Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tigre enfrenta o
Timão contra descenso

Além da permanência na elite, equipe do São Bernardo busca
no estádio do Pacaembu a primeira vitória sobre clube grande


Thiago Postigo Silva
Do Diário do Grande ABC

07/04/2013 | 07:00


A vitória hoje, às 16h, no EStádio do Pacaembu, sobre o misto do Corinthians, pela 17ª rodada do Campeonato Paulista, representa conquistar alguns objetivos para o São Bernardo. O primeiro e principal é a luta para se afastar da zona de rebaixamento.

Atualmente em 14º lugar, com 17 pontos, o triunfo hoje praticamente assegura a permanência do Tigre na elite do Estadual. Por outro lado, a derrota pode diminuir a vantagem da equipe para a zona de descenso, hoje em quatro pontos.

Outro alvo importante é quebrar jejum de quatro jogos sem vitórias. Curiosamente, a série ruim iniciou justamente contra outra equipe grande, o São Paulo, que derrotou (2 a 1) o Tigre no Estádio 1º de Maio.

O terceiro desafio do São Bernardo é finalmente vencer um time de ponta. Em sete jogos, contando o Paulista de 2011, a equipe perdeu cinco vezes e empatou outras duas. Neste ano, aliás, o retrospecto é bem desagradável, com derrotas para os outros três grandes: Palmeiras (3 a 0) e Santos (3 a 1), além do revés para o Tricolor.

Porém, vencer o Corinthians, mesmo com a equipe mista (leia abaixo), não será nada fácil. O Timão vem empolgado com a vitória (1 a 0) sobre o Millonarios, na Colômbia, pela Copa Libertadores e, consequentemente, a classificação antecipada às oitavas de final.

O time da Capital também está bem no Campeonato Paulista, com a quinta posição, com 29 pontos, e apenas uma derrota, além de ter vencido (2 a 1) o líder São Paulo.

Ao menos, o técnico Wagner Lopes não tem muitos problemas para escalar a equipe. Sem jogador suspenso, o treinador apenas não conta com os volantes Naldinho e Didi, que estão no departamento médico, e o atacante André Luiz e o meia Luciano Mandi, que ainda trabalham a parte física - todos são considerados reservas.

O comandante, porém, preferiu não revelar o time, como de costume. Em relação ao empate (0 a 0) com o União Barbarense, Wagner Lopes deve sacar o meia Michael e escalar a equipe com três volantes, com Daniel Pereira, Dudu e Glaydson.

Outra opção seria mandar três atacantes, com dois - Ricardinho e Gil - ajudando na marcação no meio campo, enquanto Fernando Baiano ficaria como referência na frente.

A terceira alternativa, menos viável, seria escalar Judson, que entrou nas duas últimas partidas, na vaga de Michael, permanecendo com o mesmo esquema do duelo diante do Barbarense.

 

Fernando Baiano reencontra o Corinthians

Um dos grandes personagens da partida de hoje é o atacante Fernando Baiano, do São Bernardo, mas que começou no futebol pelo Corinthians. Em 1999, com apenas 19 anos, ele marcou cinco vezes na goleada (8 a 2) sobre o Cerro Porteño-PAR e mais um no Palmeiras, se tornando artilheiro da Copa Libertadores daquele ano.

Ficou no clube do Parque São Jorge até 2001 e ainda marcou um dos gols na decisão por pênaltis no Mundial de Clubes de 2000 contra o Vasco. Quando saiu do Corinthians, passou por Internacional, Flamengo e São Caetano, além de clubes europeus e dos Emirados Árabes.

Hoje, aos 34 anos, ele reencontra pela primeira vez o Alvinegro. "Será uma partida muito especial para mim. Depois de tudo que vivi, ter a oportunidade de disputar o Paulista e enfrentar a equipe que me revelou será muito bom. Passa muita coisa na cabeça", assegurou o atleta. "(Se marcar um gol) Vou comemorar, com todo respeito e carinho que tenho pelo Corinthians."

Ele também aproveitou para elogiar o atual elenco do Timão e até acredita que seja melhor que a equipe de 2000, que contava com jogadores como Ricardinho, Rincón, Marcelinho Carioca, Vampeta, Edílson e Luizão, entre outros. "Os dois times são bons, muito bons, mas o de hoje tem mais peças de reposição e isso faz muita diferença", frisou.

