Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Pedetistas se calam sobre expulsão

Mas, Cosmo do Gás e Sargento Lobo agem nos bastidores para reverter situação


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

13/04/2013 | 07:03


Os vereadores do PDT de Santo André, Cosmo do Gás e Sargento Lobo, se calaram ontem frente ao pedido de expulsão de ambos formulado pela executiva municipal do partido, que será protocolado pelo presidente Adonis Bernardes segunda-feira no diretório estadual. Os pedetistas evitaram entrar em polêmica, justificando desconhecimento da postura adotada pelo mandatário. A direção força a saída da dupla sob a argumentação de que há desrespeito à instância local.

Cosmo disse que prefere não comentar por não existir, até agora, nada oficial quanto ao protocolo em São Paulo. "Por enquanto, não vou falar. Vejo que não é o momento até porque sequer conversei com a executiva." Demonstrando orientação jurídica, Lobo acompanhou a mesma linha do colega de Câmara e se esquivou de comentar o assunto. "Não tenho conhecimento se há um pedido formal. Estou fora (de Santo André)."

Os parlamentares contrataram advogado renomado para formatar a defesa, prevendo que, no máximo, o diretório conseguiria a expulsão dos dois da legenda, porém, sem sucesso na retirada dos respectivos mandatos. Eles relatam, nos bastidores, compromisso com o estatuto do PDT e que a postura isolada na Casa não pode ser atrelada à infidelidade partidária. Com isso, estão confiantes na manutenção do cargo e já são assediados por outras agremiações.

O prefeito Carlos Grana (PT) teve encontro ontem, por acaso, com a dupla. Ele se prontificou a ajudá-los para que o documento não seja protocolado de modo oficial, oferecendo "conversa" com o coordenador regional do PDT, Cícero Martinha, padrinho de casamento do petista, para amenizar o clima hostil, sem a presença de Adonis.

No documento em elaboração, Adonis critica o posicionamento independente no Legislativo de Cosmo e Lobo, contrariando a determinação partidária de apoio ao governo. Interlocutores do Paço manifestam insatisfação com o PDT, que hoje já possui o comando da Secretaria de Cultura e terá futuramente, após a reforma administrativa, a chefia da Pasta de Trabalho e Renda.

Por outro lado, a dupla já declarou que não aceitaria "cabresto" e que seguiria linha alternativa na Casa. O primeiro estremecimento da cúpula com os parlamentares se deu na eleição da presidência da Câmara, no dia 1º de janeiro, quando Cosmo e Lobo votaram em Donizeti Pereira (PV), candidato oposto ao indicado pelo PT.

A gota d'água para a decisão da executiva foi a assinatura de ambos no requerimento para instauração da CPI da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pedetistas se calam sobre expulsão

Mas, Cosmo do Gás e Sargento Lobo agem nos bastidores para reverter situação

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

13/04/2013 | 07:03


Os vereadores do PDT de Santo André, Cosmo do Gás e Sargento Lobo, se calaram ontem frente ao pedido de expulsão de ambos formulado pela executiva municipal do partido, que será protocolado pelo presidente Adonis Bernardes segunda-feira no diretório estadual. Os pedetistas evitaram entrar em polêmica, justificando desconhecimento da postura adotada pelo mandatário. A direção força a saída da dupla sob a argumentação de que há desrespeito à instância local.

Cosmo disse que prefere não comentar por não existir, até agora, nada oficial quanto ao protocolo em São Paulo. "Por enquanto, não vou falar. Vejo que não é o momento até porque sequer conversei com a executiva." Demonstrando orientação jurídica, Lobo acompanhou a mesma linha do colega de Câmara e se esquivou de comentar o assunto. "Não tenho conhecimento se há um pedido formal. Estou fora (de Santo André)."

Os parlamentares contrataram advogado renomado para formatar a defesa, prevendo que, no máximo, o diretório conseguiria a expulsão dos dois da legenda, porém, sem sucesso na retirada dos respectivos mandatos. Eles relatam, nos bastidores, compromisso com o estatuto do PDT e que a postura isolada na Casa não pode ser atrelada à infidelidade partidária. Com isso, estão confiantes na manutenção do cargo e já são assediados por outras agremiações.

O prefeito Carlos Grana (PT) teve encontro ontem, por acaso, com a dupla. Ele se prontificou a ajudá-los para que o documento não seja protocolado de modo oficial, oferecendo "conversa" com o coordenador regional do PDT, Cícero Martinha, padrinho de casamento do petista, para amenizar o clima hostil, sem a presença de Adonis.

No documento em elaboração, Adonis critica o posicionamento independente no Legislativo de Cosmo e Lobo, contrariando a determinação partidária de apoio ao governo. Interlocutores do Paço manifestam insatisfação com o PDT, que hoje já possui o comando da Secretaria de Cultura e terá futuramente, após a reforma administrativa, a chefia da Pasta de Trabalho e Renda.

Por outro lado, a dupla já declarou que não aceitaria "cabresto" e que seguiria linha alternativa na Casa. O primeiro estremecimento da cúpula com os parlamentares se deu na eleição da presidência da Câmara, no dia 1º de janeiro, quando Cosmo e Lobo votaram em Donizeti Pereira (PV), candidato oposto ao indicado pelo PT.

A gota d'água para a decisão da executiva foi a assinatura de ambos no requerimento para instauração da CPI da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;