Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Campos Machado acredita que Marlene surpreenderá na disputa ao Senado

Marina Brandão/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente estadual do PTB destaca que candidata petebista não tem rejeição e é representante da defesa dos direitos das mulheres


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

19/07/2014 | 07:02


Presidente paulista do PTB, o deputado estadual Campos Machado considera o cenário eleitoral da disputa pela vaga de São Paulo no Senado favorável à sua sigla. O petebista acredita que a candidatura de Marlene Campos Machado (PTB) poderá surpreender os dois principais nomes no pleito e velhos conhecidos do eleitorado: o senador Eduardo Suplicy (PT) e o ex-governador José Serra (PSDB).

“Não sou profeta, mas me atrevo a profetizar. Essa eleição para o Senado não está nada definido. Imagina-se que a candidatura da Marlene Campos Machado poderia ser só ponta de lança para eleições futuras, mas hoje já começo pensar que pode ser diferente. É por isso que estou acelerando o trabalho dela, que é independente ao meu”, avalia.

Para o petebista, as manifestações de junho e julho do ano passado indicaram que a população está preocupada em defender direitos femininos e busca nomes novos para guiar os rumos da política nacional. Por conta disso, Campos Machado aposta que Marlene será surpresa nos indicadores de intenções de voto. Pesquisa divulgada na quinta-feira pelo Datafolha mostra Serra com 34% da preferência e Suplicy com 29%. “Marlene aparece com 2% nas pesquisas sem nenhuma publicidade”, comenta o deputado, destacando rejeição dos adversários.

Apesar de não figurar na coligação que defende a reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB), o petebista garante que estará ao lado do tucano. Campos Machado também adianta que correligionários do Grande ABC vão atuar na eleição.

RECADOS
Destacando o princípio de lealdade como forte do PTB, Campos Machado faz cobranças a petebistas da região. O mandatário paulista reclama da falta de declarações de apoio do diretório de Rio Grande da Serra, onde a sigla é representada pela vice-prefeita Marilza de Oliveira e pelo vereador João Mineiro. “Não vamos tolerar omissão. Se estiverem descontentes podem deixar o partido, mas deixarão os mandatos.”

O deputado também reclamou da postura do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), que não tem contribuído com a candidatura de sua vice à Câmara Federal, a petebista Silvana Guarnieri. “Até agora o prefeito não apresentou lealdade a sua vice. Qualquer agressão a Silvana é uma agressão a mim. Ela não está sozinha.”

O cacique também alerta petebistas descontentes com apoio dado pela sigla a Alckmin e Aécio Neves, presidenciável do PSDB. “A porta estará aberta. Se não saírem porque querem, alguém vai empurrá-los.”



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;