Artilheiro do Tigre no Campeonato Paulista, com sete gols, Fernando Baiano também assegurou que não pensa em retornar ao clube do Parque São Jorge. "Não descarto (o retorno), mas não sonho com isso. Sou um cara muito realista", disse.

Ele, inclusive, assegurou que se preocupa apenas com o São Bernardo e que já estava cansado falar do rival de hoje. Ele recordou que a partida no Estádio do Pacaembu é muito importante para o Tigre.

"Nossa equipe vem se preparando durante a semana para este confronto porque precisamos somar pontos. A equipe do São Bernardo é jovem e precisa correr para sair com bom resultado", frisou o atleta.

 

Luciano Castán pega ex-equipe do irmão
O zagueiro Luciano Castán também tem o Corinthians como adversário especial. Ele não atuou pela equipe da Capital, mas, sim, o irmão mais famoso, Leandro Castán, que se destacou pelo Timão entre 2010 e o segundo semestre de 2012, quando foi negociado com a Roma.

Luciano espera seguir os passos do irmão, que defendeu o Grêmio Barueri antes do Corinthians, e afirmou que ligaria ontem para Leandro para pedir dicas sobre o Timão.

"Vamos ver qual será a resposta (sobre os segredos do Corinthians) dele. Tem que passar algumas dicas. Acho que ele tem que me ajudar, não é verdade?", questionou, ironicamente, o defensor do São Bernardo. "Ele tem que torcer por mim. Sou da família", brincou.

Assim como Fernando Baiano, será a primeira vez que ele enfrentará o Timão. "É uma partida que entusiasma todos os jogadores", frisou o zagueiro, que já passou por União São João, Santos, Ponte Preta, Paraná e Bragantino.

Segundo Luciano, o São Bernardo precisa entrar concentrado para sair com os três pontos do Pacaembu.

"Temos que surpreender o adversário. Sabemos que dentro de campo serão11 contra 11", ressaltou o zagueiro, que não se preocupa com os quatro jogos sem vencer no Paulistão. "O professor (o técnico Wagner Lopes) está nos auxiliando muito bem e sabemos da importância desta partida. Vamos buscar realizar grande jogo contra o Corinthians", destacou ele. "Vamos diminuir os espaços e fortalecer a marcação", completou.

 

Peruano Guerrero se recupera e acaba confirmado por Tite
O técnico Tite vai escalar equipe mista no confronto de hoje, mas o atacante Paolo Guerrero está confirmado entre os titulares do Corinthians. O peruano, que não viajou à Colômbia para enfrentar o Millonarios pela Copa Libertadores da América, mas é o artilheiro da equipe no Campeonato Paulista com cinco gols, se recuperou de problema muscular na coxa esquerda, após realizar tratamento intensivo para enfrentar o São Bernardo.

Assim, ele vai ficar com a vaga de Alexandre Pato, que defendeu a Seleção Brasileira em partida contra a Bolívia, em Santa Cruz de la Sierra, ontem, assim como os volantes Paulinho e Ralf. Já o lateral-direito Alessandro e o atacante Emerson estão suspensos.

Edenílson e Guilherme devem fortalecer a marcação no meio campo, enquanto Romarinho vai ficar com a posição na frente. Na direita, Guilherme Andrade vai começar o duelo.

Outros titulares que não vão jogar, mas porque serão poupados, são o zagueiro Paulo André e o meia Danilo - o último, porém, ficará como opção no banco de reservas. Chicão ficou com a vaga na defesa e, na armação, Giovanni ganhou a disputa com Paulo Victor.

Problema para Tite será no gol. O goleiro Cássio, com problema no punho esquerdo, foi vetado para o confronto. Com isso, o treinador irá escalar Júlio César. Douglas, Renato Augusto e Igor seguem em recuperação de lesões.

 

NA BRONCA
Tite, inclusive, reclamou da quantidade de jogos que facilita as contusões dos atletas. "Estou fazendo uma preparação forte para o próximo jogo. A ideia é ficar entre os quatro primeiros, o que teoricamente nos dá uma vantagem. Só parte médica e física vai tirar jogadores deste jogo", destacou o treinador.

