Rosa Barbosa.

A gravação mostra Marinho interrompendo o discurso em que defendia ações realizadas na região e município para abordar sobre pessoas que estariam “mentindo a seu respeito”. “Estamos realizando muitas coisas importantes para a cidade e isso incomoda muita gente. Tem uns, inclusive, que estão mentindo por aí, que estou deixando obras paradas, endividando o município. Muita mentira, né, Osvaldinho? Tome tento, para de mentir, toma vergonha na cara”, inflamou o prefeito, que teve o apoio de aproximadamente 30 pessoas entre comissionados e apoiadores. Entre eles, o secretário de Serviços Urbanos, Tarcisio Secoli (PT), escolhido por Marinho para concorrer à disputa eleitoral no ano que vem.

“Não fiz qualquer gesto que possa ter atrapalhado sua apresentação. O que o prefeito fez foi uma covardia, principalmente por não abrir direito de resposta. Constrangimento total, porque estava com o microfone e com o apoio dos que trabalham com ele”, contou o aposentado, que pensa em registrar ocorrência contra Marinho.

Osvaldinho é líder comunitário e morador da cidade há 48 anos. É filiado ao PHS, que já anunciou aliança ao projeto de candidatura de Morando. Na eleição passada, o aposentado concorreu a cadeira na Câmara pelo PSC, angariou 1.808 votos, o que foi insuficiente para sua eleição.

“Independentemente da escolha política ele é o prefeito. Estava respaldado de muita gente. Não fez um debate, agiu com autoritarismo. No mínimo se espera por respeito e educação em divergências”, adicionou.

A gravação expõe Marinho repetindo por pelo menos três vezes acusações de mentira e em todas citando nominalmente Osvaldinho.

A fala em defesa do endividamento da cidade refere-se à reportagem do Diário do dia 25, que mostra deficit de R$ 1,2 bilhão já contabilizado pelo governo Marinho no exercício deste ano.

Indagado sobre o episódio, o prefeito petista repetiu postura de confronto ao aposentado do Jardim do Lago. “Não tem constrangimento em mentir pela cidade, mas tem ao ser cobrado. É isso que acontece. Não é simples morador. Foi candidato e está ligado a político rival”, rebateu o petista. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;