Segundo o comandante, caso não tivesse poupado mais atletas no início do ano, a lista de lesionados poderia ser maior agora.

"Deu certo preservar. Imagina se tivéssemos machucado mais gente. O planejamento não tira as possibilidades de lesão, ele minimiza. Se o padrão e o entrosamento repetirem, você joga sem pensar. Nós temos seis vitórias no período de oito e tomando muito pouco gol. A equipe é mentalmente forte, cumpre as funções", justificou o técnico.

 

Técnico quer Tigre com mais disposição que rival

O técnico Wagner Lopes, do São Bernardo, acredita que o time está preparado para enfrentar o Corinthians e a pressão de conquistar mais uma vitória para permanecer na elite do Campeonato Paulista. Segundo o comandante, o rival é superior tecnicamente, o que não significa que o Tigre vai perder.

"Quando jogamos contra uma equipe superior, sempre falo que precisamos correr mais que o adversário, ter mais disposição. Não aceito que meu time fique menos disposto. Isso, não", assegurou o comandante. "Os caras podem ser melhores, os campeões mundiais, mas temos de buscar na vontade e não podemos temê-los. Vamos conquistar pontos na casa deles", frisou o treinador.

Segundo o comandante, o grande segredo é o São Bernardo buscar falhar pouco. "Precisamos errar o menos possível contra o Corinthians. Assim já é difícil, imagine falhando muito, não dá. Quando erramos, oferecemos os contra-ataques, o que pode nos prejudicar. Temos de estar atentos a todos os detalhes e acertar o máximo possível", frisou Wagner Lopes.

Ele também trabalhou bastante o lado emocional dos jogadores. "Não é impossível vencer o Corinthians e é um jogo bom de jogar. Todos estão vendo, tem televisão e dá mais destaque", ressaltou o técnico.

Wagner Lopes, porém, não acredita que os desfalques do adversário vão facilitar a vida do São Bernardo. Segundo ele, o Timão permanece com o mesmo potencial. "Acredito que quem está no Corinthians é porque tem condições e qualidade. Quem jogar vai buscar a oportunidade para se tornar titular", justificou o treinador.

Para o meia Bady, o São Bernardo precisa manter o que vem fazendo na competição, apesar de a equipe ainda não ter vencido time grande e lutar para escapar do rebaixamento. "Estamos realizando bons jogos e então temos que manter. Nada de diferente do que estamos fazendo, mantendo a postura", explicou.

Já o atacante Gil recordou que o São Bernardo teve a semana inteira de treinamento para encarar o Corinthians. "Vai ser um jogo muito difícil, nossa preparação está sendo intensa, e diferentemente do que aconteceu com o Corinthians, a nossa semana foi cheia para trabalharmos. A nossa equipe está bastante preparada e creio que realizaremos um bom jogo no Pacaembu", disse. "Sabemos que o elenco deles é forte, mas precisamos somar pontos. Não importa se o jogo ficar empatado, o grupo está unido para não sair com uma derrota desta partida", completou.

 

Timão assegura apoio da CBF para liberar presos em Oruro

O Corinthians garantiu importante aliado na luta para liberar os 12 torcedores presos na Bolívia acusados pela morte do jovem Kelvin Douglas Betrán Espada, no dia 20 de fevereiro. O presidente da CBF, José Maria Marin, entregou ontem ao mandatário da Federação Boliviana, Carlos Chávez, carta pedindo o auxílio da entidade na liberação dos detidos em Oruro.

O jovem de 14 anos foi atingido no olho por sinalizador marítimo disparado por torcedor corintiano durante a partida contra o San José pela primeira rodada da Libertadores.

A carta ressalta que o menor H.A.M, 17 anos, confessou o disparo na Justiça brasileira e isso invalida, segundo a CBF, a manutenção dos torcedores na cadeira. "Precisamos achar solução o mais rápido possível", declarou o presidente da CBF.

Após receber a carta, o presidente da Federação Boliviana destacou que a entidade vai auxiliar para solução ágil para a situação dos presos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tigre enfrenta o
Timão contra descenso

Além da permanência na elite, equipe do São Bernardo busca
no estádio do Pacaembu a primeira vitória sobre clube grande

Thiago Postigo Silva
Do Diário do Grande ABC

07/04/2013 | 07:00


A vitória hoje, às 16h, no EStádio do Pacaembu, sobre o misto do Corinthians, pela 17ª rodada do Campeonato Paulista, representa conquistar alguns objetivos para o São Bernardo. O primeiro e principal é a luta para se afastar da zona de rebaixamento.

Atualmente em 14º lugar, com 17 pontos, o triunfo hoje praticamente assegura a permanência do Tigre na elite do Estadual. Por outro lado, a derrota pode diminuir a vantagem da equipe para a zona de descenso, hoje em quatro pontos.

Outro alvo importante é quebrar jejum de quatro jogos sem vitórias. Curiosamente, a série ruim iniciou justamente contra outra equipe grande, o São Paulo, que derrotou (2 a 1) o Tigre no Estádio 1º de Maio.

O terceiro desafio do São Bernardo é finalmente vencer um time de ponta. Em sete jogos, contando o Paulista de 2011, a equipe perdeu cinco vezes e empatou outras duas. Neste ano, aliás, o retrospecto é bem desagradável, com derrotas para os outros três grandes: Palmeiras (3 a 0) e Santos (3 a 1), além do revés para o Tricolor.

Porém, vencer o Corinthians, mesmo com a equipe mista (leia abaixo), não será nada fácil. O Timão vem empolgado com a vitória (1 a 0) sobre o Millonarios, na Colômbia, pela Copa Libertadores e, consequentemente, a classificação antecipada às oitavas de final.

O time da Capital também está bem no Campeonato Paulista, com a quinta posição, com 29 pontos, e apenas uma derrota, além de ter vencido (2 a 1) o líder São Paulo.

Ao menos, o técnico Wagner Lopes não tem muitos problemas para escalar a equipe. Sem jogador suspenso, o treinador apenas não conta com os volantes Naldinho e Didi, que estão no departamento médico, e o atacante André Luiz e o meia Luciano Mandi, que ainda trabalham a parte física - todos são considerados reservas.

O comandante, porém, preferiu não revelar o time, como de costume. Em relação ao empate (0 a 0) com o União Barbarense, Wagner Lopes deve sacar o meia Michael e escalar a equipe com três volantes, com Daniel Pereira, Dudu e Glaydson.

Outra opção seria mandar três atacantes, com dois - Ricardinho e Gil - ajudando na marcação no meio campo, enquanto Fernando Baiano ficaria como referência na frente.

A terceira alternativa, menos viável, seria escalar Judson, que entrou nas duas últimas partidas, na vaga de Michael, permanecendo com o mesmo esquema do duelo diante do Barbarense.

 

Fernando Baiano reencontra o Corinthians

Um dos grandes personagens da partida de hoje é o atacante Fernando Baiano, do São Bernardo, mas que começou no futebol pelo Corinthians. Em 1999, com apenas 19 anos, ele marcou cinco vezes na goleada (8 a 2) sobre o Cerro Porteño-PAR e mais um no Palmeiras, se tornando artilheiro da Copa Libertadores daquele ano.

Ficou no clube do Parque São Jorge até 2001 e ainda marcou um dos gols na decisão por pênaltis no Mundial de Clubes de 2000 contra o Vasco. Quando saiu do Corinthians, passou por Internacional, Flamengo e São Caetano, além de clubes europeus e dos Emirados Árabes.

Hoje, aos 34 anos, ele reencontra pela primeira vez o Alvinegro. "Será uma partida muito especial para mim. Depois de tudo que vivi, ter a oportunidade de disputar o Paulista e enfrentar a equipe que me revelou será muito bom. Passa muita coisa na cabeça", assegurou o atleta. "(Se marcar um gol) Vou comemorar, com todo respeito e carinho que tenho pelo Corinthians."

Ele também aproveitou para elogiar o atual elenco do Timão e até acredita que seja melhor que a equipe de 2000, que contava com jogadores como Ricardinho, Rincón, Marcelinho Carioca, Vampeta, Edílson e Luizão, entre outros. "Os dois times são bons, muito bons, mas o de hoje tem mais peças de reposição e isso faz muita diferença", frisou.

Artilheiro do Tigre no Campeonato Paulista, com sete gols, Fernando Baiano também assegurou que não pensa em retornar ao clube do Parque São Jorge. "Não descarto (o retorno), mas não sonho com isso. Sou um cara muito realista", disse.

Ele, inclusive, assegurou que se preocupa apenas com o São Bernardo e que já estava cansado falar do rival de hoje. Ele recordou que a partida no Estádio do Pacaembu é muito importante para o Tigre.

"Nossa equipe vem se preparando durante a semana para este confronto porque precisamos somar pontos. A equipe do São Bernardo é jovem e precisa correr para sair com bom resultado", frisou o atleta.

 

Luciano Castán pega ex-equipe do irmão
O zagueiro Luciano Castán também tem o Corinthians como adversário especial. Ele não atuou pela equipe da Capital, mas, sim, o irmão mais famoso, Leandro Castán, que se destacou pelo Timão entre 2010 e o segundo semestre de 2012, quando foi negociado com a Roma.

Luciano espera seguir os passos do irmão, que defendeu o Grêmio Barueri antes do Corinthians, e afirmou que ligaria ontem para Leandro para pedir dicas sobre o Timão.

"Vamos ver qual será a resposta (sobre os segredos do Corinthians) dele. Tem que passar algumas dicas. Acho que ele tem que me ajudar, não é verdade?", questionou, ironicamente, o defensor do São Bernardo. "Ele tem que torcer por mim. Sou da família", brincou.

Assim como Fernando Baiano, será a primeira vez que ele enfrentará o Timão. "É uma partida que entusiasma todos os jogadores", frisou o zagueiro, que já passou por União São João, Santos, Ponte Preta, Paraná e Bragantino.

Segundo Luciano, o São Bernardo precisa entrar concentrado para sair com os três pontos do Pacaembu.

"Temos que surpreender o adversário. Sabemos que dentro de campo serão11 contra 11", ressaltou o zagueiro, que não se preocupa com os quatro jogos sem vencer no Paulistão. "O professor (o técnico Wagner Lopes) está nos auxiliando muito bem e sabemos da importância desta partida. Vamos buscar realizar grande jogo contra o Corinthians", destacou ele. "Vamos diminuir os espaços e fortalecer a marcação", completou.

 

Peruano Guerrero se recupera e acaba confirmado por Tite
O técnico Tite vai escalar equipe mista no confronto de hoje, mas o atacante Paolo Guerrero está confirmado entre os titulares do Corinthians. O peruano, que não viajou à Colômbia para enfrentar o Millonarios pela Copa Libertadores da América, mas é o artilheiro da equipe no Campeonato Paulista com cinco gols, se recuperou de problema muscular na coxa esquerda, após realizar tratamento intensivo para enfrentar o São Bernardo.

Assim, ele vai ficar com a vaga de Alexandre Pato, que defendeu a Seleção Brasileira em partida contra a Bolívia, em Santa Cruz de la Sierra, ontem, assim como os volantes Paulinho e Ralf. Já o lateral-direito Alessandro e o atacante Emerson estão suspensos.

Edenílson e Guilherme devem fortalecer a marcação no meio campo, enquanto Romarinho vai ficar com a posição na frente. Na direita, Guilherme Andrade vai começar o duelo.

Outros titulares que não vão jogar, mas porque serão poupados, são o zagueiro Paulo André e o meia Danilo - o último, porém, ficará como opção no banco de reservas. Chicão ficou com a vaga na defesa e, na armação, Giovanni ganhou a disputa com Paulo Victor.

Problema para Tite será no gol. O goleiro Cássio, com problema no punho esquerdo, foi vetado para o confronto. Com isso, o treinador irá escalar Júlio César. Douglas, Renato Augusto e Igor seguem em recuperação de lesões.

 

NA BRONCA
Tite, inclusive, reclamou da quantidade de jogos que facilita as contusões dos atletas. "Estou fazendo uma preparação forte para o próximo jogo. A ideia é ficar entre os quatro primeiros, o que teoricamente nos dá uma vantagem. Só parte médica e física vai tirar jogadores deste jogo", destacou o treinador.

Segundo o comandante, caso não tivesse poupado mais atletas no início do ano, a lista de lesionados poderia ser maior agora.

"Deu certo preservar. Imagina se tivéssemos machucado mais gente. O planejamento não tira as possibilidades de lesão, ele minimiza. Se o padrão e o entrosamento repetirem, você joga sem pensar. Nós temos seis vitórias no período de oito e tomando muito pouco gol. A equipe é mentalmente forte, cumpre as funções", justificou o técnico.

 

Técnico quer Tigre com mais disposição que rival

O técnico Wagner Lopes, do São Bernardo, acredita que o time está preparado para enfrentar o Corinthians e a pressão de conquistar mais uma vitória para permanecer na elite do Campeonato Paulista. Segundo o comandante, o rival é superior tecnicamente, o que não significa que o Tigre vai perder.

"Quando jogamos contra uma equipe superior, sempre falo que precisamos correr mais que o adversário, ter mais disposição. Não aceito que meu time fique menos disposto. Isso, não", assegurou o comandante. "Os caras podem ser melhores, os campeões mundiais, mas temos de buscar na vontade e não podemos temê-los. Vamos conquistar pontos na casa deles", frisou o treinador.

Segundo o comandante, o grande segredo é o São Bernardo buscar falhar pouco. "Precisamos errar o menos possível contra o Corinthians. Assim já é difícil, imagine falhando muito, não dá. Quando erramos, oferecemos os contra-ataques, o que pode nos prejudicar. Temos de estar atentos a todos os detalhes e acertar o máximo possível", frisou Wagner Lopes.

Ele também trabalhou bastante o lado emocional dos jogadores. "Não é impossível vencer o Corinthians e é um jogo bom de jogar. Todos estão vendo, tem televisão e dá mais destaque", ressaltou o técnico.

Wagner Lopes, porém, não acredita que os desfalques do adversário vão facilitar a vida do São Bernardo. Segundo ele, o Timão permanece com o mesmo potencial. "Acredito que quem está no Corinthians é porque tem condições e qualidade. Quem jogar vai buscar a oportunidade para se tornar titular", justificou o treinador.

Para o meia Bady, o São Bernardo precisa manter o que vem fazendo na competição, apesar de a equipe ainda não ter vencido time grande e lutar para escapar do rebaixamento. "Estamos realizando bons jogos e então temos que manter. Nada de diferente do que estamos fazendo, mantendo a postura", explicou.

Já o atacante Gil recordou que o São Bernardo teve a semana inteira de treinamento para encarar o Corinthians. "Vai ser um jogo muito difícil, nossa preparação está sendo intensa, e diferentemente do que aconteceu com o Corinthians, a nossa semana foi cheia para trabalharmos. A nossa equipe está bastante preparada e creio que realizaremos um bom jogo no Pacaembu", disse. "Sabemos que o elenco deles é forte, mas precisamos somar pontos. Não importa se o jogo ficar empatado, o grupo está unido para não sair com uma derrota desta partida", completou.

 

Timão assegura apoio da CBF para liberar presos em Oruro

O Corinthians garantiu importante aliado na luta para liberar os 12 torcedores presos na Bolívia acusados pela morte do jovem Kelvin Douglas Betrán Espada, no dia 20 de fevereiro. O presidente da CBF, José Maria Marin, entregou ontem ao mandatário da Federação Boliviana, Carlos Chávez, carta pedindo o auxílio da entidade na liberação dos detidos em Oruro.

O jovem de 14 anos foi atingido no olho por sinalizador marítimo disparado por torcedor corintiano durante a partida contra o San José pela primeira rodada da Libertadores.

A carta ressalta que o menor H.A.M, 17 anos, confessou o disparo na Justiça brasileira e isso invalida, segundo a CBF, a manutenção dos torcedores na cadeira. "Precisamos achar solução o mais rápido possível", declarou o presidente da CBF.

Após receber a carta, o presidente da Federação Boliviana destacou que a entidade vai auxiliar para solução ágil para a situação dos presos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;